José Bonifácio (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de José Bonifácio
Bandeira de José Bonifácio
Brasão de José Bonifácio
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 24 de junho de 1906
Fundação 1906
Gentílico bonifaciano
Lema Cidade Amizade
Prefeito(a) Edmilson Pereira Alves (Partido dos Trabalhadores PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de José Bonifácio
Localização de José Bonifácio em São Paulo
José Bonifácio está localizado em: Brasil
José Bonifácio
Localização de José Bonifácio no Brasil
21° 03' 10" S 49° 41' 16" O21° 03' 10" S 49° 41' 16" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião São José do Rio Preto IBGE/2008 [1]
Microrregião São José do Rio Preto IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Barbosa, Ubarana, Mendonça, Nova Aliança, Jaci, Neves Paulista, Nipoã, Planalto, Zacarias
Distância até a capital 467 km[2]
Características geográficas
Área 859,9 km² [3]
População 35 197 hab. http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=352570&search=sao-paulo%7Cjose-bonifacio%7Cinfograficos:-informacoes-completas
Densidade 40,93 hab./km²
Altitude 458 m
Clima Tropical subquente ou Tropical de altitude (CwaCfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,777 alto http://cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=352570&idtema=16&search=%7C%7Cs%EDntese-das-informa%E7%F5es
PIB R$ 811,614 mil http://cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=352570&idtema=125&search=sao-paulo%7Cjose-bonifacio%7Cproduto-interno-bruto-dos-municipios-2011
PIB per capita R$ 24,539 34 http://cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=352570&idtema=125&search=sao-paulo%7Cjose-bonifacio%7Cproduto-interno-bruto-dos-municipios-2011
Página oficial

José Bonifácio é um município brasileiro do estado de São Paulo. Tem uma população de 32.763 habitantes (IBGE/2010) e uma área de 859.9 km².[3] José Bonifácio pertence à Microrregião de São José do Rio Preto.

Localiza-se no norte/noroeste do estado, 467 km da cidade de São Paulo.[2]

História[editar | editar código-fonte]

O marco inicial de fundação da cidade se deu em lugar usado para pouso de boiadas, em 1906, à margem esquerda do córrego Cerradão. O local foi escolhido pelo fundador José Crescencio de Souza, para construir os três primeiros casebres de pau-a-pique, na via que ficou conhecida como "Rua do sapo", onde havia muitos desses anfíbios. Atualmente esse ponto é o cruzamento da Rua 13 de Maio, antiga Rua do Comércio e primeiro centro da povoação, com a Avenida 9 de Julho.

Dois anos depois, em 1908, se juntaram os irmãos Manuel, Justino e Carlos Rodrigues de Sant'Anna, que decidiram doar treze alqueires de terra à Igreja para constituição de um Patrimônio. O pequeno povoado que se formava tomou emprestado o nome do riacho à beira do qual nasceu. A primeira capela foi construída em 1913, tendo como padroeiro, São João Batista. No ano seguinte, pela "Lei Nº. 1.415" de 7 de julho de 1914, a Vila Cerradão é alçada à Distrito de Paz.

A partir de 1918, quando Antônio Gonçalves da Silva assume o cargo de escrivão de paz, ocorrem importantes avanços, tornando-se ele, um dos principais líderes pela emancipação política da localidade. Desse esforço, por determinação da Lei Nº 2.007 de 23 de dezembro de 1924, o distrito é transferido do município de São José do Rio Preto para o de Mirassol, com a denominação de José Bonifácio, em homenagem ao Patriarca da Independência do Brasil.

Constrói-se a estrada interligando o distrito, desde o Salto do Avanhandava até Rio Preto. Cria-se o Correio Federal, fundam-se as Escolas Reunidas, além de iniciar o arruamento da sede distrital. A antiga capela é substituída em 1919 por outra de alvenaria, com a frente para a atual Avenida Campos Sales, ou seja, voltada para o nascer do Sol. Essa capela, na década de 1940, foi demolida, após ser edificada a atual igreja, face a face à anterior, contrariando a tradição, acima citada, para aproveitar o largo existente. O autor desse templo foi o Cônego Maurício Caputo, que contratou o construtor bonifaciano, Manoel da Silva Oliveira. Por fim, Monsenhor Ângelo Angioni concretiza, na década de 1990, o sonho acalentado desde a origem, de ter as naves laterais em forma de cruz, com as ampliações concluídas da matriz.

Decorridos vinte anos da fundação, pela Lei Nº 2.177 de 28 de dezembro de 1926, é criado o Município de José Bonifácio, instalado solenemente em 6 de junho de 1927, sendo eleitos para primeiro presidente da Câmara Municipal João Domingues do Amaral e, Pedro Brandão dos Reis, primeiro vice-presidente. O primeiro prefeito foi Carlos Cassetari e primeiro vice-prefeito, Saturnino da Silva Queiroz.

Completando o ciclo, a Comarca de José Bonifácio foi criada em 30 de novembro de 1938, pelo Decreto Nº 9.775, desmembrando-se da Comarca de Rio Preto. O Dr. Euclides Custódio da Silva foi designado primeiro juiz de direito e o Dr. Joaquim Bandeira de Melo o primeiro promotor público da Comarca de José Bonifácio.[4]

Formação Administrativa[editar | editar código-fonte]

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Município de José Bonifácio compõe-se de 2 Distritos: José Bonifácio e Ubarana. Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, bem como no quadro anexo ao Decreto­-lei Estadual nº 9073, de 31 de março de 1938, o Município de José Bonifácio pertence ao termo judiciário de Rio Preto, da comarca de Rio Preto, e se divide em 2 Distritos: José Bonifácio e Ubarana. No quadro fixado, pelo Decreto Estadual nº 9775, de 30 de novembro de 1938, para 1939-1943, o município de José Bonifácio é composto dos Distritos de José Bonifácio e Ubarana, e é termo da comarca de José Bonifácio, formada de 1 único termo, José Bonifácio. Em virtude do Decreto-lei Estadual nº 14334, de 30 de novembro de 1944, que fixou o quadro territorial para vigorar em 1945-1948, o Município de José Bonifácio ficou composto dos Distritos de José Bonifácio e Ubarana, comarca de José Bonifácio. Assim permanece nos quadros fixados pelas Leis nos 233, de 24-XII-1948 e 2456, de 31-XII-1953, para vigorar em 1949-1953 e 1954-1958. Lei Estadual no 5285, de 18 de fevereiro de 1959, cria o Distrito de Salto do Avanhandava e incorpora ao Município de José Bonifácio. Em divisão territorial datada de 01-VII-1960 o Município de José Bonifácio é formado de 3 Distritos: José Bonifácio, Salto do Avanhandava e Ubarana. Lei no 7644, de 30 de dezembro de 1991, desmembra do Município de José Bonifácio o Distrtito de Ubarana. Em divisão territorial datada de 01-VI-1995, o município é constituído do Distrito Sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1999.[5]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 21º03'10" Sul e a uma longitude 49º41'18" Oeste, estando a uma altitude de 458 metros. Possui uma área de 859,9 km².

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a temperatura mínima registrada em José Bonifácio foi de -0,5 ºC, ocorrida no dia 28 de junho de 2013. Já a máxima foi de 42,3 ºC, observada dia 21 de novembro de 2013. O maior acumulado de chuva registrado na cidade em 24 horas foi de 110,0 mm, em 24 de dezembro de 1998.[6] Em 14/10/2014 foi registrada a segunda maior temperatura, de 40 ºC[7]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010[3]

População total: 32.763

  • Urbana: 29.684
  • Rural: 3.079
  • Homens: 16.351[8]
  • Mulheres: 16.412

Densidade demográfica (hab./km²): 38,1

Taxa de alfabetização: 94,1%[9]

Dados do Censo - 2000

(Fonte: IPEADATA)

Dados IBGE 2014[editar | editar código-fonte]

População estimada 2014 35.197
População 2010 32.763
Área da unidade territorial (km²) 859,947
Densidade demográfica (hab/km²) 38,10
Código do Município 3525706
Gentílico bonifacense
Prefeito

Economia[editar | editar código-fonte]

O Setor terciário é o mais relevante da economia de José Bonifácio, com 62,3% do PIB. A Indústria corresponde a 29,1%. A Agropecuária é 8,4% do PIB.[10]

Desde a fundação, as atividades agrícolas mantém a base sócio econômica do município, destacando­-se a rizicultura. Aos poucos, novas culturas foram sendo introduzidas, entre elas o café, milho e soja. A pecuária, outra atividade de grande importância local, também promoveu o desenvolvimento de José Bonifácio que, além da alta produção de leite, possibilitou a instalação de indústrias de conservação de carnes, tanto bovinas como suínas.[11]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

  • SP-425 - Rodovia Assis Chateaubriand
  • BR-153 - Rodovia Transbrasiliana

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. a b Distância entre José Bonifácio e o centro da cidade de São Paulo Google Maps. Visitado em 22 de junho de 2012.
  3. a b c Censo Populacional 2010 - IBGE IBGE.gov.br. Visitado em 17 de setembro de 2011.
  4. Jorge Bitar, Emílio Capobianco, Abilio Cavalheiro e Paulo Larito. História da Cidade no site da Prefeitura josebonifacio.sp.gov.br. Visitado em 13 Julho 2011.
  5. FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA.
  6. Sistema de Monitoramento Agrometeorológico (Agritempo). Dados Meteorológicos - São Paulo. Visitado em 15 de dezembro de 2012.
  7. Temperatura passa dos 40 ºC no Interior Paulista. g1.globo.com (15/10/2014). Visitado em 15/10/2014.
  8. SIDRA IBGE - Tabela 608 - População residente, por situação do domicílio e sexo IBGE. Visitado em 25 de agosto de 2011.
  9. Taxa de Alfabetização 2010 (zip) Censo 2010 IBGE: Indicadores Sociais Municipais IBGE.gov.br. Visitado em 23 de janeiro de 2012.
  10. Perfil Municipal da SEADE SEADE.gov.br. Visitado em 16 Julho 2011.
  11. Atividades agrícolas IBGE.