Joaquim Floriano de Toledo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Joaquim Floriano de Toledo
Retrato de Joaquim Floriano de Toledo.
Nascimento 9 de junho de 1794
São Paulo
Morte 18 de abril de 1875 (80 anos)
São Paulo
Nacionalidade Império do Brasil Brasileiro

Conselheiro Joaquim Floriano de Toledo (São Paulo, 9 de junho de 1794 — São Paulo, 18 de abril de 1875) foi um militar e político brasileiro. Foi comendador da Ordem da Rosa, oficial da Imperial Ordem do Cruzeiro e cavaleiro da Ordem de Cristo.1

Oriundo de uma família aristocrática, era filho do médico cirurgião Dr. Francisco de Paula Xavier de Toledo, começou cedo a carreira pública, tendo ocupado os diversos cargos durante a época do Brasil Império. Escreveu o primeiro ato após a independência do Brasil e foi coronel da Guarda Nacional. Era amigo intimo do Imperador Dom Pedro I.

Casou-se em 4 de novembro de 1821 com Luiza Engracia de Toledo, nascida Luiza Engracia da Silva Freire. Sua esposa pertencia à uma importante família paulista: os da Silva Freire2 . Deste casamento nasceu a jovem Carlota de Toledo, que casou-se com o 2.° barão de Javari, tornando-se tia de Nair de Tefé. Sua prima-irmã, Francisca de Paula Martins de Toledo, casou-se com o visconde de Ouro Preto e deste casamento nasceu o imortal Afonso Celso de Assis Figueiredo Júnior.

Joaquim foi deputado pela província de São Paulo entre 1830 e 1842 e seis vezes presidente interino da província de São Paulo, de 16 de maio a 23 de maio de 1848, de 24 de outubro a 7 de novembro de 1864, de 18 de julho a 3 de agosto de 1865, de 3 de março a 8 de novembro de 1866, de 12 de outubro a 24 de outubro de 1867 e de 24 de abril a 29 de julho de 1868.

Referências

  1. Jornal o Estado de Sao Paulo, publicado como A Provincia De Sao Paulo; Data: 20-04-1875; Volume: I; Numero: 83; Pagina: 3
  2. Alguns da Silva Freire: Barão de Mamanguape, Barão de Dourados, Barão de Santa Maria Madalena, 2° Barão de Itambé.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Bernardo José Pinto Gavião Peixoto
Presidente da província de São Paulo
1848
Sucedido por
Domiciano Leite Ribeiro
Precedido por
Francisco Inácio Marcondes Homem de Melo
Presidente da província de São Paulo
1864
Sucedido por
João Crispiniano Soares
Precedido por
João Crispiniano Soares
Presidente da província de São Paulo
1865
Sucedido por
João da Silva Carrão
Precedido por
João da Silva Carrão
Presidente da província de São Paulo
1866
Sucedido por
José Tavares Bastos
Precedido por
José Tavares Bastos
Presidente da província de São Paulo
1867
Sucedido por
Joaquim Saldanha Marinho
Precedido por
Joaquim Saldanha Marinho
Presidente da província de São Paulo
1868
Sucedido por
José Manuel da Silva


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.