Joaquim Ribeiro de Carvalho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Joaquim Ribeiro de Carvalho (nasceu em Arnal, freguesia de Maceira, distrito de Leiria, 1880 - 1942), foi um político da Primeira República Portuguesa, jornalista, escritor, poeta e tradutor.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Joaquim Ribeiro de Carvalho nasceu em Arnal (Leiria), em 1880. Frequentou o Colégio Militar. Na cidade de Leiria frequentou o seminário, que abandonou. Edita os seus primeiros versos.

Torna-se militante da Carbonária. Republicano, participa na implantação da República, sendo um dos homens que em 1910, da varanda da Câmara de Lisboa, proclamaram a República. No novo regime ocupou vários cargos, entre os quais, o de deputado do Partido Liberal (entre 1911 e 1925).

Liga-se à Maçonaria. Continua a escrever e a publicar livros. Como jornalista, fundou e dirigiu o jornal A republica portugueza[1] (1910-1911) e colaborou no jornal humorístico O Xuão[2] (1908-1910) bem como na revista literária Ave Azul[3] (1899-1900) e ainda na revista luso-brasileira Brasil-Portugal[4] (1899-1914).

Em 1926, após o pronunciamento militar e com a instauração da Ditadura, vai para a ilha da Madeira, de onde regressa em 1930 para voltar a ocupar direcção do jornal "República".

Adquiriu a Quinta da Bela Vista, no Cacém, em Sintra onde mandou construir uma casa. Inicialmente era utilizada aos fins-de-semana, depois, já no final da sua vida, passou a utilizá-la em permanência. Na Quinta existiu uma vinha e durante vários anos Ribeiro de Carvalho produziu o seu próprio vinho. O seu nome está ainda ligado à fundação da Associação dos Bombeiros Voluntários de Agualva-Cacém e a uma escola básica no Cacém.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Livro d'um sonhador (Leiria, 1897);
  • Margaritas, versos do coração;
  • Maria Salomé;
  • O mar de náufragos

Honras e cargos[editar | editar código-fonte]

  • 1906 - Ordem de Sant'Iago
  • 1923 - Sócio correspondente da Academia de Ciências de Lisboa.
  • Presidente do Senado de Sintra.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

TRIGO, Jorge; BAPTISTA, Luís Miguel (2005) - Ribeiro de Carvalho - Um republicano com alma de sonhador, SeteCaminhos, Lisboa, 151 p., il.

Referências