John Byrne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
John Byrne
John Lindley Byrne
John Byrne.JPG

Nascimento 6 de julho de 1950 (64 anos) West Bromwich, Midlands Ocidental, Inglaterra, Reino Unido Reino Unido
Nacionalidade Reino Unido britânico
Canadá canadense (naturalizado)
Área(s) de atuação quadrinista, roteirista, desenhista, arte-finalista, letrista
Trabalhos de destaque Next Men
X-Men
Quarteto Fantástico
Superman

John Byrne (West Bromwich, 6 de julho de 1950) é um famoso desenhista e roteirista de histórias em quadrinhos inglês naturalizado canadense. O trabalho pelo qual ficou mais conhecido foi sua fase na revista X-Men durante os anos 80, mas já trabalhou com as dos principais super-heróis dos quadrinhos norte-americanos. Outros trabalhos notáveis foram na revista do Superman e do Quarteto Fantástico. Nas histórias do X-Men lançou a Tropa Alfa, grupo de super-heróis canadenses que perseguia seu ex-membro Wolverine. O cuidado especial de Byrne com esse personagem, aliás, ajudou-o a que se transformasse num dos maiores heróis Marvel do novo século. Enquanto assumiu o Quarteto Fantástico tratou de substituir o Coisa pela Mulher-Hulk, outra de suas personagens favoritas, a quem dedicou até uma Graphic novel.[1] [2] [3] [4] [5] [6]

John Byrne gosta de inserir sensualidade em seus desenhos, tendo esse gosto atingido o máximo com a série da Mulher-Hulk, na qual explorou toda essa qualidade inerente da personagem. Quando trabalhou com os X-Mens, "esquentou" o relacionamento de Ciclope e da Garota Marvel (na época chamada de Fênix). A repercussão positiva fez com que tentasse fazer o mesmo ao assumir outros personagens tradicionais, que até então não recebiam esse típo de abordagem em função do rígido Controle de Ética dos quadrinhos americanos (Comics Code Authority): ao desenhar o Hulk, casou Bruce Banner com Betty Ross; na série do Capitão América, criou algumas candidatas a namoradas do herói; Namor e a Mulher Invisível tiveram realçadas as respectivas sensualidades.

Byrne também tentou explorar a homossexualidade no universo dos super-heróis. O exemplo mais lembrado é o de Estrela Polar, membro da Tropa Alfa. Todavia, na época o artista não conseguiu explorar essa idéia, por pressões editoriais. Somente nos quadrinhos atuais o herói canadense finalmente assumiu sua orientação sexual. Na célebre reestruturação do Superman, lançou a personagem da policial Maggie Sawyer, explicitamente homossexual.

Durante os anos 90, Byrne criou vários personagens como Next Men e Danger Unlimited. Entre os anos de 2004 e 2005 tem trabalhado principalmente para a DC Comics.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre John Byrne

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre autor ou ilustrador de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.