Jorge Dória

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jorge Dória
Nome completo Jorge Pires Ferreira
Nascimento 12 de dezembro de 1920
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade  brasileiro
Morte 6 de novembro de 2013 (92 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Ocupação Ator
Atividade 1945–2006

Jorge Dória, nome artístico de Jorge Pires Ferreira (Rio de Janeiro, 12 de dezembro de 1920 — Rio de Janeiro, 6 de novembro de 2013), foi um ator brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de militar, nasceu no bairro de Vila Isabel, Rio de Janeiro. Estreou no teatro em 1942 e no cinema em 1948, com o filme Mãe.

Iniciou sua carreira na televisão em 1953, atuando em uma novela da TV Tupi, Delícias da Vida Conjugal. A carreira na TV consolidou-se a partir da novela E nós, Aonde Vamos?, da TV Rio, quando já era um ator consagrado no cinema e no teatro.

Atuou nas peças A Gaiola das Loucas (seu maior sucesso como protagonista no teatro brasileiro), O Avarento, Escola de Mulheres, A Presidenta, A Morte do Caixeiro Viajante, entre outras.

No cinema foi também roteirista, além de ator premiado em filmes como Maior que o Ódio, O Assalto ao Trem Pagador, O Beijo, Minha Namorada, Bonga, o Vagabundo, Como é Boa a Nossa Empregada, A Dama do Lotação e Perdoa-me por me Traíres.

A partir da sua criação de Lineu na primeira versão de A Grande Família, em 1972, Jorge Dória se tornou uma presença constante nas novelas e nos programas de humor da TV. Entre os trabalhos mais importantes estão João Brandão na novela Champagne, o milionário golpista Herbert Alvaray em Brega & Chique, o terrível conselheiro real Vanoli Berval em Que Rei Sou Eu? e o implicante aposentado Emílio Castro em Meu Bem, Meu Mal, todas do autor Cassiano Gabus Mendes. Sua última participação foi no Zorra Total, da Rede Globo.

Morte[editar | editar código-fonte]

Jorge Dória padeceu de problemas de saúde durante muitos anos. Em outubro de 2013 foi internado no Hospital Barra d'Or, em estado grave.[1] Morreu aos 92 anos de complicações cardiorrespiratórias e renais.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. Ator Jorge Dória continua internado em estado grave no Rio G1 (23 de outubro de 2013). Visitado em 24 de outubro de 2013.
  2. Morre aos 92 anos o ator Jorge Dória G1 (6 de novembro de 2013).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]