Johann Strauss (filho)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Johann Strauss II
Johann Strauss Jr.
Informação geral
Nome completo Johann Baptist Strauss
Nascimento 25 de Outubro de 1825
Origem Viena
País  Áustria
Data de morte 3 de junho de 1899 (73 anos)
Gênero(s) Valsa
Ocupação(ões) Compositor
Instrumento(s) Piano, Violino

Johann Baptist Strauss ou Strauß, mais conhecido como Johann Strauss II Viena, 25 de outubro de 1825Viena, 3 de junho de 1899), foi um compositor austríaco da Era Romântica famoso por ter escrito mais de quinhentas valsas, polcas, marchas e quadrilhas. Filho de Johann Strauss I, e irmão dos compositores Josef Strauss e Eduard Strauss. Conhecido como "O Rei da Valsa", foi responsável pela popularidade da valsa em Viena durante o século XIX. Algumas das mais famosas obras incluem The Blue Danube (O Danúbio Azul), Wein Weib und Gesang, Tales from the Vienna Woods, Tritsch-Tratsch-Polka, o Kaiser-Walzer, e da opereta Die Fledermaus (O Morcego).

Vida[editar | editar código-fonte]

Estudou música com Joseph Dreschler. Em 1844, aos dezenove anos, fundou uma orquestra de danças. O repertório era formado por valsas e outras danças de vários autores, de seu pai e outras de sua autoria. Fez grande sucesso. Uma de suas composições teve que ser repetida dezenove vezes.

Em 1872, Strauss se apresentou nos Estados Unidos. Seus concertos atraíam tanto o público como compositores consagrados como Liszt, Brahms e Wagner . Este gostava tanto da obra de Strauss que considerava o Danúbio Azul a maior composição clássica de todos os tempos.

Johann Strauss II compôs mais de duzentas valsas, 32 mazurcas, 140 polcas e oitenta quadrilhas, num total de 479 obras publicadas, mais dezenas de peças manuscritas e outras realizadas em parceria com seus irmãos.

Casou-se três vezes, mantinha inúmeras aventuras sexuais e ficava constantemente doente tanto por "excessos amorosos" como por seu ritmo intenso de composição.

Na década de 1870 começou a escrever operetas. As duas primeiras foram Indigo, de 1871, e O carnaval de Roma, em 1873. A obra mais consagrada foi em 1874, com O Morcego, com libreto de Carl Haffner e Richard Genée, a partir de Le Réveillon, de Henri Meilhac e Ludovic Halévy, ambos libretistas de Jacques Offenbach.

É autor das operetas Uma noite em Veneza, de 1883, O barão cigano, de 1885, Sangue vienense, de 1899, entre outras.

Obras de Johann Strauss II[editar | editar código-fonte]

Opereta[editar | editar código-fonte]

Ópera[editar | editar código-fonte]

a Valsa King em Stadtpark, Viena

Ballet[editar | editar código-fonte]

Valsas[editar | editar código-fonte]

Polkas[editar | editar código-fonte]

Johann Strauss, jovem

Marchas[editar | editar código-fonte]

Quadrille[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Ganzl, Kurt. The Encyclopedia of Musical Theatre (3 Volumes). New York: Schirmer Books, 2001.
  • Traubner, Richard. Operetta: A Theatrical History. Garden City, NY: Doubleday & Company, 1983
  • Jacob, H. E. Johann Strauss, Father and Son: A Century of Light Music. The Greystone Press, 1940.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Johann Strauss (filho)