Joachim Fest

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Joachim Clemens Fest
Nascimento 8 de Dezembro de 1926
Berlim
Morte 11 de setembro de 2006
Kronberg im Taunus
Nacionalidade  Alemanha
Ocupação Escritor e historiador

Joachim Clemens Fest (8 de Dezembro de 1926 - 11 de Setembro de 2006) foi um historiador e escritor alemão; tornou-se mundialmente conhecido pela sua biografia de Adolf Hitler lançada em 1973 e pelo apoio na autobiografia de Albert Speer lançada em 2000.

Com uma decisiva influência do pai, forte opositor ao Nazismo, Joachim Fest não se filiou à Juventude Hitlerista. Serviu, porém, ao exercito alemão (Wehrmacht), tendo sido capturado e mantido como prisioneiro de guerra na França até o final da Guerra em 1945. Sua formação educacional contou com o Gymnasium de Berlim e de Breigau. Estudou Direito, História, Sociologia, Literatura Alemã e História da Arte em Freiburg, Frankfurt e Berlim

Trabalhou na estação de rádio RIAS, de 1954 até 1961, como editor do serviço de radiodifusão encarregado dos temas de história contemporânea. Após um breve período como editor chefe do canal de televisão NDR, passou a atuar como escritor e lançou sua mais famosa obra "Hitler" uma das mais completas biografia de ditador alemão em 1973.

Fest atuou ainda como editor adjunto para a autobiografia do ex-oficial, Ministro da Economia de Guerra e arquiteto nazista Albert Speer, em Inside the Third Reich. Após a morte de Speer, Fest lançou o livro Speer: The Final Veredict, no qual analisa e apresenta os motivos que levaram o oficial a relatar seu ponto de vista sobre a Segunda Guerra Mundial e os bastidores do Nazismo.

Em 2004 foi lançado o filme Der Untergang, com o título A queda no Brasil, com base em alguns capítulos de seu livro Inside Hitler´s Bunker: The Last Days of Third Reich, que, por sua vez, inspirou-se nas anotações pessoais de Traudl Junge, a última secretária pessoal de Hitler, que nelas descreveu os últimos dias de vida do ditador em seu bunker em Berlim em 1945.