Jogos Olímpicos de Verão de 1952

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jogos da XV Olimpíada
Helsinque 1952
Poster1952.jpg
Dados
Países participantes 69
Atletas 4955
Eventos 149 em 17 esportes
Cerimônia de abertura 19 de julho
Cerimônia de encerramento 3 de agosto
Abertura oficial Juho Kusti Paasikivi
Juramento do atleta Heikki Savolainen
Tocha Paavo Nurmi e Hannes Kolehmainen
Estádio principal Estádio Olímpico
◄◄ Londres 1948 {{{evento}}} Melbourne 1956 ►►

Jogos Olímpicos de Verão de 1952 ou Jogos da XV Olimpíada foram os Jogos Olímpicos realizados em Helsinque, Finlândia, pátria de alguns dos maiores atletas olímpicos de antes da II Guerra Mundial e de todos os tempos. E foram os maiores deles, Hannes Kolehmainen e Paavo Nurmi, os responsáveis pelo momento mais emocionante da abertura do evento, quando, já homens quase idosos, entraram no estádio conduzindo a tocha olímpica e acendendo a pira sagrada.

Participaram destes Jogos um total de 4.955 atletas, sendo 519 deles mulheres, representando 69 nações, um recorde até então.

Processo de candidatura[editar | editar código-fonte]

Helsinque foi escolhida a cidade-sede dos XV Jogos Olímpicos na 40ª sessão do Comitê Olímpico Internacional, realizada em Estocolmo, Suécia no dia 21 de junho de 1947. A candidatura de Helsinque superou a de Amsterdam e de cinco cidades norte-americanas: Chicago, Detroit, Los Angeles, Minneapolis e Filadélfia.

Helsinque já havia sido escolhida anteriormente para sediar os Jogos Olímpicos de Verão de 1940, que foram cancelados por causa da II Guerra Mundial.

Resultados da eleição da cidade-sede dos Jogos da XV Olimpíada[1]
Cidade CON Rodada 1 Rodada 2
Helsinque  Finlândia 14 15
Minneapolis  United States 4 5
Los Angeles  United States 4 5
Amsterdam  Países Baixos 3 3
Detroit  United States 2 -
Chicago  United States 1 -
Filadélfia  United States - -

Destaques[editar | editar código-fonte]

  • No país dos maiores fundistas da história olímpica, nada mais apropriado que o mais sensacional feito dos Jogos viesse também de um corredor de longas distâncias. O tcheco Emil Zatopek conseguiu uma façanha jamais igualada, ao vencer as provas dos 5.000m, 10.000m e a Maratona numa mesma Olimpíada, somando um total de quatro medalhas de ouro no atletismo com a conquistada em Londres nos Jogos anteriores.
  • O poster oficial dos Jogos traz a imagem do maior atleta olímpico finlandês de todos os tempos, Paavo Nurmi, correndo, esculpida em bronze.
  • A fabulosa seleção húngara de futebol liderada por Ferenc Puskas conquistou o título olímpico e continuaria maravilhando o mundo até perder a final da Copa do Mundo para a RFA dois anos depois, na Suíça. A Hungria, um país com apenas dez milhões de habitantes, conseguiu a extraordinária façanha de ganhar 45 medalhas nestes Jogos, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da URSS.
  • Sete anos após o término da II Guerra Mundial, a Alemanha pôde novamente participar dos Jogos, mas apenas alemães da parte ocidental competiram.
  • Josy Barthel, do pequenino Luxemburgo, provocou a maior surpresa dos Jogos ao vencer a prova dos 1500m no atletismo e conquistar a que até hoje é a única medalha de ouro do seu país.
  • Trinta e dois anos após a estréia do Brasil nas Olimpíadas em Antuérpia 1920 e da conquista de até então sua única medalha de ouro olímpica, o saltador paulista Adhemar Ferreira da Silva conquista sua primeira vitória no salto triplo e o segundo do país, quebrando o recorde olímpico e mundial três vezes no processo. Uma curiosidade histórica sobre Adhemar é pouco conhecida pela posteridade, apesar de ter se tornado um costume universal no esporte. Extasiados com a performance daquele gigante negro desconhecido de um país longínquo, os torcedores finlandeses aplaudiam e gritavam entusiasticamente seu nome por todo o estádio, instando-o a estar com eles. Vagarosamente então Adhemar começou a andar pela pista sorrindo e agradecendo os frenéticos aplausos. Cada vez mais incentivado a seguir em frente pela massa que o chamava e queria vê-o de perto, Adhemar começou a trotar ao mesmo tempo em que acenava para a multidão e assim foi trotando em volta de todo o estádio olímpico. Inconscientemente, o campeão brasileiro criava ali a chamada volta olímpica, que nos anos seguintes e até nossos dias passaria a ser usada comumente pelos campeões de todos os esportes para saudar o público após suas vitórias.

Modalidades disputadas[editar | editar código-fonte]

Paavo Nurmi acende a chama olímpica.

Quadro de medalhas[editar | editar código-fonte]

Quadro de Medalhas / Helsinque 1952 Olympic rings with transparent rims.svg
Posição País Ouro Prata Bronze Total
1 Estados UnidosUSA Estados Unidos 40 19 17 76
2 União SoviéticaURS União Soviética 22 30 19 71
3 HungriaHUN Hungria 16 10 16 42
4 SuéciaSWE Suécia 12 13 10 35
5 ItáliaITA Itália 8 9 4 21
6 ChecoslováquiaTCH Checoslováquia 7 3 3 13
7 FrançaFRA França 6 6 6 18
8 FinlândiaFIN Finlândia 6 3 13 22
9 AustráliaAUS Austrália 6 2 3 11
10 NoruegaNOR Noruega 3 2 5
11 SuíçaSUI Suíça 2 6 6 14
12 África do SulRSA África do Sul 2 4 4 10
13 JamaicaJAM Jamaica 2 3 5
14 BélgicaBEL Bélgica 2 2 4
15 DinamarcaDEN Dinamarca 2 1 3 6
16 TurquiaTUR Turquia 2 1 3
17 JapãoJPN Japão 1 6 2 9
18 Grã-BretanhaGBR Grã-Bretanha 1 2 8 11
19 ArgentinaARG Argentina 1 2 2 5
20 PolôniaPOL Polônia 1 2 1 4
21 CanadáCAN Canadá 1 2 3
IugosláviaYUG Iugoslávia 1 2 3
23 RomêniaROM Romênia 1 1 2 4
24 BrasilBRA Brasil 1 2 3
Nova ZelândiaNZL Nova Zelândia 1 2 3
26 ÍndiaIND Índia 1 1 2
27 LuxemburgoLUX Luxemburgo 1 1
28 AlemanhaGER Alemanha 7 17 24
29 Países BaixosNED Países Baixos 5 5
30 IrãIRI Irã 3 4 7
31 ChileCHI Chile 2 2
32 ÁustriaAUT Áustria 1 1 2
LíbanoLIB Líbano 1 1 2
34 EspanhaESP Espanha 1 1
IrlandaIRL Irlanda 1 1
MéxicoMEX México 1 1
37 Coreia do SulKOR Coreia do Sul 2 2
Trinidad e TobagoTRI Trinidad e Tobago 2 2
UruguaiURU Uruguai 2 2
40 BulgáriaBUL Bulgária 1 1
EgitoEGY Egito 1 1
PortugalPOR Portugal 1 1
VenezuelaVEN Venezuela 1 1

Artigos relacionados[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. aldaver.com. INTERNATIONAL OLYMPIC COMMITTEE VOTE HISTORY (em inglês). Página visitada em 6 de outubro de 2009.