Johann von Eych

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Johann III von Eych
(1404-1464)
humanista Germanicus
Data de nascimento 1404
Local de nascimento Eicha, perto de Heldburg, Turíngia,  Alemanha
Data de falecimento 1 de janeiro de 1464
Local de falecimento Eichstätt,  Alemanha
Ocupação Humanista, arcebispo de Eichstätt, cardeal, chanceler do Imperador Alberto II, teólogo, jurista, barítono e reitor da Universidade de Viena.
Alma mater Universidade de Viena
Universidade de Pádua

Johann III von Eych (1404-1464) (* c1404Eichstätt, 1º de Janeiro de 1464)[1] , foi humanista, arcebispo de Eichstätt, cardeal, teólogo, jurista, chanceler do Imperador Alberto II, barítono e reitor da Universidade de Viena.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Johann von Eych era filho de Karl von Eych e Margaretha von Heltpurg (ou Heldburg). Era sobrinho de Peter von Heltpurg que foi educador em Eichstätt e morreu em 1441. Em 1423 matriculou-se na Universidade de Viena, e mais tarde frequentou a Universidade de Pádua onde em 1429 recebeu o diploma de doutor em Sagradas Escrituras e lei canônica.

Em 1430 tornou-se canonista da Catedral de Eichstätt. Foi reitor da Universidade de Pádua de 1433 a 1434. Em 1435, ocupou o cargo de vigário geral do principado-bispado de Eichstätt. Foi deão da faculdade de direito da Universidade de Viena em 1435 e novamente entre 1437-1438. Durante o período 1438-1441 colocou-se a serviço do imperador Alberto II da Alemanha e de Alberto VI da Áustria. Durante este período, serviu como delegado do Concílio de Florença. Em 2 de Janeiro de 1439, durante o concílio, fez um brilhante discurso e travou amizades com inúmeros eclesiásticos proeminentes com quem mais tarde haveria de manter correspondência, dentre os quais podemos mencionar João de Capistrano, Nicolau de Cusa, Jakob von Tückelhausen[2] [3] , Bernhard von Waging (1400-1472)[4] , bem como Ulrich Gossembrot (1439-1465)[5] , um dos primeiros protagonistas do humanismo renascentista no norte da Europa. Eych retornou à Universidade de Viena na qualidade de preboste da faculdade de direito a partir de 1411. Depois da Batalha de São Tiago sobre o Sihl[6] (1443), serviu como enviado de Frederico III na corte do Delfim da França.

As obras literárias de Eych foram parcialmente conservadas; Enea Silvio Piccolomini, o futuro papa Pio II, dedicou ao seu amigo a obra De miseria curialium. Durante a disputa com o papa Eugênio IV, manteve a política de neutralidade do rei.

Em 1º de Outubro de 1445, o capítulo da catedral da Catedral de Eichstätt o elegeu para ser príncipe-bispo de Eichstätt; a sua nomeação foi confirmada por Dietrich Schenk von Erbach[7] († 1459), eleitor e arcebispo de Mogúncia posteriormente nesse mesmo mês. Eych foi consagrado como bispo por Peter von Schaumberg[8] (1388-1469), príncipe-bispo de Augsburgo, no dia 13 de Março de 1446.

Como bispo e reformador, Eych implementou diversos decretos do Concílio de Florença. Por sua iniciativa, a escola e catedral de Ingolstadt foi modificada para se tornar a Universidade de Ingolstadt. Ele fez a celebração do sínodo de 1447.

No consistório realizado em Viterbo em 31 de Março de 1462, o papa Pio II o nomeou sacerdote-cardeal. Ele nunca recebeu o galero (barrete, ou chapéu eclesiástico) ou um titulus.

Depois de longa enfermidade, ele morreu em Eichstätt no dia 1 de Janeiro de 1464. Foi sepultado na capela de Santo Aleixo do Monastério de Santa Walpurga em Eichstätt.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Epistula ad sanctimoniales monasterii Sanctae Walpurgae[9] .
  • Epistula ad Jacobum Carthusiensem.

Referências e Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. The Cardinals of the Holy Roman Church
  2. Jakob von Tückelhausen
  3. Germania Sacra
  4. Bernhard von Waging (1400-10 de Agosto de 1472) foi teólogo, místico, asceta e escritor litúrgico alemão.
  5. Ulrich Gossembrot (1439-1465) foi teólogo alemão e filho do humanista Sigmund Gossembrot (1417-1493).
  6. A Batalha de São Tiago sobre o Sihl foi uma batalha ocorrida em 22 de Julho de 1443 entre as tropas confederadas e as tropas dos Habsburgos que resultou em derrota para a cidade Zurique. Essa guerra não foi decisiva e continuou até 1446.
  7. Dietrich Schenk von Erbach († Aschaffenburg, 6 de Maio de 1459), foi Arcebispo de Mogúncia de 1434 até 1459.
  8. Peter von Schaumberg (1388-1469) (* Wasserschloss Mitwitz, 22 de Fevereiro de 1388Castelo Dilingen, 12 de Abril de 1469), foi Bispo de Augsburg de 1424 até sua morte.
  9. CERL Thesaurus