Jorge Valdivia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jorge Valdivia
Jorge Valdivia
Valdivia em 2008
Informações pessoais
Nome completo Jorge Luis Valdivia Toro
Data de nasc. 19 de outubro de 1983 (31 anos)
Local de nasc. Maracay, Venezuela
Nacionalidade Venezuela venezuelano /  chileno
Altura 1,72 m
Destro
Apelido " El Mago "
Informações profissionais
Clube atual Brasil Palmeiras
Número 10
Posição Meio-campista
Clubes de juventude
1991–2002 Chile Colo-Colo
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
2003-2006
2003
2004
2004–2005
2006–2008
2008–2010
2010–
Chile Colo-Colo
Chile U. de Concepción (emp.)
Espanha Rayo Vallecano (emp.)
Suíça Servette (emp.)
Brasil Palmeiras
=Emirados Árabes Unidos Al Ain
Brasil Palmeiras
0032 000(14)
0030 0000(7)
0005 0000(1)
0009 0000(2)
0093 000(24)
0049 000(18)
0134 000(17)
Seleção nacional3
2004
2005–2014
Flag of Chile.svg Chile Sub-23
Flag of Chile.svg Chile
0009 0000(1)
0058 0000(5)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 25 de outubro de 2014.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 14 de julho de 2014.

Jorge Luis Valdivia Toro (Maracay, 19 de outubro de 1983) é um futebolista chileno nascido na Venezuela que atua como meio-campista. Atualmente, atua pelo Palmeiras

Revelado pelas categorias de base do Colo-Colo, já demostrava habilidade e inteligência, com apenas nove anos.[1] Luis Baquedano, gerente de futebol desse clube, afirmou que "Jorge foi e ainda é a principal revelação do clube nos últimos anos, ele sempre foi o melhor em todas as categorias". Foi uma das principais figuras da nova geração do Cacique que, no ano de 2006, foi uma das principais equipes sul-americanas.[2] [3]

No Palmeiras, por sua vez, ganhou 'status' de ídolo após a sua primeira passagem pela equipe paulista, sendo coroado como o destaque do time campeão estadual de 2008.[4] O atleta ficou marcado por seu famoso chute no vácuo (quando apenas ameaça chutar) e pelas provocações que irritavam os adversários. Além disso, conquistou o prêmio de melhor jogador do campeonato brasileiro de 2007, concedido pela TV Gazeta, no trófeu mesa redonda.[5] [6] No mesmo ano recebeu a bola de prata da revista placar. Em 2009, foi considerado pela IFFHS como um dos 20 jogadores mais populares do mundo.[7]

Armando Nogueira cronista esportivo, escreveu um bilhete ao chileno, leia a seguir um trecho: "[...] Quando um brucutu te dá um pontapé, ele não está agredindo apenas e tão somente o cidadão Valdivia; ele está afrontando toda uma dinastia que foi canonizada pelas canelas de Stanley Matthews, de Garrincha, de Zico, de Júlio Botelho, de Maradona e de tantos outros apóstolos do evangelho do drible. Acontece que o drible não é como o sol que nasceu para todos. O drible acabaria se tornando um privilégio. Só os eleitos merecem o dom que, por sinal, os deuses te concederam."[8]

É apontado, ao lado de Alexis Sánchez, Arturo Vidal, Claudio Bravo, Humberto Suazo e Matías Fernández, como os principais futebolistas chilenos no século XXI. Muito preciso em seus chutes e passes, talentoso dentro de campo, Valdivia ao longo de sua carreira também ficou marcado por criar intrigas fora dos gramados. Após incidentes na Copa América de 2007, passou a ter atritos com meios de comunicação chilenos, indo de acusação de embriaguez durante a concentração da seleção chilena a um atropelamento em um cinegrafista.[9] [10]

Vida[editar | editar código-fonte]

Filho de Luis Valdivia Toro e Elizabeth Toro,[11] nasceu em Maracay, na Venezuela, já que seu pai trabalhava na linhas aéreas LAN Chile.[12] [13] Com três anos de idade, a família retornou para o Chile, onde o garoto se criou, e somente ao completar dezoito anos, de acordo com a legislação deste país, ele fez a opção pela nacionalidade chilena.[14] É casado com Daniela Aranguiz,[15] com quem tem dois filhos: Agustina,[16] e Jorge Ignacio.[17]

Ele tem um irmão mais velho e um caçula, Luis Enrique de 35 anos e, Cláudio Valdivia de 24 anos. Esse tentou a sorte como jogador, mas acabou não vingando, mesmo tendo passado por: Palmeiras B; Audax Italiano; Universidad de Chile; entre outros.[18]

Em entrevista ao GloboEsporte.com, dona Elizabeth, disse um pouco sobre a infância de Valdivia: "Ele sempre foi uma criança muito inteligente e atenta. Em casa, só queria assistir aos canais sobre futebol. Desde pequeno assumiu a responsabilidade de jogar e estudar. Sua rotina era tão puxada que o tiramos da escolinha quando fez dez anos. Ele precisava brincar na rua, curtir a infância. Mas em um ano o clube o levou de volta."[19]

Em 2010, em dados divulgados pelo portal Latercera, foi considerado o esportista chileno mais bem pago na temporada 2009-10.[20] [21] [22]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Começou no futebol atuando pelas divisões de base do Colo Colo.[23] Teria estreado pela equipe principal em 2002, mas, em dezembro do ano anterior, agrediu um árbitro e acabou suspenso por 16 partidas.[24] Posteriormente, ainda nas categorias de base, envolveu-se em nova briga, desta vez contra os rivais da Universidad Católica e, em um outro jogo, foi até uma câmera posicionada ao lado do gramado e falou que o árbitro iria expulsá-lo, o que acabou acontecendo, por causa de seu ato.

El Mago[editar | editar código-fonte]

Valdívia no U. de Concepción

Em 2003, o Colo Colo optou por emprestar o jogador para a Universidad de Concepción, onde acabaria estreando profissionalmente. "Jorge chegou com muita raiva. Pizarro não o quis, e isso o deixou muito nervoso. Explicamos a ele que ele teria que buscar seu espaço, e que para isso teria que mostrar maturidade", contou Fernando Solís,[1] companheiro na U. de Concepción, que acabava de subir da segunda divisão e iria disputar pela primeira vez a elite do Campeonato Chileno, na temporada de 2003.

Não teve bom início naquele ano, mas as coisas começaram a mudar contra a Unión Española, em Concepción. Pela primeira vez, Valdivia foi titular, e sua equipe ganhou. Após aquela partida, continuou na equipe titular, e seu time começou a subir na tabela, classificando-se para a Libertadores e Sul-Americana a despeito de ser apenas um recém-chegado da divisão inferior. Valdivia foi o destaque da equipe e então ganhou o apelido de El Mago, dado por torcedores e a imprensa. Suas atuações em 2003, renderam ainda uma convocação para a Seleção Chilena Sub-23 que disputou o Pré-Olimpico realizado no próprio Chile em 2004.[25]

Foi eleito o quarto melhor jogador deste campeonato, atrás do paraguaio Diego Figueredo, de seu compatriota Diego Barreto, e do brasileiro Diego.[26] [27]

Rayo Vallecano[editar | editar código-fonte]

O bom aproveitamento na Universidad de Concepción fez com que no dia 28 de janeiro de 2004 fosse anunciado pela diretoria do Colo Colo um empréstimo de 18 meses ao Rayo Vallecano, da Espanha. Valdivia foi indicado pelo então técnico da equipe madrilenha, Jorge D'Alessandro, com o valor de US$ 200 mil, com opção de compra por US$ 2 milhões.[28]

Cquote1.svg Estou muito entusiasmo e com esperança de permanecer na Espanha, por isso espero que continue indo tão bem como eu tenho feito até agora. É difícil ir para a Espanha. Independentemente de primeira ou segunda divisão, fazendo uma boa campanha sei que posso abrir muitas portas por lá. Cquote2.svg
Jorge Valdivia

No dia 2 de fevereiro de 2004, foi apresentado pelo clube espanhol como novo reforço para a temporada 2004-05.[29] Fez sua estreia, pelo time madrilenho apenas 6 dias após sua apresentação, na vitória por 2x1 diante do Xerez.[30]

Em sua passagem pela Espanha, Valdivia falou sobre os atentados terroristas em Madri[31] a uma televisão chilena:

Cquote1.svg Percebo nas pessoas uma sensação de impotência, de raiva... Você acha que a Espanha é um paraíso e as coisas acontecem assim. Cquote2.svg

Com problemas com o treinador Txetxu Rojo, ficou cerca de dois meses.[32] A adaptação ao futebol europeu não lhe foi fácil; Jorge D'Alessandro acreditava que estilo individualista de Validivia o prejudicou. Além disso, o clube vivia uma situação instável e o ambiente era transtornado. O argentino Leonardo Biagini foi seu companheiro lá e recorda que, embora o jeito que Valdivia jogasse o encantava, era de difícil encaixe na segunda divisão espanhola, muito defensiva. Após seis meses no Rayo Vallecano, teve seu contrato rescindido.[33]

Servette[editar | editar código-fonte]

Foi apresentado oficialmente como novo reforço do Servette da Suíça no dia 26 de agosto de 2004, fazendo sua estreia três dias depois, no empate de 1x1 contra o Young Boys.[34] Fez seu primeiro gol no empate contra o St. Gallen, em 22 de setembro do mesmo ano.[35] Voltou a marcar contra o Thun, na vitória por 3x1.[36] No Servette, Valdivia pôde mostrar parte de seu talento, tornando-se inclusive o principal jogador da equipe,[37] mas a falência do clube no início de 2005[38] [39] [40] [41] o fez voltar para o Chile, onde pode finalmente estrear pelo Colo Colo.[42]

Volta ao Colo-Colo[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2005, River Plate e Boca Juniors fizeram propostas oficiais para o Colo Colo. O Boca chegou a pré-registrar o chileno para a temporada 2005,[43] oferecendo US$ 1,5 milhão, mas o Colo Colo decidiu mantê-lo; apesar de formado no clube, Valdivia nunca havia jogado pela sua equipe principal. Sua estreia foi contra o Cobreloa, no dia 13 de março de 2005, em vitória por 2x0, no Estadio Monumental.[44] Valdivia não teve problemas para se adaptar, tendo sido um jogador importante para o grupo, embora sua ascensão aconteceu com a chegada do treinador Claudio Borghi. Com El Cacique, conquistou o Apertura Chileno de 2006, título no qual foi uma das principais figuras junto de Matías Fernandez e Humberto Suazo.

Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Chegada[editar | editar código-fonte]

Logo após a conquista, foi vendido em definitivo para o Palmeiras, em 5 de agosto de 2006, por US$ 3,5 milhões (cerca de R$ 8 milhões), valor mais alto que o Palmeiras já havia desembolsado por um jogador estrangeiro, até então. Assinou contrato por três temporadas, ganhando inicialmente cerca de US$ 400 mil por ano.[45] Poucos dias após sua chegada, o então técnico do Palmeiras, Tite, disse a seguinte frase: "Não tenho duvidas que o Valdivia triunfará no Brasil." Valdivia atuou em uma partida oficial frente ao Botafogo no estádio do Maracanã, a qual foi vencida por 1x3 pelo Palmeiras.[46] Nos três jogos seguintes, Valdivia entrou regularmente, até que sofreu uma contratura na coxa esquerda, que o impediu de jogar contra Santos Futebol Clube, que venceu a partida por 5x1. Após a derrota, na entrevista coletiva Tite disse: "Ele ainda está em um período de adaptação e teve azar, sofreu um problema muscular, que o tirou dos dois últimos jogos, mas deve estar apto para o próximo jogo contra o Cruzeiro."

No jogo seguinte o Palmeiras perdeu por 1x0 diante ao Cruzeiro com Valdivia, voltando de lesão, entrando ao longo da partida.[47] Depois disso, Valdivia sentiu novamente sua lesão, tirando-o dos dos quatro jogos seguintes. Nesse meio tempo, o técnico Tite foi demitido, mas mesmo assim o chileno continuou tendo oportunidades com o treinador interino Marcelo Vilar - que acabou sendo efetivado, após bons resultados. Seu primeiro clássico foi um Derby ocorrido no dia 25 de outubro de 2006, no estádio do Morumbi, onde acabou derrotado por 1x0.[48] Após o clássico, Valdivia, sem lesões, passou a atuar como titular em algumas partidas, sendo ao todo quinze oficiais, mas ainda sem gols marcados.

Com a fraca campanha no time paulista, foi cogitada uma possível volta, ao Colo Colo, mas Valdivia preferiu continuar no Brasil.[49] Como na época o Palmeiras não vivia uma boa fase financeira, o Colo Colo estudou a possibilidade de contratar novamente o meia.[50]

2007, a boa fase[editar | editar código-fonte]

Com a chegada do técnico Caio Júnior, Valdivia firmou-se na posição de titular e obteve a camisa 10 do clube no início da temporada. Seu primeiro gol com a camisa alviverde saiu logo na 2ª rodada do campeonato paulista, contra o Rio Branco, aos 4 minutos do segundo tempo, em uma vitória por 2x4. Após oito jogos, veio o clássico contra o Corinthians. Valdivia não marcou, mas participou de dois dos três gols marcados, tendo feito belo cruzamento para Edmundo fazer um deles. O meia finalmente mostrara o motivo de ser apontado por Caio Júnior como o novo gringo de sucesso do futebol brasileiro depois de Tévez. Ao final do segundo tempo, Valdivia foi substituído e ovacionado pela torcida.[51]

A partir daí, passou a ser o principal jogador do time, tendo como principal parceiro o atacante Edmundo. Ao final do campeonato, o Palmeiras ficou em 5º lugar, perdendo a vaga para a semifinais no saldo de gols. Em seguida, veio o Campeonato Brasileiro. No jogo contra o Figueirense, no Parque Antártica no dia 20 de maio de 2007, Valdivia teve boa atuação e marcou os dois gols na vitória de 2x0. Ao longo do campeonato, o chileno foi decisivo, principalmente em clássicos. Na 33ª rodada, no dia 28 de outubro de 2007, em partida contra o Vasco da Gama empatada em 2x2, porém, Valdivia foi expulso no final do 2º tempo, após tentar agredir Alan Kardec com uma cotovelada. Anteriormente, ele já havia atingido o volante Thiaguinho. No dia 7 de novembro de 2007, acabou suspenso pelo STJD por cinco jogos, o que lhe impediu de disputar a fase final do brasileirão daquele ano.[52]

Com a suspensão de Valdivia, o Palmeiras, sem o seu principal jogador de criação, acabou não se classificação para a Libertadores na última rodada. No dia 3 de dezembro 2007, em eleição dos melhores do Brasileirão, Valdivia recebeu o prêmio de melhor meia-esquerda, no Prêmio Craque do Brasileirão.[53] Figurou na seleção do campeonato. No dia 21 de janeiro de 2008, recebeu mais dois prêmios pela sua participação no Campeonato Brasileiro de 2007. Em eleição feita pelo Troféu Mesa Redonda, da TV Gazeta, o jogador levou o troféu de melhor meio-campista e, o principal, de craque da competição.[5] [6]

Título paulista[editar | editar código-fonte]

Em 2008, o Palmeiras havia fechado uma parceria com a Traffic, que ajudou a contratar o técnico Vanderlei Luxemburgo. Além disso, trouxe também jovens promissores como Henrique e Diego Souza, visando uma forte equipe para conquistar títulos na temporada 2008. Luxemburgo queria que Valdivia tivesse maturidade e entendesse como era importante para o time. Assim, procurou revidar agressões, frequentes: na terceira rodada do campeonato paulista contra o Marília, o chileno sofreu com forte marcação, recebendo pelo menos um pontapé por trás do meia João Victor, que resultou na expulsão direta deste jogador, e um chute no nariz de outro adversário, o zagueiro Vinícius. [54]

Exames realizados no Hospital Fleury, em São Paulo, não detectaram qualquer fratura no nariz, apenas uma uma contusão óssea. Em 31 de janeiro de 2007, ele já havia sofrido uma lesão semelhante, no início do Campeonato Paulista, quando chocou-se com um atleta da Ponte Preta, em uma amistoso, fazendo com que fraturasse o nariz. [55] Na ocasião, o chileno ficou quase três semanas afastado, e quando voltou, atuou com uma máscara de proteção. Após 6 rodadas, veio o Derby em um jogo muito equilibrado. Aos 32 minutos, Diego Souza tocou para Kléber, que chutou ao gol, com Valdivia aproveitando o rebote do goleiro corintiano para abrir o placar, comemorando como se estivesse chorando. [56] [57] Perguntado sobre a comemoração, disse:

Cquote1.svg "Falaram que eu era chorão. Antes do jogo é bom, porque acontece isso. Vocês falam que o Valdivia é chorão, perguntaram para os jogadores o que tinha que fazer contra o chorão e disseram que era para deixar ele chorar… Agora estou chorando de alegria." Cquote2.svg
Jorge Valdivia

Durante a semana anterior, jogadores corintianos provocaram Valdivia, com declarações de que só chorava, ao reclamar da "caçada" que sofria em campo e que nem iam se preocupar com ele, apenas iriam deixá-lo chorar. Ainda na partida, durante os minutos finais deu o 'chute no vácuo' ou 'chute no falso' (jogada inventada por ele, que finge chutar, enganando o seu marcador), o que levantou a torcida, mas deixou irritada a defesa adversária. [58] No dia 16 de março de 2008, foi a vez do Choque-Rei; o Palmeiras saiu perdendo, mas conseguiu novamente virar a partida com Validiva sendo outra vez um dos principais nomes em campo, sofrendo pênalti e marcando gol. [59]

Depois disso, Valdivia e companhia caminharam para as semifinais do paulista. No segundo tempo da segunda partida, no Palestra Itália, o Palmeiras já vencia, quando, após cobrança de escanteio para o São Paulo, Valdivia saltou e cortou o lance, deixando a bola de sobra para Lenny, que em um rápido contra-ataque tocou para Wendel. Este arrancou e, de frente com Rogério Ceni, tocou para Valdivia marcar e praticamente liquidar a partida. Na comemoração, ele pediu silêncio ao goleiro e saiu para a dançar com a torcida; acabaria agredido por este no rosto após as luzes do estádio sofrerem um momento de interrupção. [60]

Na decisão, o adversário seria a Ponte Preta. Como o Palmeiras fizera melhor campanha, poderia decidir o título em casa, no Estádio Palestra Itália. No dia 4 de maio de 2008, o time já vencia por 2x0, permitindo a torcida considerar-se campeã por antecipação. Valdivia coroou seu brilhante campeonato aos 27 minutos do segundo tempo: o Mago marcou de fora da área, após se livrar de dois marcadores, gol este presenciado inclusive por seus pais, que vieram do Chile especialmente para a ocasião. Alex Mineiro ainda faria outros dois gols, e o Palmeiras conseguiu de volta um título que não vinha havia doze anos.[61]

No final da partida, na comemoração Valdivia disse: "Tirando o nascimento da minha filha, esse é um dos dias mais felizes da minha vida." Após toda a comemoração, ele e o restante do elenco, com a exceção de Kléber,[62] tiveram suas cabeças raspadas; Valdivia não cortava o cabelo há mais de 10 anos.[63]

Disputa do brasileiro e saída[editar | editar código-fonte]

No Campeonato Brasileiro de Futebol de 2008, o Palmeiras era um dos favoritos a conquista do título, porém, com o passar das rodadas, Valdivia não apresentava o mesmo futebol, a qual foi demostrado no 1º semestre, até que na 6ª rodada, em partida contra o Cruzeiro que abriu o placar, Valdivia sofreu pênalti e marcou um gol, em jogada em que Leandro cruzou na área, Diego Souza ajeita a bola de cabeça, para o chileno, de fora da área, acertou um chute forte na bola.[64] que Valdivia dedicou a sua esposa, já que no dia, se comemorava o Dia dos Namorados.

No vestiário, Valdivia ganhou uma canção feita por Renato Alvarenga, que acabou sendo retribuído com uma camisa autografada pelo ídolo.[65]

Após 10ª rodadas no confronto diante do Flamengo Após ser substituído Valdivia, contrariado, passa por Luxemburgo, e vai direto para os vestiários, e ao passar pelo seu ex-técnico Caio Jr., até então comandando o Flamengo e o cumprimenta. [66] Luxemburgo perguntado após a partida, sobre o assunto respondeu: "Se Valdivia se sentir bem apenas jogando, que peça para deixar o clube". [67] Alguns dias antes, o técnico tinha dado a seguinte declaração: "Valdivia está com a cabeça no futebol europeu."[68]

Logo no dia seguinte Valdivia pediu desculpas pelo fato ocorrido: "Não sou um cara ruim para o grupo."[69]

Perguntado sobre a queda no seu rendimento Valdivia negou, que o interesse de clubes do exterior eram o motivo, e justificou: "Quando tive problemas em casa, eu conseguia não trazer para o trabalho. Esquecia do assunto. Mas ultimamente não estou conseguindo fazer o mesmo. O que está me preocupando fora vem me prejudicando dentro de campo." [70] Após esse acontecimentos, Valdivia disputou mais duas partidas pelo Palmeiras, a última foi uma derrota por 1x0 diante do Botafogo, válida pela 18º rodada, do Campeonato Brasileiro de Futebol.

Mesmo sendo sondado por Werder Bremen e Hertha Berlim, ambos da Alemanha, e a equipe catalã do Espanyol, [71] Valdivia acabou sendo negociado com o Al-Ain FC, já que a quantia era mais vantajosa ao Palmeiras. [72]

Al-Ain[editar | editar código-fonte]

Apresentou-se no dia 21 de agosto de 2008, em Frankfurt, Alemanha, onde o Al Ain realizava sua pré-temporada. No entanto só estreou no dia 16 de setembro de 2008. Seu primeiro jogo oficial, foi contra o Al Sharjah, pela UFL. E logo em sua estreia oficial pelo Al-Ain, no primeiro jogo da liga, contra o Al Sharjah, Valdivia anotou o segundo gol da goleada de 4x2, em uma bela cobrança de falta.[73] [74] Com o passar do tempo Valdivia conquistava cada vez mais a torcida local, com seu carisma e atuações dentro do campo, com gols, dribles e belas jogadas. Valdivia já era tão querido que no dia 1 de dezembro de 2008, foi eleito pela IFFHS o 11º mais popular do mundo, ficando na frente de nomes como: o português Cristiano Ronaldo, Kaká, Messi, Ronaldinho Gaúcho.[7]

No dia 3 de abril de 2009, Valdivia conquistava seu primeiro título em terras árabes. Em partida muito disputada, o Al Ain derrotou seu arqui-rival Al Wahda, por 1x0, e ficou com a Etisalat Emirates Cup. Valdivia que vinha de lesão, iniciou a partida no banco de reservas e, entrou na segunda etapa.[75] No dia 13 de abril de 2009, Valdivia tinha sua segunda decisão e não foi diferente, o Al Ain derrotou o Al-Shabab Club, com um gol de pênalti, convertido pelo brasileiro André Dias, e conquistou o título da President's Cup.[76]

Em menos de um ano, a idolatria que existia por Valdivia era total. Valdivia era até então, o grande nome do Al Ain, transformando-se em pouco tempo no jogador predileto da torcida. O fervor é tanto que em uma votação realizada pelo site do clube, o jogador foi eleito como o melhor jogador da história do clube. Tudo isso fez o presidente do clube, Mohammed bin Zayed Al Nahyan oferecer ao jogador um contrato vitalício, que foi recusado pelo ex-palmeirense.[77] No dia 15 de setembro de 2009, Valdivia foi eleito o melhor jogador estrangeiro dos Emirados Árabes.[78] O Al Ain reforçou sua equipe para o segundo semestre contratou o brasileiro Emerson e o argentino Sand, e os reforços deram resultado no dia 23 de setembro de 2009, o Al Ain FC conquistava, a Super Copa dos Emirados Árabes, ao derrotar o Al-Ahli por 5-4 nos pênaltis, após o 2x2 durante a etapa regulamentar, com dois gols do brasileiro Emerson. Valdivia cobrou e converteu a primeira penalidade para o Al Ain, logo em seguida o goleiro defendeu o penal, que deixou o Al Ain em vantagem na disputa, com todas cobranças convertidas, só restou a Valdivia erguer seu terceiro troféu nos Emirados com a camisa do Al Ain.[79]

O Al Ain tinha como grande meta, a conquista da AFC Champions League, mas o time acabou sendo eliminado na 1ª fase, da competição. Valdivia então foi disputar a Copa do Mundo e, após a eliminação chilena, Valdivia apenas voltou ao Al Ain para assinar, sua rescisão de contrato.[80]

Retorno ao Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Após aproximadamente 6 meses de negociações, teve sua volta oficializada em 26 de julho, sendo divulgado no site oficial do clube.[81] [82] Com a divulgação da contratação, seu retorno foi um dos assuntos mais comentados no mundo, através dos Trending topic, na rede social e microblog Twitter.[83]

Em 1 de agosto de 2010, o técnico Luiz Felipe Scolari disse que ele estaria longe de sua forma física ideal, no início, o meia ainda não seria o Mago que os torcedores aprenderam a idolatrar entre 2007 e 2008.[84] [85] [86] [87] [88] Em entrevista a mãe do chileno Elizabeth, mostrou certa angústia ao rever as faltas recebidas pelo filho no Brasil. "Fico com muita pena quando o pegam no Brasil, sempre digo para saltar nas jogadas. Desde pequeno, possui uma personalidade forte, aliás ele nunca foi um santo."[89] No dia 8 de agosto de 2010, Valdivia assinou contrato, junto ao clube paulista, por 5 temporadas.[90] Após assinar o contrato Valdivia declarou: "Voltei para ser campeão."[91]

Em 12 de agosto de 2010, em sua apresentação diante da imprensa, o chileno declarou:

Cquote1.svg Agradeço a todos pelo carinho que tiveram nos dois anos em que fiquei aqui. Sem esse carinho, eu não estaria aqui. Agradeço às pessoas que vocês estão vendo aqui que fizeram um enorme esforço, para minha volta. O Palmeiras é minha casa e o filho voltou para sua casa. Durante os dois anos, em que fiquei fora era só de cabeça, mas o coração ficou… Pretendo me tornar um ídolo igual ao Ademir da Guia e o Marcos, os dois maiores da História do Palmeiras. Eu amo o Palmeiras. Cquote2.svg
Jorge Valdivia

[92] [93] Em menos de 3 dias, após sua reapresentação Valdivia teve sua camisa como a mais vendida, na loja oficial do clube.[94]

Em 14 de agosto de 2010, Valdivia foi apresentado diante à torcida no Estádio do Pacaembu, momentos antes da partida contra o Atlético Paranaense, emocionado, Valdivia fez um breve discurso e reafirmou o desejo de ser novamente vitorioso com a camisa do clube: "Voltei para ser campeão, mas sozinho não conquistarei nada. Com a ajuda de vocês(torcedores), vamos conseguir os nossos objetivos", disse. Maior jogador da história do clube e o que mais atuou pelo Verdão, em 901 partidas, Ademir da Guia também conversou com o público presente e agradeceu a presença dos torcedores: "O Valdivia disse que quer ser ídolo como o Marcos e eu, mas acho que ele já é um ídolo. Está no coração dos torcedores por tudo o que representou mesmo distante do clube. Atualmente, o futebol está carente de atletas identificados com um time de futebol. Mesmo com pouco tempo aqui, o Valdivia conseguiu se apaixonar pelo Palmeiras, e os torcedores enxergam isso como uma demonstração de carinho."[95] [96]

No dia 22 de agosto de 2010, Valdivia reestreou pelo Palmeiras depois de dois anos longe. A torcida presente no Estádio Brinco de Ouro, gritava das arquibancadas: "Eô, eô, o Valdivia é um terror."[97] [98] [99] [100]

No dia 7 de outubro de 2010, contra o Avaí em partida pelo Campeonato Brasileiro, Marcos Assunção ao invés do chute direito, colocou com precisão na cabeça de Valdivia. Gol do Mago, o primeiro desde que retornou. Ainda teve mais, Valdivia armou o pé direito e disparou contra Zé Carlos. Sem chances para o goleiro do Avaí. O Palmeiras ainda iria ampliar o marcador com gols de Kleber e Gabriel Silva.[101] [102]

Polêmicas[editar | editar código-fonte]

Tudo teve início, no dia 2 de outubro de 2010, na partida Santos 1x1 Palmeiras, em partida válida pela 27ª rodada di Campeonato Brasileiro, [103] quando aos 41 minutos do segundo tempo, o chileno deu lugar a Lincoln, deixou clara sua insatisfação. Fez cara feia e saiu. Cumprimentou o companheiro e, quando sentou no banco de reservas, balançou várias vezes a cabeça negativamente.[104] [105] [106] Não havia sido primeira vez que Valdivia mostrou insatisfação após ser substituído. Contra o Cruzeiro, na derrota de virada por 3 a 2, no Pacaembu, no dia 5 de setembro,[107] [108] o chileno havia pedido desculpas por ter reclamado com o técnico Felipão após ter sido substituído durante o segundo tempo do jogo contra o Cruzeiro, no Pacaembu. "Foi uma atitude impensada da minha parte. Na verdade, queria ficar para ajudar o time a vencer e fiz aquilo apenas por vontade de ficar em campo. Não teve nada a ver com o Felipão. Mas já pedi desculpas ao treinador e isso não vai mais se repetir", afirmou o camisa 10.[109] porém, voltou a sair irritado após dar lugar a Tinga. Questionado se era hora de encerrar a polêmica, o técnico concluiu: "Tem de colocar ponto final dentro do vestiário e ponto final." Após à partida o técnico Felipão deu às seguintes declarações: "Ele saiu bravo, mas dois dias recupera essa braveza e volta a treinar normalmente. Também fiquei chateado, mas não estou nem um pouco preocupado. Tenho de ser o técnico e quem tem de decidir tudo aqui no time do Palmeiras sou eu. Cada um fazendo a sua, não precisamos ficar dando beijinho um no outro." Ainda sobre a polêmica, o técnico palmeirense foi além:

Cquote1.svg Olhe para mim e veja se estou preocupado. Ele faz o dele e eu faço o meu. Quando achar que não está bem, vou tirar e acabou. Não está satisfeito, tem duas portas, uma que entra e outra que sai. Quem comanda o time do Palmeiras, por enquanto, sou eu e não vai ser cara feia de A, B ou C que vai fazer a minha maneira de pensar mudar. Se não tiver condições, não vai jogar, pode ser até filho do presidente. O Valdivia tendo condições, será titular, mas precisa corresponder. Eu troco quem eu quiser. Todos são sabedores disso. Cquote2.svg
Luiz Felipe Scolari

O então diretor de futebol Wlademir Pescarmona, afirmou que uma possível punição ao chileno estava descartada.Felipão encerra polêmica com Mago: 'Nem me preocupei com isso' [110] No dia 9 de outubro, essa polêmica parecia ter chegado ao fim, já que após dois meses sem dar ao menos uma entrevista, o meia concedeu uma entrevista coletiva, cheia de descontração e brincadeiras, a qual o meia revelou sobre a possibilidade do verdão disputar à Libertadores:

Cquote1.svg Sonhar todo mundo sonha. Já sonhei que estava beijando a Angelina Jolie, a Megan Fox. Cquote2.svg
Jorge Valdivia brinca com dificuldade para chegar ao torneio intercontinental

[111] [112]

Entretanto, no dia 14 de outubro de 2010, na vitória contra o Universitário Sucre, em partida válida pela Sul-Americana,[113] o meia Valdivia foi substituído ainda na etapa inicial em função de uma contusão na parte posterior da coxa esquerda, exames em São Paulo, apontou lesão leve, mas o chileno deveria ficar fora dos gramados, de 10 a 15 dias. No jogo de volta pela Sul-Americana, o Alviverde fez 3 a 1 no time boliviano, o fato curioso foi a surpreendente escalação de Valdivia, atleta que até um dia antes do jogo estava descartado por sentir dores na parte posterior da coxa esquerda, e não jogaria nem na partida contra o Corinthians, no domingo seguinte, acabou jogando os 90 minutos.[114] Durante a semana que antecedeu o clássico paulista, Valdivia deu uma declaração que jogaria até manco.[115]

Em 24 de outubro de 2010, no Derby Paulista, Valdivia começou a partida no banco, entrou no segundo tempo, no lugar de Lincoln, jogou cerca de 14 minutos e, foi substituído alegando dores na coxa esquerda, por Dinei.[116] Esse episódio acabou irritando o treinador palmeirense Felipão, que acabou perdendo a cabeça com um jornalista, que alegou ter recebido a confirmação do departamento médico alviverde de que o Mago está com uma contusão na coxa.[117] [118]

No empate por 1x1, entre Palmeiras e Atlético-MG, em jogo válido pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa Sul-Americana,[119] [120] [121] Valdivia que era dúvida até instantes antes do início da partida, começou como titular e, voltou a sentir a contusão em sua coxa esquerda aos 19 minutos, do primeiro tempo.[122]

Após essa lesão Valdivia, ficou em tratamento no departamento médico, do Palmeiras. Seu retorno foi programado para o confronto com o Atlético-MG, em jogo válido pelo segundo jogo das quartas de final da Copa Sul-Americana. Entretanto, sentiu novamente sua lesão muscular na perna esquerda e precisou ser substituído por Lincoln com apenas 15 minutos de partida. [120] [123] [124] [125]

Mesmo tendo sido convocado para amistoso contra o Uruguai,[126] foi cortado da seleção chilena. A situação já era ruim, mas ficara pior já que o meia em entrevista polêmica à Rádio Eldorado/ESPN, o craque chileno deixou claro que a sua paciência estava no limite. O camisa 10 do Verdão deixou clara sua insatisfação e fazendo duras críticas ao técnico Felipão e com o então diretor de futebol, Wlademir Pescarmona.[127] Naquela semana, Valdivia ainda concedeu uma entrevista ao programa Jogo Aberto da TV Bandeirantes.

No dia 26 de outubro de 2011, o colunista Léo Dias, do jornal "O Dia", publicou em sua coluna fotos do jogador chileno beijando uma mulher. O episódio aconteceu em São Paulo, no dia 4 de fevereiro, mas apenas 8 meses depois, as imagens vieram a público porque, ainda de acordo com a coluna, o jogador ameaçou o fotógrafo Grizar Júnior, e o caso foi parar na polícia.[128] O fotógrafo afirmou que o jogador estava alcoolizado e ofereceu dinheiro para que nada fosse divulgado: "Ele disse que era casado e que essa foto iria acabar com a família dele. Então me ofereceu um valor alto para ter a foto, e acabei aceitando. Ficamos de acertar alguns dias depois." No relato do fotógrafo, o Mago teria enviado uma quantia em dinheiro a ele em troca dos arquivos com as fotos. Um produtor de TV, amigo do jogador, seria o responsável por entregar a quantia a Grizar Júnior. Quando abriu o envelope, o profissional reclamou que o valor era muito menor do que o acertado previamente. Após isso Valdivia viajou para o Chile, resolver problemas particulares, somente após retornar de viagem, foi marcado um novo encontro em uma padaria próxima à casa do chileno, na zona oeste de São Paulo. Aí veio a ameaça, segundo o relato do fotógrafo:

Cquote1.svg "Eu levei o arquivo com as fotos e achei que ele pagaria o valor restante, mas então veio com uns papeis, disse que sabia meu endereço e onde meu filho estuda. Ele fez ameaças e disse que eu estava praticando extorsão, mas foi ele quem me ofereceu dinheiro. Eu só estava trabalhando. Como ele quis envolver minha família, resolvi procurar a Polícia." Cquote2.svg
Grizar Júnior

[129]

Um dia após a divulgação do caso, Valdivia concedeu uma entrevista coletiva. Valdivia negou ter oferecido R$ 20 mil ao fotógrafo e, tão pouco ter ameaçado sua família.[130] Na entrevista, Valdivia acusou o fotógrafo Grizar Júnior de tentativa de extorsão. Com o telefone celular nas mãos, o jogador chegou a ler uma mensagem atribuída a Grizar: “Quanto vale seu casamento?[131]

Na entrevista, o jogador fez questão de pedir desculpas publicamente a sua família:

Cquote1.svg "Peço publicamente desculpas à mulher que eu amo, é a mãe dos meus filhos. Quero pedir desculpa também pra minha família pela vergonha que estou fazendo eles sentirem. Quero pedir desculpas à família da minha mulher. Estou muito envergonhado pelo que aconteceu." Cquote2.svg
Jorge Valdivia

Após toda a polêmica o jornal chileno “La Cuarta”, divulgou a confirmação da separação, como afirmara Roberto Díaz (advogado da esposa do meia), em entrevista ao programa "En Portada", da TV do Chile.[132] Antes do início das Eliminatórias para à Copa do Mundo, Valdivia, Beausejour, Jara, Carmona e Vidal chegaram atrasados na concentração, por estarem na festa de batizado do filho caçula de Valdivia.[133] Porém, as acusações foram mais graves tanto por parte da imprensa como do treinador Borghi que insinuou que os jogadores chegaram atrasados e bêbados à concentração.[134] Talvez abalado pelo ocorrido o Chile foi uma equipe apática em campo e, sofreu uma goleada frente a Argentina.[135] Quatro dias depois, o Chile queria mostrar que a crise havia chegado ao fim, em uma partida aonde Valdivia novamente foi destaque, mas dessa vez dentro de campo o Chile venceu o Peru.[136] Após a partida, os envolvidos na polêmica foram afastados dos jogos contra Uruguai e Paraguai, pelas Eliminatórias.[137] No dia seguinte Valdivia convocou uma entrevista coletiva para se defender das acusações do técnico do Chile. Além dele, Beausejour, Jara e Carmona (Arturo Vidal voltou à Itália após o corte). Os jogadores deram suas explicações sobre o problema. Em um comunicado lido por Beausejour, o grupo reclamou de perseguição da imprensa local. Os quatro admitiram que ingeriram bebida alcoólica durante o batizado do filho do meia do Palmeiras e se atrasaram no retorno ao hotel, mas negaram que estavam bêbados e que teriam criado confusão com outros atletas.[138] No dia 20 de dezembro, os cinco jogadores foram suspensos por 10 partidas, pela ANFP.[139]

Sequestro[editar | editar código-fonte]

No dia 7 de junho, Valdivia e sua esposa, Daniela Aranguiz, foram vítimas de um sequestro relâmpago em São Paulo, no início havia suspeita do sequestro ter sido uma farsa, para forçar uma saída do Palmeiras. No entanto o sequestro realmente aconteceu e o jogador e sua esposa ficaram traumatizados com a situação e no dia seguinte o casal foi ao Chile, e em entrevista ao canal TNC, Daniela, afirmou que sofreu tentativa de agressão sexual e que não gostaria mais de morar no Brasil, mas no dia 15 de junho Valdivia assegurou que fica no Palmeiras, pelo menos, até o fim da Copa do Brasil de 2012.[140] [141] [142] [143]

Superação e título da Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Ainda se recuperando do sequestro, Valdívia foi escalado pelo técnico Luiz Felipe Scolari para integrar o banco do Palmeiras na partida decisiva das semifinais da Copa do Brasil contra o Grêmio, na Arena Barueri. Ele entrou em campo no segundo tempo e fez o gol de empate da partida que confirmou a classificação do alviverde para a final da competição, o que não acontecia havia 14 anos.[144]

No primeiro jogo da decisão, contra o Coritiba, na mesma Arena Barueri, Valdivia foi decisivo e marcou o primeiro gol do jogo, que terminou com vitória do Palmeiras por 2 a 0. Na mesma partida, porém, foi expulso e, com isso, desfalcou a equipe no confronto final, que foi disputado em Curitiba. Mesmo sem Valdivia, o alviverde conseguiu empatar por 1 a 1 no Estádio Couto Pereira e conquistou, de maneira invicta, o título da Copa do Brasil, a primeira taça nacional da equipe em 12 anos.[145]

Rebaixamento[editar | editar código-fonte]

Mesmo sendo importante para a conquista da Copa do Brasil, Valdivia também fez parte, no mesmo ano, do elenco que rebaixou o Palmeiras para a Série B do Campeonato Brasileiro.[146]

Polêmicas e questionamentos[editar | editar código-fonte]

À reapresentação do grupo em 2013 Valdívia não compareceu. O gerente de futebol do clube, César Sampaio, prometeu, por justificativas infundadas do meia, multá-lo pela falta.[147]

Desgastado por tal acontecimento, e apesar dos rumores de que o Al Ain, ao supostamente estar preparando uma proposta de 6 milhões de euros, o quer de volta, Valdivia confirmou que fica no Palmeiras até pelo menos o final de 2013, atendendo a pedidos do atual treinador do Chile, Jorge Sampaoli. Segundo o jogador, dono de um discurso centrado em si: “A pré-temporada começou. Só quero jogar, e jogar por mim. O que fiz nas férias foi por mim. Quero jogar por mim e voltar à seleção.”[148]

Depois de se reapresentar com atraso, e de, por isso, ter sido repreendido publicamente pelo treinador Gilson Kleina, Valdívia acabou se contundindo num treinamento de pré-temporada, após jogada com o zagueiro Henrique. O chileno deixou o treinamento carregado, o que, até saírem os resultados dos exames, força os palmeirenses a ficarem aflitos.[149]

Apesar das pesadas críticas dos palmeirenses, Valdívia, ao substituir Patrick Vieira, foi um dos principais artífices da vitória sobre o Oeste por 3 a 1, tendo sido elogiado pelo técnico Gilson Kleina. Ao treinador: "A qualidade técnica do Valdivia é incontestável. Não surpreendeu a atuação dele. O que o limitava é a parte clínica. Fizemos um projeto para ele voltar a jogar e tivemos o cuidado com isso. Uma coisa eu sei: com ele, a equipe cresce. Quero fazer a melhor estratégia para o Palmeiras voltar a crescer com Valdivia"[150]

Em maio de 2013, sem atuar desde 10 de março, no empate por 0 a 0 no clássico diante do São Paulo, Valdivia foi "homenageado" por uma organizada palmeirense com um "chinelômetro". Através de tal aplicativo, ironiza-se o chileno através de números: além de contar os dias, as horas, os minutos e até mesmo os segundos que o camisa 10 não entra em campo pelo clube desde então, são exibidos os "valores" de cada partida e cada gol do atleta após seu retorno ao futebol brasileiro, em 2010. Com relação à primeira, as cifras atingem R$120.880,00; já no que tange à segunda, R$1.100.000,00 por unidade.[151]

Seleção Chilena[editar | editar código-fonte]

Copa América de 2007[editar | editar código-fonte]

O Chile começou bem, acabou vencendo a seleção do Equador por 3x2. Com atuação destaca de Valdivia.[152] No jogo contra o Brasil, Valdivia teve uma partida muito discreta e ainda sofreu um forte carrinho de Elano, que o tirou da partida.[153] No jogo seguinte contra o México, Valdivia não jogou, por conta de sua lesão. Comum empate sem gols, o Chile estava classificado para as quartas de finais da Copa América, onde enfrentaria novamente a Seleção Brasileira.

Valdivia começou no banco, só entrando no intervalo, quando a partida já estava 3x0, para os brasileiros. No final a partida terminou 6x1. Logo após a eliminação, uma camareira deu um depoimento ao Canal 13 sem se identificar acusando os jogadores de ofensas sexuais e que estavam bêbados, isso depois que garantiram a classificação para segunda fase do torneio. [154] [155] Logo após Valdivia foi punido, pela ANFP com 20 partidas oficiais, e foi proibido de ser o capitão da seleção chilena. Contudo em dezembro de 2007, Valdivia teve sua pena reduzida para 10 jogos.

Retorno à seleção[editar | editar código-fonte]

Após cumprir 10 jogos, sem defender a seleção chilena, no dia 5 de agosto de 2008, o técnico Marcelo Bielsa, confirmou o retorno do jogador, no amistoso contra a Turquia. Na partida o Chile foi derrotado por 1x0, com Valdivia entrando no 2º tempo. Em jogo válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2010, Valdivia entrou ainda na 1ª etapa para dar mais criatividade. Aos 17 minutos, do segundo tempo, Valdivia acertou um carrinho na canela de Luís Fabiano e foi expulso.

Em seguida, ouviu provocação da torcida brasileira: "Valdivia é brasileiro". Valdivia ficou muito triste após a partida em declaração disse: "Esperei muito tempo para voltar, e pude entrar na partida, mas sair expulso tão rápido me deixa triste, mas há que olhar pra frente. O animo está baixo, mas tenho que levantar a cabeça e pensar no que vem[...] O futebol tem dessas coisas. Sei que não serve de nada, mas peço desculpas as pessoas que vieram aqui hoje, as pessoas que estão em suas casas, a meus companheiros já lhes pedi desculpas, creio que o juiz se precipitou um pouco na decisão, mas já foi."[156] [157]

Volta por cima[editar | editar código-fonte]

No dia 10 de junho de 2009, em jogo contra a Bolívia, Jean Beausejour abriu o placar e foi comemorar com seu amigo Valdivia, no banco de reservas. Após ficar alguns jogos no banco e, nem ser convocado, entrou na segunda etapa mudando completamente o rumo da partida começou a jogada do 2º gol marcado por Estrada e, fez assistências para o quarto e quinto gol marcado pro Alexis Sánchez.[158] No dia 9 de setembro de 2009, no jogo contra o Brasil, em um jogo equilibrado, o Chile que empatava a partida, até que acabou sofrendo dois gols. Valdivia entrou no 2º tempo, no lugar de Suazo mais pouco pode fazer. O Chile acabou derrotado por 4x2, assim caia para a 3º colocação na classificação da eliminatórias e, precisava vencer a Colômbia.

Em 10 de outubro de 2009, no jogo contra a Colômbia, o Chile saiu perdendo, com um gol contra de Vidal, mas Valdivia que acabara de entrar na partida fez passe para que Ponce empatasse à partida. Ainda deu belo passe para Suazo virar o placar, tudo isso na 1ª etapa. Na 2ª etapa Moreno empatava a partida. Logo após Valdivia, marcava um belo gol, para o Chile assim virando o placar, novamente. Depois em mais uma jogada de Valdivia o Chile, ampliava com gol de Orellana. Assim o Chile se classificava, com uma rodada de antecedência, após ficar de fora das últimas duas edições, de Copas do Mundo.[159] [160]

Já classificado, o Chile derrotou o Equador por 1x0, com um gol de Suazo.[161] Assim o Chile terminou as Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2010 na vice-liderança.[162]

Copa do Mundo de 2010[editar | editar código-fonte]

Em 11 de maio de 2010, Marcelo Bielsa divulgou a lista dos 30 jogadores pré-convocados, para a Copa do Mundo, e Valdivia estava nela.[163] No dia 1 de junho, Valdivia estava na lista final, dos 23 jogadores selecionados para a Copa do Mundo.

A seleção chilena, desembarcou em solo africano, no dia 6 de junho de 2010. A estreia oficial da seleção e de Valdivia foi no dia 16 de junho, o Chile venceu a seleção de Honduras por 1x0, com gol de Jean Beausejour.[164] Valdivia sofreu uma pancada na perna direita durante no segundo tempo.[165] Na partida Valdivia jogava como atacante, já que Suazo estava se recuperando de uma lesão, sofrida em amistoso preparatório.

No dia 21 de junho de 2010, no jogo contra a Suíça, Valdivia entrou somente no segundo tempo, por causa de uma lesão muscular. Valdivia deu um passe lindo para Esteban Paredes que se aproveitou da tentativa da defesa adversárias fazer linha de impedimento, foi na linha de fundo e cruzou para Mark González, cabeceou com estilo e fez a festa, 1x0.[166] No jogo contra a futura campeã, Espanha, no dia 25 de junho de 2010, o Chile começou bem, mas em falha do goleiro Claudio Bravo, o Chile saiu derrotado por 2x1 e, Valdivia pouco pode fazer, sendo substituído ao término do primeiro tempo. Mesmo com a derrota, o Chile classificou-se em segundo lugar, no grupo Grupo H assim enfrentando o 1º colocado do grupo Grupo G, que foi a seleção brasileira. No dia 28 de junho, o jogo contra o Brasil. Valdivia começou no banco, entrando apenas na segunda etapa, teve poucas oportunidades e pouco pode fazer, no final o Chile foi derrotado por 3x0.

Assim Valdivia encerrava sua participação na Copa do Mundo.[167] Após a eliminação ao explicar a derrota por 3x0 para o Brasil, frisou: "Perdemos para os melhores. Não há nada mais a dizer."[168]

Copa América de 2011[editar | editar código-fonte]

Mesmo lesionado Valdivia foi convocado para à disputa da competição realizada na Argentina. Logo na chegada ao CT da seleção chilena, Valdivia atropelou, acidentalmente, o cinegrafista de uma emissora de TV chilena.[10] Por problemas de lesão, Valdivia não pode jogar na estreia, mas contra o Uruguai, teve grande destaque sendo um dos principais jogadores em campo.[169] Terminada a fase de grupos o Chile terminou na liderança do grupo C e, enfrentaria a Venezuela, porém em uma partida muito disputa o Chile foi eliminado nos minutos finais.

Copa do Mundo de 2014 e aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Valdívia jogando pelo Chile na Copa do Mundo de 2014

Em 13 de junho de 2014, no segundo dia de Copa do Mundo no Brasil, Valdivia marcou o segundo gol chileno da vitória por 3 a 1 sobre os australianos[170] . Com sua seleção eliminada nas oitavas-de-final pelo anfitrião Brasil da competição, Valdivia, em 17 de julho de 2014, anunciou, via Twitter, sua aposentadoria da seleção chilena.[171]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 25 de outubro de 2014.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional
Competições
continentais¹
Outros
torneios²
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
U. de Concepción 2003-04 30 7 6 0 10 0 46 7
Total 30 7 6 0 10 0 46 7
Rayo Vallecano 2003-04 5 1 5 1
Total 5 1 5 1
Servette 2004-05 9 2 9 2
Total 9 2 9 2
Colo-Colo 2005-06 32 14 9 0 - - - - 41 14
Total 32 14 9 0 41 14
Palmeiras 2006 15 0 15 0
2007 22 7 2 0 14 3 38 10
2008 14 4 4 1 20 9 40 14
Total 53 11 6 1 34 12 93 24
Al Ain 2008-09 13 9 8 4 1 1 22 14
2009-10 7 3 2 0 4 1 1 2 14 5
Total 20 12 10 4 4 1 2 3 36 20
Palmeiras 2010 15 2 4 0 19 2
2011 15 2 5 0 1 0 7 2 28 4
2012 17 0 6 3 1 0 11 0 35 3
2013 18 3 - - 2 0 7 1 27 4
2014 13 0 1 0 0 0 11 4 25 4
Total 78 7 12 3 8 0 36 7 134 17
Total 227 54 43 8 12 1 81 22 363 86

¹Em Competições continentais, incluindo a Copa Sul-Americana, Liga dos Campeões da AFC e Copa Libertadores da América.
²Em Outros torneios, incluindo torneios amistosos e o Campeonato Paulista.

Gols pela Seleção Chilena[editar | editar código-fonte]

# Data Local Adversário Placar Resultado Competição
1. 16 de novembro de 2006 Viña del Mar, Chile Flag of Paraguay.svg Paraguai 3–2 Vitória Amistoso
2. 11 de fevereiro de 2009 Polokwane, África do Sul Bandeira da África do Sul África do Sul 0–2 Vitória Amistoso
3. 10 de outubro de 2009 Medellín, Colômbia Flag of Colombia.svg Colômbia 2–4 Vitória Elim. da Copa do Mundo de 2010
4. 26 de maio de 2010 Calama, Chile Flag of Zambia.svg Zâmbia 2–1 Vitória Amistoso
5. 14 de junho de 2014 Cuiabá, Brasil Flag of Australia.svg Austrália 3–1 Vitória Copa do Mundo de 2014

Gols pelo Palmeiras[editar | editar código-fonte]

# Data Competição Local Adversário Placar Gols(s)
1 21 de janeiro de 2007 Campeonato Paulista Décio Vitta, Americana Rio Branco Symbol support vote.svg 1-2 1
2 11 de março de 2007 Campeonato Paulista Palestra Itália, São Paulo Juventus Symbol support vote.svg 4-1 1
3 8 de abril de 2007 Campeonato Paulista Palestra Itália, São Paulo Guaratinguetá Symbol neutral vote.svg 2-2 1
5 20 de maio de 2007 Campeonato Brasileiro Palestra Itália, São Paulo Figueirense Symbol support vote.svg 2-1 2
6 25 de julho de 2007 Campeonato Brasileiro Palestra Itália, São Paulo Vasco da Gama Symbol support vote.svg 3-2 1
7 5 de agosto]] de 2007 Campeonato Brasileiro Maracanã, Rio de Janeiro Fluminense Symbol support vote.svg 0-1 1
8 9 de agosto de 2007 Campeonato Brasileiro Palestra Itália, São Paulo Internacional Symbol neutral vote.svg 1-1 1
9 26 de agosto de 2007 Campeonato Brasileiro Orlando Scarpelli, Florianópolis Figueirense Symbol support vote.svg 1-2 1
10 20 de outubro de 2007 Campeonato Brasileiro Palestra Itália, São Paulo Paraná Clube Symbol support vote.svg 3-0 1
11 16 de fevereiro de 2008 Campeonato Paulista Santa Cruz, Ribeirão Preto Juventus Symbol support vote.svg 0-4 1
12 23 de fevereiro de 2008 Campeonato Paulista Palestra Itália, São Paulo Rio Preto Symbol neutral vote.svg 1-1 1
13 2 de março de 2008 Campeonato Paulista Morumbi , São Paulo Corinthians Symbol support vote.svg 0-1 1
14 9 de março de 2008 Campeonato Paulista Marcelo Stéfani, Bragança Paulista Bragantino Symbol support vote.svg 2-4 1
15 16 de março de 2008 Campeonato Paulista Santa Cruz, Ribeirão Preto São Paulo Symbol support vote.svg 1-4 1
16 22 de março de 2008 Campeonato Paulista Jaime Cintra, Jundiaí Paulista Symbol support vote.svg 0-2 1
17 29 de março de 2008 Campeonato Paulista Palestra Itália, São Paulo São Caetano Symbol support vote.svg 3-1 1
18 2 de abril de 2008 Copa do Brasil Estádio Lacerdão, Caruaru Central Symbol support vote.svg 1-5 1
19 20 de abril de 2008 Campeonato Paulista Palestra Itália, São Paulo São Paulo Symbol support vote.svg 2-0 1
20 4 de maio de 2008 Campeonato Paulista Palestra Itália, São Paulo Ponte Preta Symbol support vote.svg 5-0 1
21 12 de junho de 2008 Campeonato Brasileiro Palestra Itália, São Paulo Cruzeiro Symbol support vote.svg 5-2 1
23 3 de agosto de 2008 Campeonato Brasileiro Ipatingão, Ipatinga Ipatinga Symbol support vote.svg 1-2 2
24 7 de agosto de 2008 Campeonato Brasileiro Palestra Itália, São Paulo Vitória Symbol support vote.svg 3-0 1
26 7 de outubro de 2010 Campeonato Brasileiro Pacaembu, São Paulo Avaí Symbol support vote.svg 4-1 2
27 9 de março de 2011 Campeonato Paulista Alfredão, Bauru Noroeste Symbol support vote.svg 1-2 1
28 24 de abril de 2011 Campeonato Paulista Pacaembu, São Paulo Mirassol Symbol support vote.svg 2-1 1
29 18 de agosto de 2011 Campeonato Brasileiro Canindé, São Paulo Bahia Symbol neutral vote.svg 1-1 1
30 16 de outubro de 2011 Campeonato Brasileiro Canindé, São Paulo Fluminense Symbol oppose vote.svg 1-2 1
31 9 de maio de 2012 Copa do Brasil Arena Barueri, Barueri Paraná Symbol support vote.svg 4-0 1
32 21 de junho de 2012 Copa do Brasil Arena Barueri, Barueri Grêmio Symbol neutral vote.svg 1-1 1
33 5 de julho de 2012 Copa do Brasil Arena Barueri, Barueri Coritiba Symbol support vote.svg 2-0 1
34 31 de janeiro de 2013 Campeonato Paulista Estádio do Pacaembu, São Paulo São Bernardo Symbol support vote.svg 3-0 1
35 20 de julho de 2013 Série B do Campeonato Brasileiro Estádio Orlando Scarpelli, Florianópolis Figueirense Symbol support vote.svg 2-3 1
36 2 de agosto de 2013 Série B do Campeonato Brasileiro Estádio do Pacaembu, São Paulo Bragantino Symbol support vote.svg 2-1 1
37 17 de setembro de 2013 Série B do Campeonato Brasileiro Estádio da Ressacada, Florianópolis Avaí Symbol support vote.svg 2-4 1
38 26 de janeiro de 2014 Campeonato Paulista de 2014 Estádio Walter Ribeiro, Sorocaba Atlético Sorocaba Symbol support vote.svg 1-4 1
39 2 de fevereiro de 2014 Campeonato Paulista de 2014 Estádio do Pacaembu, São Paulo São Paulo Symbol support vote.svg 2-0 1
40 23 de fevereiro de 2014 Campeonato Paulista de 2014 Estádio Santa Cruz, Ribeirão Preto Botafogo-SP Symbol oppose vote.svg 1-3 1
41 27 de fevereiro de 2014 Campeonato Paulista de 2014 Estádio do Pacaembu, São Paulo São Bernardo Symbol support vote.svg 2-0 1
Total 41

Títulos[editar | editar código-fonte]

Colo-Colo
Palmeiras
Al Ain FC

Outras Conquistas[editar | editar código-fonte]

Palmeiras
  • AEGON AJAX Internacional Challenge: 2012 [178]

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b LaTercera (6 de junho de 2010). Retratos em vermelho: Jorge Valdivia o (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  2. Fútbol Chileno (11 de dezembro de 2006). COLO COLO 2006: La génesis de un equipo inolvidable (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  3. Dale Albo (13 de julho de 2011). Planteles Históricos de Colo-Colo (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  4. GloboEsporte.com (5 de maio de 2008). Palmeiras cede 4 para seleção do Paulista (em português). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  5. a b Fotolog (27 de janeiro de 2008). Valdivia recebe dois prêmios no troféu Mesa Redonda (em português). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  6. a b Site do Palmeiras (28 de janeiro de 2008). Valdivia recebe 2 prêmios do Troféu Mesa Redonda (em português). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  7. a b Terra (1º de dezembro de 2008). Valdivia é eleito o 11º jogador mais popular do mundo (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  8. Dale Albo (7 de março de 2008). Armando Nogueira escreve bilhete para o chileno Valdivia (em espanhol). Visitado em 14 de agosto de 2011.
  9. La Tercera (31 de março de 2011). Caótica llegada a Pinto Durán marca inicio de plan Copa América (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  10. a b Uol (1º de junho de 2011). Valdivia atropela cinegrafista de TV chilena antes de treino com a seleção (em espanhol). Visitado em 9 de fevereiro de 2012.
  11. Familia Chilena (26 de julho de 2007). Jorge Valdivia, seleccionado por partida doble (em espanhol). Visitado em 14 de agosto de 2011.
  12. Emol (9 de março de 2008). El desconocido origen venezolano de Jorge Valdivia (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  13. Planeta Vinotinto (5 de julho de 2009). Venezolanos e internacionales con otros países (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  14. Olé (6 de junho de 2010). Sobre"Nacionalidade (em português). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  15. Foros (18 de dezembro de 2006). Mago Valdivia celebró su boda con amigotes futbolistas. Visitado em 7 de agosto de 2011.
  16. GloboEsporte.com (3 de setembro de 2007). Nasce a filha de Valdivia (em português). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  17. Cosas (19 de julho de 2010). Valdivia e sua esposa, mostra-nos o seu mundo (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  18. GloboEsporte.com (24 de agosto de 2007). 'Maguinho' é aprovado no primeiro teste (em português). Visitado em 21 de agosto de 2011.
  19. GloboEsporte.com (10 de abril de 2008). Mago Valdivia: de aprendiz a feiticeiro (em português). Visitado em 21 de agosto de 2011.
  20. Gazeta Esportiva (4 de julho de 2010). Valdivia é o esportista chileno mais valorizado da temporada (em português). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  21. IG (4 de julho de 2010). Valdivia é o esportista chileno mais valorizado da temporada (em português). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  22. Terra (4 de julho de 2010). Valdivia é o esportista chileno mais valorizado da temporada (em português). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  23. Portal Net (4 de abril de 2011). Jorge Mago Valdivia (em espanhol). Visitado em 14 de agosto de 2011.
  24. BAND (4 de março de 2011). "Papo de Boleiro" com Valdivia (em português). Visitado em 14 de agosto de 2011.
  25. Cooperativa (19 de maio de 2003). Jugadores de Colo Colo fueron descartados de nómina de la selección sub 23 (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  26. Cooperativa (25 de janeiro de 2004). Figueredo, votado por la prensa como el mejor jugador del Preolímpico (em espanhol). Visitado em 14 de agosto de 2011.
  27. Cooperativa (16 de abril de 2004). Figueredo el mejor jugador del Preolímpico (em espanhol). Visitado em 14 de agosto de 2011.
  28. Cooperativa (28 de janeiro de 2004). Jorge Valdivia partirá a España para firmar por Rayo Vallecano (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  29. Cooperativa (2 de fevereiro de 2004). Jorge Valdivia fue presentado oficialmente por Rayo Vallecano (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  30. Cooperativa (8 de fevereiro de 2004). Jorge Valdivia debutó como titular en el fútbol español con triunfo de Rayo Vallecano (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  31. Cooperativa (11 de março de 2004). Jorge Valdivia contó cómo vivió los atentados terroristas en Madrid (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  32. Cooperativa (23 de maio de 2004). Después de dos meses Jorge Valdivia reapareció en Rayo Vallecano (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  33. Cooperativa (24 de junho de 2004). Servette de Suiza también reclutó a Jorge Valdivia. Visitado em 7 de agosto de 2011.
  34. Cooperativa (29 de agosto de 2004). Jorge Valdivia debutó en empate de Servette ante Young Boys en Suiza (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  35. Cooperativa (22 de setembro de 2004). Jorge Valdivia fue protagonista en empate de Servette (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  36. Cooperativa (29 de setembro de 2004). Servette derribó al líder de la liga suiza con otro gol de Jorge Valdivia (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  37. Fussball (15 de fevereiro de 2005). Valdivia von Servette zu Colo Colo (em alemão). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  38. Cooperativa (10 de dezembro de 2004). Problemas económicos dejaron sin entrenar a equipo de Valdivia y Beausejour (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  39. Cooperativa (11 de janeiro de 2005). Servette de Valdivia y Beausejour reconoció su crisis económica (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  40. Fussball (16 de fevereiro de 2005). Servette ist konkurs (em alemão). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  41. Fussball (30 de maio de 2005). Servette-Konkurs kostet Sanz Millionen (em alemão). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  42. Cooperativa (9 de fevereiro de 2005). Jamarne confirmó que Colo Colo gestiona el regreso de Jorge Valdivia (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  43. Cooperativa (10 de fevereiro de 2005). Boca Juniors inscribió a Jorge Valdivia como refuerzo para 2005 (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  44. ColoColo.cl (19 de julho de 2009). Idolos: Valdivia (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  45. GloboEsporte.com (5 de julho de 2006). Clube contrata meia Valdivia (em português). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  46. GloboEsporte.com (13 de agosto de 2006). Palmeiras mantém boa fase e Botafogo entre os últimos (em português). Visitado em 14 de agosto de 2011.
  47. GloboEsporte.com (17 de setembro de 2006). Cruzeiro 1x0 Cruzeiro (em português). Visitado em 14 de agosto de 2011.
  48. GloboEsporte.com (17 de outubro de 2006). Corinthians 1x0 Cruzeiro (em português). Visitado em 14 de agosto de 2011.
  49. Terra (3 de novembro de 2006). Valdivia admitió contactos para un eventual retorno a Colo Colo (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  50. Terra (12 de janeiro de 2007). Colo Colo no para: Jorge Valdivia podría regresar al club (em espanhol). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  51. GloboEsporte.com (4 de março de 2007). Verdão arrasa Timão em dia de Edmundo e Valdivia (em português). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  52. Uol (7 de novembro de 2007). Valdivia é suspenso por cinco partidas (em português). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  53. GloboEsporte.com (3 de dezembro de 2007). Valdivia ganha como melhor meia-esquerda (em português). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  54. GloboEsporte.com (24 de janeiro de 2008). gressor de Valdivia pode ser punido (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  55. GloboEsporte.com (24 de janeiro de 2008). Exame não detecta fratura em Valdivia (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  56. Terra (2 de março de 2008). "Sou chorão mesmo", afirma Valdivia (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  57. GloboEsporte.com (2 de março de 2008). Valdivia: 'Deixei eles chorando' (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  58. GloboEsporte.com (9 de março de 2008). Título não preenchido, favor adicionar (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  59. GloboEsporte.com (16 de março de 2008). Os gols de Palmeiras 4x1 São Paulo pela 15ª rodada do Paulistão 2008 (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  60. GloboEsporte.com (20 de abril de 2008). Verdão vence Tricolor e está na final (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  61. GloboEsporte.com (4 de maio de 2008). Palmeiras ganha e é campeão pela 22ª vez (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  62. GloboEsporte.com (7 de maio de 2008). Kléber aparece para treinar na Academia com os cabelos intactos (em português). Visitado em 14 de agosto de 2011.
  63. Futebol Interior (4 de maio de 2008). Jogadores do Verdão pagam promessa e raspam a cabeça (em português). Visitado em 14 de agosto de 2011.
  64. GloboEsporte.com (12 de junho de 2008). Valdivia comanda a vitória, de virada, do Palmeiras diante do Cruzeiro (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  65. GloboEsporte.com (15 de agosto de 2008). Mago Valdivia ganha música de fã (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  66. Uol (31 de julho de 2008). Após jogo, Caio Júnior ganha camisa e pede carinho a Valdivia (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  67. GloboEsporte.com (31 de julho de 2008). Se Valdivia se sentir bem apenas jogando, que peça para deixar o clube (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  68. GloboEsporte.com (26 de julho de 2008). Luxemburgo admite que Valdivia está com a cabeça no futebol europeu (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  69. GloboEsporte.com (31 de julho de 2008). Não sou um cara ruim para o grupo (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  70. GloboEsporte.com (31 de julho de 2008). Valdivia admite queda de produção por causa de problemas particulares (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  71. Marca (8 de julho de 2008). El Espanyol se suma a la pugna por Jorge Valdivia (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  72. Site do Palmeiras (15 de agosto de 2008). Palmeiras vende Valdivia por € 8 milhões ao Al Ain (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  73. Fotolog (20 de outubro de 2008). Valdivia marca em sua estreia no Al-Ain (em português). Visitado em 16 de setembro.
  74. GloboEsporte.com (15 de agosto de 2008). Valdivia marca logo na estreia (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  75. Fotolog (3 de abril de 2009). Al Ain conquista a Emirates Cup e Valdivia é campeão nos Emirados (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  76. Fotolog (13 de abril de 2009). Valdivia conquista sua segunda Copa nos Emirados (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  77. Fotolog (17 de maio de 2009). Valdivia recusa proposta de contrato vitalício com o Al Ain (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  78. Fotolog (16 de outubro de 2009). Valdivia é eleito melhor jogador estrangeiro dos Emirados Árabes (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  79. Fotolog (23 de outubro de 2009). VALDIVIA É CAMPEÃO DA SUPERCUP NOS EMIRADOS ÁRABES (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  80. Al Ain (29 de julho de 2010). Valdivia signs officially to his former club Palmeiras. Al Owais stated about the Magician leaving UAE Pro - League (em inglês). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  81. Palmeiras (26 de julho de 2010). Palmeiras e Al Ain selam acordo e Valdivia está chegando (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  82. GloboEsporte.com (27 de julho de 2010). Graças ao marketing e grupo de sócios, Valdivia é 100% do Palmeiras (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  83. LanceNet (26 de julho de 2010). Retorno de de bom jogador, pratica um futebol divertido. E o Valdivia ao Palmeiras agita redes sociais (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  84. GloboEsporte.com (1º de agosto de 2010). Felipão avisa que Valdivia chega bem longe de sua forma física ideal (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  85. GloboEsporte.com (4 de agosto de 2010). Fim do mistério: Valdivia chega a São Paulo para acertar com o Palmeiras (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  86. LanceNet (4 de agosto de 2010). Blindado e sorridente, Valdivia chega a São Paulo (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  87. LanceNet (4 de agosto de 2010). Após quatro anos, Valdivia volta ao Verdão e encontra mudanças (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  88. Abril (5 de agosto de 2010). Valdivia: ídolo palmeirense e um 'diabo' para os rivais (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  89. Uol (5 de agosto de 2010). Ele nunca foi santo", diz mãe de Valdivia (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  90. Palmeiras (8 de agosto de 2010). Valdivia assina e apresentação ocorre nesta semana (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  91. Lance Net (8 de agosto de 2010). Valdivia assina e diz: 'Vim para ser campeão' (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  92. Lance Net (12 de agosto de 2010). Ademir da Guia e Marcos: exemplos de ídolo para Valdivia (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  93. Lance Net (12 de agosto de 2010). Apresentado, Valdivia afirma: 'Voltei para casa' (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  94. Gazeta Esportiva (13 de agosto de 2010). Retorno do Mago derruba venda de camisas do Gladiador (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  95. Lance Net (15 de agosto de 2010). Valdivia reencontra torcida e diz buscar títulos (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  96. Palmeiras (15 de agosto de 2010). Valdivia recebe camisa de Ademir da Guia e agradece torcedores (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  97. Terra (22 de agosto de 2010). Na reestreia de Valdivia, Palmeiras segura pressão e empata com Guarani (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  98. GloboEsporte.com (22 de agosto de 2010). Na reestreia de Valdívia e com um a menos, Palmeiras só empata com Guarani (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  99. Uol (23 de agosto de 2010). Valdivia tem retorno discreto e não estipula prazo para render o esperado (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  100. GloboEsporte.com (22 de agosto de 2010). Ao som da torcida palmeirense, Valdivia finalmente faz sua reestreia (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  101. Palmeiras (7 de outubro de 2010). Palmeiras goleia e encerra jejum no Pacaembu (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  102. GloboEsporte.com (7 de outubro de 2010). Valdivia brilha, Palmeiras goleia o Avaí e encerra jejum no Pacaembu (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  103. GloboEsporte.com (2 de outubro de 2010). Santos e Palmeiras lutam até o fim, mas clássico termina empatado: 1 a 1 (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  104. OGlobo (2 de outubro de 2010). Valdivia não gosta de substituição e é repreendido por Felipão no Palmeiras (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  105. GloboEsporte.com (2 de outubro de 2010). Valdivia reclama ao sair, e Felipão não dá bola: 'Veja se estou preocupado' (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  106. Bol (2 de outubro de 2010). " Valdivia não gosta de substituição e é repreendido por Felipão (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  107. Lance Net (5 de outubro de 2010). Palmeiras vacila e Cruzeiro vence de virada (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  108. GloboEsporte.com (5 de outubro de 2010). Palmeiras vacila e Cruzeiro vence de virada (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  109. Palmeiras (9 de setembro de 2010). Valdivia pede desculpas e afirma: 'Estou me esforçando para melhorar (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  110. Uol (5 de outubro de 2010). Dirigente descarta punição a Valdivia e aposta em papo de Felipão com o jogador (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  111. GloboEsporte.com (9 de outubro de 2010). Para Valdivia, sonho da Libertadores é como o seu por Megan Fox e Jolie (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  112. Gazeta Esportiva (10 de outubro de 2010). Polêmico, Mago ironiza Botafogo e cita sonho com Angelina Jolie (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  113. Gazeta Esportiva (14 de outubro de 2010). De falta, Assunção assegura vantagem do Verdão contra Sucre (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  114. GloboEsporte.com (21 de outubro de 2010). No jogo do apagão, Palmeiras venceu o Sucre e avança na Sul-Americana (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  115. Lance Net (21 de outubro de 2010). Valdivia sobre Dérbi: 'Tem de jogar até mancoa (em português). Visitado em 14 de agosto de 2011.
  116. GloboEsporte.com (24 de outubro de 2010). No detalhe, Timão vence Verdão em tarde de Bruno e Julio Cesar (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  117. Gazeta Esportiva (24 de outubro de 2010). Contusão de Valdivia causa irritação a Felipão (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  118. GloboEsporte.com (24 de novembro 2010). Felipão se irrita, mas explica situação de Valdivia: 'Evitar outro problema'acessodata=8 de agosto de 2011 (em português).
  119. OGlobo (14 de outubro de 2010). De falta, Assunção assegura vantagem do Verdão contra Sucre (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  120. a b Terra (24 de outubro de 2010). Atlético-MG e Palmeiras empatam com arbitragem polêmica (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  121. Estadão (24 de outubro de 2010). Palmeiras e Atlético-MG empatam pela Sul-Americana (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  122. Lance Net (24 de outubro de 2010). Árbitro erra e Atlético-MG e Palmeiras empatam por 1 a 1 (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  123. Terra (10 de novembro de 2010). Valdivia sente velha lesão e deixa jogo com Atlético-MG aos 15min (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  124. Estadão (10 de novembro de 2010). Palmeiras passa pelo Atlético-MG por 2 a 0 na Copa Sul-Americana (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  125. Lance Net (28 de outubro de 2010). Valdivia para por tempo indeterminado no Palmeiras (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  126. Terra (6 de novembro de 2010). Valdivia é convocado e pode ser desfalque na Sul-Americana (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  127. GloboEsporte.com (20 de dezembro de 2010). Valdivia ataca Felipão e Pescarmona e ameaça: 'Só fico se me respeitarem' (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  128. GloboEsporte.com (26 de outubro de 2011). Valdivia x paparazzi (em português). Visitado em 30 de outubro de 2011.
  129. GloboEsporte.com (26 de outubro de 2011). Polêmica: fotógrafo acusa Valdivia de ter ameaçado sua família (em português). Visitado em 30 de outubro de 2011.
  130. GloboEsporte.com (26 de outubro de 2011). Valdivia ofereceu R$ 20 mil por fotos polêmicas, diz fotógrafo à Polícia (em português). Visitado em 30 de outubro de 2011.
  131. GloboEsporte.com (27 de outubro de 2011). De aliança, Valdivia se emociona em entrevista e diz ser vítima de extorsão (em português). Visitado em 30 de outubro de 2011.
  132. GloboEsporte.com (27 de outubro de 2011). Segundo jornal chileno, termina o casamento de Valdivia (em português). Visitado em 30 de outubro de 2011.
  133. GloboEsporte.com (8 de outubro de 2011). Valdivia nega ter chegado bêbado a treino do Chile: 'Fomos tomar café' (em português). Visitado em 9 de janeiro de 2012.
  134. GloboEsporte.com (7 de outubro de 2011). Valdivia teria chegado bêbado a treino do Chile, diz jornal (em português). Visitado em 9 de janeiro de 2012.
  135. GloboEsporte.com (7 de outubro de 2011). Higuaín faz três gols, Messi brinca, e Argentina passeia em estreia: 4 a 1 (em português). Visitado em 9 de janeiro de 2012.
  136. GloboEsporte.com (11 de outubro de 2011). Em noite de 'chororô' e boa atuação de Valdivia, Chile supera crise e Peru (em português). Visitado em 9 de janeiro de 2012.
  137. Gazeta Esportiva (9 de novembro de 2011). Valdivia e outros quatro jogadores são afastados no Chile por indisciplina (em português). Visitado em 9 de janeiro de 2012.
  138. GloboEsporte.com (11 de novembro de 2011). Valdivia admite atraso, mas diz que técnico chileno mentiu em acusação (em português). Visitado em 9 de janeiro de 2012.
  139. LaTercera (20 de dezembro de 2011). ANFP ratifica castigo de 10 partidos para los "cinco del bautizo (em português). Visitado em 9 de janeiro de 2012.
  140. Valdívia volta ao Brasil e dá detalhes do sequestro-relâmpago que sofreu (em português) (12 de junho). Visitado em 12 de junho de 2012.
  141. Valdívia vai ao Chile após sequestro e só retorna segunda-feira (em português) (8 de junho). Visitado em 8 de junho de 2012.
  142. Após sequestro, Valdivia dará entrevista na Academia nesta quinta (em português) (13 de junho). Visitado em 13 de junho de 2012.
  143. Valdivia resolve ficar no Palmeiras até final da Copa do Brasil (em português) (15 de junho). Visitado em 15 de junho de 2012.
  144. Valdivia supera sequestro, vira herói ao marcar gol e põe Palmeiras na final da Copa do Brasil (em português) (21 de junho).
  145. "Palmeiras busca empate e é campeão da Copa do Brasil", Agência Estado, 12/7/2012.
  146. "Gol de Love, Bahia e Lusa decretam o segundo rebaixamento da história do Palmeiras", UOL, 18/11/2012.
  147. Sampaio diz que multará Valdivia por faltas em reapresentação
  148. Valdivia avisa: "Vou jogar por mim e pela seleção até o fim do ano"
  149. Valdívia leva carrinho de Henrique e deixa o treinamento carregado
  150. No retorno, Valdivia ganha elogios de Kleina: 'Qualidade incontestável'
  151. Palmeirenses lançam "chinelômetro" e contam dias de Valdívia fora
  152. Fotolog (27 de junho de 2007). EQUADOR 2x3 CHILE (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  153. Fotolog (1 de julho de 2007). Brasil 3x0 Chile (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  154. ODocumento (28 de abril de 2007). Valdivia diz que está disposto a voltar a defender a seleção do Chile (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  155. Fotolog (9 de julho de 2007). Valdivia quebra silêncio, e fala oque aconteceu no hotel (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  156. Terra (8 de outubro de 2008). Valdivia pede desculpas por expulsão contra Brasil (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  157. Fotolog (8 de outubro de 2008). Valdivia pede desculpas ao público e a seus companheiro pelo cartão vermelho (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  158. La Tercera (11 de junho de 2009). Jorge Valdivia: "Alexis pediu-me uma passagem de todos os gol semana (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  159. Terra (10 de outubro de 2009). Com grande atuação de Valdivia, Chile vira e vai à Copa (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  160. La Tercera (10 de outubro de 2009). Chile sacó pasajes al Mundial con triunfazo en Colombia (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  161. Terra (14 de outubro de 2009). Chile comemora vaga com vitória sobre o Equador e ajuda Uruguai (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  162. Sul News (14 de outubro de 2009). "Após 12 anos de ausência, Chile volta à um mundial (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  163. Terra (11 de maio de 2011). Bielsa convoca Chile com Valdivia e Fierro, mas sem Maldonado (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  164. GloboEsporte.com (16 de junho de 2011). Depois de 48 anos, Chile volta a vencer na Copa: 1 a 0 sobre Honduras (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  165. GloboEsporte.com (18 de junho de 2011). Esposa diz que Valdivia não enfrenta a seleção da Suíça (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  166. GloboEsporte.com (21 de junho de 2011). Mago e sul-africano vencem muralha de chocolate, e Chile derrota a Suíça (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  167. GloboEsporte.com (28 de junho de 2011). Brasil segue roteiro, vence o freguês Chile por 3 a 0 e avança às quartas (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  168. GloboEsporte.com (29 de junho de 2011). Valdivia não cria rodeios e afirma que Chile perdeu 'para os melhores (em português). Visitado em 8 de agosto de 2011.
  169. Fair play (8 de junho de 2011). La magia de Valdivia: Chile empató con Uruguay pero mandó en cancha (em espanhol). Visitado em 9 de fevereiro de 2012.
  170. Chile sofre, mas vence Austrália com gol de Valdivia e força da torcida
  171. Valdivia confirma que não vai mais defender a seleção chilena
  172. Terra (2 de julho de 2006). COLO COLO GANÓ SU ESTRELLA NÚMERO 24 ANTE LA "U" (em espanhol). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  173. GloboEsporte.com (4 de maio de 2008). Palmeiras ganha e é campeão pela 22ª vez (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  174. GloboEsporte.com (5 de maio de 2008). A trajetória do campeão paulista de 2008 (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  175. Fotolog (3 de abril de 2009). Al Ain conquista a Emirates Cup e Valdivia é campeão nos Emirados (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  176. Fotolog (13 de abril de 2009). Valdivia conquista sua segunda Copa nos Emirados (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  177. Fotolog (23 de outubro de 2009). VALDIVIA É CAMPEÃO DA SUPERCUP NOS EMIRADOS ÁRABES (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  178. Ajax Para o Brasil. Palmeiras – Ajax 1-0 (0-0).
  179. GloboEsporte.com (3 de dezembro de 2007). Valdivia ganha como melhor meia-esquerda (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  180. Momento do Futebol (14 de dezembro de 2007). Prêmio Bola de Prata 2007 da Revista Placar (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  181. a b Fotolog (27 de janeiro de 2008). Valdivia recebe dois prêmios no troféu Mesa Redonda (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  182. a b Site do Palmeiras (28 de janeiro de 2008). Valdivia recebe 2 prêmios do Troféu Mesa Redonda (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  183. Terra (3 de dezembro de 2007). Seleção do Brasileiro consagra Ceni e defesa do São Paulo (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  184. Site do Palmeiras (12 de dezembro de 2007). Cabañas é o melhor da América. Valdívia é o décimo (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  185. GloboEsporte.com (5 de maio de 2008). Palmeiras cede 4 para seleção do Paulista (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  186. Fotolog (19 de setembro de 2009). Valdivia é eleito melhor jogador extrangeiro dos Emirados Árabes (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.
  187. Fotolog (17 de dezembro de 2009). Valdivia é eleito o melhor jogador dos Emirados Árabes em 2009 (em português). Visitado em 20 de agosto de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]