Jorge Lascelles, 7.º Conde de Harewood

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
George
Conde de Harewood
Cônjuge Marion Stein (1949-1967)
Patricia Tuckwell (1967-2011)
Descendência
David
Jaime
Jeremias
Mark
Nome completo
George Henry Hubert Lascelles
Casa Windsor
Pai Henrique
Mãe Maria
Nascimento 7 de Fevereiro de 1923
Yorkshire, Inglaterra
Morte 11 de junho de 2011 (88 anos)
West Yorkshire, Inglaterra
Enterro All Saint's Church, Harewood, Inglaterra

Jorge Henrique Huberto Lascelles, 7.º Conde de Harewood (George Henry Humbert Lascelles) KBE (7 de fevereiro de 1923-11 de julho de 2011) foi o filho mais velho de Henrique Lascelles, 6.º Conde de Harewood (1882-1947) e de Maria, Princesa Real (1897-1965), a única filha do Rei Jorge V do Reino Unido e da Rainha Maria. Um primo-irmão da Rainha Elizabeth II, ele sucedeu seu pai como Conde de Harewood em 24 de maio de 1947.

George Lascelles foi a única pessoa que serviu como Counsellor of State sem ter um título real, ocupando tal cargo de 1945 até 1951 e de 1952 até 1956.


Biografia[editar | editar código-fonte]

Educação e carreiras[editar | editar código-fonte]

Nascido em Harewood House, a mansão da família Lascelles em Yorkshire, The Honourable George Lascelles teve como padrinho e madrinha no seu batismo seus avós, o Rei George V e a Rainha Mary. Em maio de 1937, ele, então estilizado Visconde Lascelles, em virtude da morte de seu avô paterno, serviu como Pajem de Honra ao seu tio, o Rei Jorge VI.

George Lascelles foi educado em Eton College e em King's College, Cambridge. Subseqüentemente, entrou para a Grenadier Guards, onde foi Capitão. Durante a Segunda Guerra Mundial, ele lutou na Itália. Os nazistas o capturaram e o mantiveram como prisioneiro de guerra na Oflag IV-C entre 1944 e maio de 1945. De 1945 até 1946, foi um oficial ajudante pessoal de seu tio-avô, Lord Athlone, que era Governador Geral do Canadá.

Entusiasta por música, Lord Harewood devotou-se muito para a ópera. Ele trabalhou como editor da revista Opera de 1950 até 1953 e foi diretor da Royal Opera House (1951-1953 e 1969-1972). Lascelles foi presidente da comissão de diretores de English National Opera (1986-1995); diretor musical do ENO (1972-1985); diretor artístico dos festivais de Edimburgo, Leeds, Adelaide; e diretor administrativo da companhia Opera North (1978-1981).

Lord Harewood foi um governador da British Broadcasting Corporation (1985-1987) e presidente da Board of Film Classification, o órgão britânico que cuida da classificação dos filmes do país (1985-1996).

É autor e editor de três livros: Complete Opera Book, de Gustav Kobbé (editado em 1954, agora The New Kobbé's Opera Book, editado em parceria com Antony Peattie; última edicação em 1997), The Tongs and the Bones (uma autobiografia, de 1981) e Kobbé's Illustrated Opera Book (editado em 1989).

De 1962 até 1967, foi o reitor da Universidade de York. A rainha Isabel II do Reino Unido condecorou-o com a Ordem do Império Britânico em 1986.

Entre os outros interesses de George Lascelles, está o futebol. Ele serviu como presidente da Football Association (1963-1972). Desde 1983, é presidente do Leeds United Football Club.

Casamentos e filhos[editar | editar código-fonte]

Em 29 de setembro de 1949, Lord Harewood casou-se com Marion Stein (n. 1926), uma pianista de concerto e uma famosa vocalista de ópera austríaca. Marion era filha de Edwin Stein, um divulgador de música de Viena. Lord e Lady Harewood tiveram três filhos:

O casamento terminou em divórcio em 1967, tendo sido considerado um escândalo na época. Marion posteriormente desposou o político liberal Jeremy Thorpe.

Lord Harewood, em 31 de julho de 1967, casou-se com Patricia Tuckwell (n. 1926), uma violinista australiana e irmã do músico Barry Tuckwell. Eles tiveram um filho:

Como Mark nasceu antes do casamento de seus pais, ele e seus descendentes não estarão na linha de sucessão ao trono britânico ou poderão herdar o condado de Harewood.

Falecimento[editar | editar código-fonte]

Faleceu em Leeds, West Yorkshire na Inglaterra em 11 de julho de 2011. Encontra-se sepultado em Harewood, All Saint's Church, Harewood, West Yorkshire na Inglaterra.[1]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Referências