Jogo de tabuleiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde julho de 2012).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Típico tabuleiro de gamão com peças em posição inicial, dados de jogo e de double e copo para atirar dados
Tabuleiros de xadrez, na Praça da Assembleia, em Belo Horizonte.

Os jogos de tabuleiro utilizam de superfícies planas e pré-marcadas, com desenhos ou marcações de acordo com as regras envolvidas em cada jogo específico e normalmente são jogados por duas pessoas, mas existem alguns que admitem até seis pessoas como as Damas chinesas.

Dama Brasileira Só Com Regras Basicas...
Dama Brasileira

Jogos de tabuleiro não são apenas uma alternativa de lazer. Sua prática incentiva a capacidade de memória, ajudam a desenvolver o raciocínio lógico e abstrato.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Existem registros de jogos de tabuleiro há cerca de 5000 anos em civilizações como Egito e Mesopotamia.[2] Apesar de ser difícil datar qual foi ou quais foram os primeiros jogos da humanidade, o jogo Mancala se apresenta como um dos mais antigos, com mais de 7 mil anos de existência.

Foram muito populares na Grécia e na Roma de onde se espalharam por toda Europa e depois para a América.

Popularização[editar | editar código-fonte]

Somente a partir do sec. XIX se tornaram produtos de massa devido ao surgimento da classe média, que tinha mais tempo para o lazer.[3]

A partir da década de 1980 os jogos de tabuleiro perderam muito a sua popularidade devido aos jogos eletrônicos, mas, nos últimos anos voltaram a conquistar muitos adeptos. Um dos motivos é a interação entre os jogadores.

Portugal[editar | editar código-fonte]

Em Portugal os jogos de tabuleiro estão catalogados desde a época romana.[4] [5] [6]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Os índios conhecem um jogo chamado o Jogo da Onça que tem sua origem provável entre os incas. Esse jogo foi encontrado entre os Bororos, no Mato Grosso, onde é conhecido como Adugo, bem como entre os Manchineri, no Acre, e os Guaranis, em São Paulo.Trata-se de um jogo de estratégia. O tabuleiro é riscado no chão. Uma pedra representa a onça e 14 outras representam os cachorros. O objetivo dos cachorros é imobilizar a onça e o objetivo da onça é comer 5 cachorros. Jogos parecidos a este são encontrados entre outras civilizações, como os Incas (Puma e Carneiros), Índia (Tigre e Cabras) e China (Senhor Feudal e Camponeses).

Os jogos de tabuleiro mais populares no Brasil incluem:

North American board games
Tabuleiros de xadrez são normalmente vistos em mesas de praça em todo o Brasil[4] 

Classificações[editar | editar código-fonte]

Alguns jogos são de estratégia, como xadrez, damas, e xadrez chinês, Go e outros envolvem algum elemento de sorte, como ludo e gamão

Rankings de jogos[editar | editar código-fonte]

Diversos sites e instituições elaboram listas classificatórias para os jogos de tabuleiro. O mais prestigiado é o Board Game Geek. O site americano, criado em 2000, tem listados mais de 50 mil jogos, entre jogos de tabuleiro, card games e expansões. Os jogos são rankeados através de votação direta dos participantes. O ranking atual tem mais de 7000 jogos listados. Entram na lista apenas jogos que receberam mais de 30 votos.

O primeiro lugar da lista é, desde dezembro de 2010, o jogo Twilight Struggle.[7]

O jogo-da-velha (Tic-tac-toe) estava na parte inferior do ranking.[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Jogo de tabuleiro
Ícone de esboço Este artigo sobre Jogos de tabuleiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.