Joël Robert

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Joël Émile Édouard Robert (Châtelet-en-Berry, 26 de novembro de 1943), mais conhecido como Joël Robert, é um ex-motociclista belga de motocross.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Verdadeira lenda viva do motocross, Joël Robert veio de uma família de motociclistas e começou sua carreira na pequena cidade belga de Chatelet, onde vive até hoje.

Em 1964, tornou-se campeão mundial de motocross, categoria 250 cc, com apenas 20 anos de idade (um dos mais jovens da história da competição), na equipe CZ da antiga Tchecoslováquia. De 1965 a 1967, com a obtenção de três vice-campeonatos, manteve seu alto nível. De 1968 a 1972 obteve um sensacional pentacampeonato mundial na categoria, primeiro com a equipe tcheca CZ e o restante com a equipe japonesa Suzuki.

Joël Robert é ainda lembrado pelos adeptos e fãs estadunidenses por ter não só ter incentivado o motocross nos EUA (onde, devido à sua personalidade forte, além dos muitos fãs conseguiu também muitos rivais), como também ter participado de corridas na categoria Trans Am.

Além de ser um dos mais talentosos motociclistas já surgidos, Robert foi um dos primeiros esportistas da categoria a dar especial atenção ao preparo físico, embora fumasse muito.

Obteve um recorde de 50 vitórias só superado em 2004 por seu compatriota Stefan Everts.

Em 2000, entrou para o Motorcycle Hall of Fame (Hall da Fama da Motocicleta).

Atualmente, Joël Robert dedica-se à equipe nacional da Bélgica de motocross e à descoberta de novos talentos.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  • O prestígio de Joël Robert na Europa era tão grande que, em 1971, ele foi homenageado pelo autor de histórias em quadrinhos, Jean Graton, autor de Michel Vaillant, com um álbum chamado Rodéo sur 2 roues (Rodeio sobre 2 rodas, em português). A série é, até hoje, dedicada ao automobilismo. Esse foi o único álbum dedicado exclusivamente ao motociclismo. Esse álbum foi publicado por volta de 1975 em Portugal e no Brasil (fazia parte de uma série chamada Favoritos de Tintin).
  • No álbum, o autor, Jean Graton, assim descreveu Joël Robert: "Apesar de sua aparência robusta, a voz de Joël é suave, grave. Um rapaz que irradia delicadeza".
  • No filme de produção francesa Mamuth, realizado em 2010, o personagem principal, vivido pelo ator francês Gérard Depardieu, veste uma camiseta com a figura de Joël Robert, o que mostra que o prestígio do campeão belga continua alto mesmo após tantos anos de aposentadoria das competições.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.