John Millar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia

John Millar (17351801), foi um filósofo e historiador escocês do iluminismo, um discípulo de Adam Smith e estudante da Universidade de Glasgow. Millar foi o introdutor do conceito de luta de classes na compreensão da história, mais de 50 anos antes de Karl Marx. Foi também um dos primeiros académicos a abordar a história da mulher e a história do sexo num contexto da história da civilização. Millar argumentava que o capitalismo trouxera com ele profundas mudanças nas vidas daqueles que de outra forma eram excluídos da participação na sociedade nos estágios anteriores da civilização (Ver Lord Kames). Mulheres, servos, lavradores e as classes laborais, mesmo os escravos (Millar citou a decisão de Lord Kames em libertar o escravo jamaicano Joseph Knight), todos eles beneficiaram da expansão da sociedade comercial e da derrocada das formas patriarcais de autoridade.

Millar, como muitos académicos escoceses do seu tempo um partidario dos liberais (Whig) tentou alertar os seus concidadãos da necessidade de reformar o sistema político para evitar que se produzisse uma revolução como a Revolução Francesa. Millar viu no capitalismo a origem das convulsões do século XVIII. À medida que a sociedade capitalista se torna mais activa e rica, as classes baixas, anteriormente subjugadas, "tornam-se por isso mais independentes nas suas circunstâncias" e "começam a exercer aqueles sentimentos de liberdade que são naturais à mente do Homem".

Extracto da obra[editar | editar código-fonte]

  • Origin of the Distinction of Ranks (1778)
  • Historical View of the English Government (1787)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.