John Rabe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Residência de John Rabe em Nanquim.

John Rabe (Hamburgo, Alemanha, 23 de novembro de 18825 de janeiro de 1950) foi um alemão conhecido pelo seu trabalho para evitar o Massacre de Nanquim e, apesar de não conseguir seu objetivo, ajudou a proteger 200.000 chineses contra as atrocidades cometidas pelo exército japonês durante este evento.

John Rabe trabalhava, desde 1910, para a Siemens na China e usou sua filiação ao partido nazista para tentar apelar aos japoneses. Criou uma zona de proteção na cidade e chegou a abrigar refugiados em sua própria residência, conseguindo manter os japoneses no exterior, permitindo assim que milhares de outros refugiados escapassem. Ao retornar para a Alemanha, em 1938, usou sua influência para denunciar os massacres e evitar outras atrocidades, mas foi detido para interrogatório pela Gestapo, sendo depois libertado por influência da Siemens, ficando impedido de continuar sua campanha. No final da Segunda Guerra Mundial foi preso por causa de sua filiação ao partido nazista, porém em junho de 1946 foi declarado denazificado pelos Aliados.

Atualmente a residência usada por John Rabe durante o episódio do massacre na Universidade de Nanquim abriga um memorial e um centro de estudos para a paz.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]