João de Biclaro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

João de Biclaro (em latim: Iohannes Biclarensis; (Escálabis ca. 540 d.C. - ca. 621), foi um clérigo católico e cronista de origem goda. Nasceu na província da Lusitânia, em Escálabis (o atual Santarém (Portugal).

Em 559, sendo muito novo, marchou para Constantinopla, regressando ao Reino visigodo de Toledo em 576. O rei Leovigildo tentou sem sucesso convencê-lo para que se convertesse ao arianismo, mas ao não ceder às pressões do monarca, foi desterrado a Barcino (a atual Barcelona) em 577. Não pôde abandonar a zona até uns dez anos depois, possivelmente devido à chamada do próprio Leovigildo e do bispo godo Massona por volta de 585 ou 586.

Após 589 fundou o mosteiro de Biclarum, cujo local foi situado recentemente na povoação de Cabassers (Tarragona). Durante anos vários historiadores situaram este cenóbio em Vallclara, perto de Montblanc, onde em finais do século XII existiu um mosteiro, provavelmente restaurado. Porém, pesquisas recentes[1] indicam a possibilidade de este mosteiro se ter localizado na povoação também tarraconense de Cabassers, chamada Vallclara durante a Reconquista, e onde há vestígios arqueológicos[2] que parecem indicar a presença na povoação de um edifício religioso do século VI. Antes de 592 foi consagrado bispo de Gerunda. Como bispo desta cidade assinou as atas do II Sínodo Provincial de Saragoça de 592. Também assistiu aos sínodos de Toledo de 597, o II de Barcelona de 599, e seguramente também ao de Egara (a atual Tarrasa) de 614.

Escreveu um Chronicon por volta de 567 a 589, que é uma importante fonte para a época e uma continuação da crônica escrita por Vitor de Tunnuna.

Referências

  1. Carles Prats (julho). Les restes de tres edificis significatius. Visitado em 2009.
  2. Carles Prats (julho). vestigios arqueológicos. Visitado em 2008.