José António Gomes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

José António Gomes (Porto, 1956) é um escritor português.

José António Gomes tem assinado algumas das suas obra com o pseudónimo (nome literário[1] ) João Pedro Mésseder.

Formado em Filologia Germânica[2] e doutorado em Literatura Portuguesa do século XX pela Universidade Nova de Lisboa, é professor de literatura na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto.[3] .

Obras[editar | editar código-fonte]

[4]

assinadas "João Pedro Mésseder"[editar | editar código-fonte]

  • Poesia
    • Cidade Incurável (1999)
    • Uma Pequena Luz Vermelha (2000)
    • Fissura (2000)
    • Espuma (2000)
    • O que Impuro Olhar Algum (2004)
    • Infinitivo (Im)pessoal (2004)
    • Abrasivas (2005)
    • Elucidário de Youkali seguido de Ordem Alfabética (2005)
  • Literatura juvenil
    • Versos com Reversos (1999)
    • De que Cor É o Desejo? (2000)
    • Timor Lorosa’e: A Ilha do Sol Nascente (2001)
    • À Noite as Estrelas Descem do Céu (2002)
    • Breviário do Sol (co-autor Francisco Duarte Mangas) (2002)
    • Breviário da Água (co-autor Francisco Duarte Mangas) (2002)
    • O g É um Gato Enroscado (2003)
    • O Aquário (2004)
    • Palavra que Voa (2005)
    • A Canção dos Piratas (2006)
    • Histórias de Pedro Malasartes (2007)
    • Romance do 25 de Abril (2007)
    • Não Venham Já! (2009)

assinadas "José António Gomes"[editar | editar código-fonte]

  • Literatura para Crianças e Jovens – Alguns Percursos (1991)
  • A Poesia na Literatura para a Infância (1993)
  • História da Literatura Portuguesa para a Infância e a Juventude (1998)
  • Sophia, Infância e Apelo do Mar (2000)
  • Avanços, Recuos: Leituras de Prosa e Poesia em Português (2006)
  • Figurações do Desejo e da Infância em Eugénio de Andrade (2010)

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Comentário do próprio escritor sobre "nome literário"
  2. Netscrit"
  3. Projecto Vercial
  4. Portal da Literatura