José Loiola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Loiola Volleyball (beach) pictogram.svg
Informações pessoais
Nome completo José Geraldo Loiola Júnior
Modalidade Voleibol de praia
Nascimento 28 de março de 1970 (44 anos)
Vitória, ES
Nacionalidade  brasileira
Compleição Peso: 87 kg Altura: 1,94 m
Nível Profissional
Medalhas
Campeonato Mundial
Ouro Marseille 1999 Vôlei de praia
Prata Klangenfurt 2001 Vôlei de praia
Goodwill Games
Ouro Brisbane 2001 Vôlei de praia

José Geraldo Loiola Júnior (Vitória, 28 de março de 1970), é ex-voleibolista brasileiro indoor e ex-jogador de voleibol de praia do Brasil, que figurou entre os mais espetaculares jogadores do mundo, e disputou a edição dos Jogos Olímpicos de Verão de 2000 pelo Brasil e ouro no edição do Goodwill Games em 2001.Atualmente é treinador nos Estados Unidos, onde desempenhou parte de sua carreira no vôlei de praia. [1] [2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Loiola iniciou sua trajetória como atleta no basquete no Álvares, depois ingressou no voleibol, mais tarde se transfere o Flamengo, onde conheceu o levantador Anjinho, que atuava na praia e formava uma das principais duplas do país com Nilo no início da década de 90.[1] Na temporada 1992-93, surge no cenário do vôlei de praia nacional e internacional formando dupla com o também capixaba Aloizio Claudino quando obtiveram o quarto lugar no Aberto de Lignano-Itália, mesma temporada formou dupla com Anjinho até 1997, chegando em duas finais pelo circuito mundial.

Para seu ex-treinador Leandro Brachola, Loiola foi o jogador mais espetacular com quem trabalhou e disse: “Loiola tinha uma leitura de jogo como poucos. Ele sabia o que fazia. Um jogador único. Emanuel aprendeu muito com ele. Por isso, chegou onde chegou”, com este fez dupla de 1998-2000 chegando em 26 pódios.[3]

Quando a modalidade ainda galgava seu crescimento, Loiola e Anjinho decidiram então formar uma nova parceria na praia, quando o Brasil passou a ser sede do Mundial. A dupla americana Randy Stoklos e Sinji Smith venceram cinco etapas no Brasil e eram chamados de Reis do Rio. No Mundial de 93, Loiola e Anjinho surpreenderam e numa partida emocionante derrotaram a dupla americana e alcançaram prestígio junto a CBV e depois disputaram torneios pela AVP (Associação de Vôlei Profissional Americana) para ganhar experiência, daí passaram a colecionar títulos e dinheiro e não voltaram, fato que soou como insubordinação e a CBV os suspenderam.

Pela AVP, formou dupla com Anjinho em 1995, vencendo, no mesmo ano fez dupla com Adam Johnson e ao lado deste venceu 11 vezes até 1996.De 1997 a 1998 venceu 17 vezes ao lado de Kent Steffes, também fez temporada com Emanuel nesta associação.[4]

Loiola também fez dupla com muitos jogadores como: Pedro Brazão, Adam Jewell, Fred Souza, Larry Witt, Aaron Boss, Brent Doble, Mike Morrison, Canyon Ceman, Austin Rester, Mark Williams, Kazuyuki Takao, Brian Lewis e Scott Ayakatubby.[5]

Loiola deixou um legado e abriu as portas para que outros jogadores brasileiros fossem jogar nos Estados Unidos, onde conquistou todos os títulos possíveis. Casou-se com uma norte-americana e anos depois retornou a jogar no Brasil, quando junto a Emanuel tinham o favoritismo da medalha de ouro na Olimpíada de Sydney e foram eliminados ainda nas oitavas de final.

Em 2001 resolve formar dupla com o Ricardo chegando a dez pódios, incluindo a medalha de ouro no Goodwill Games, a dupla perdurou até 2002, quando trocou mais uma vez de parceiro, sendo desta vez com Tande alcançando apenas vigésima quinta colocação no Aberto de Mallorca-Espanha.

Em 2003 formou dupla com Fábio Luiz tendo como melhor resultado o nono lugar no Aberto de EspinhoPortugal, disputando sua última competição pelo Circuito Mundial no Grand Slam da Áustria, terminando no vigésimo quinto lugar.

As lesões impedem Loiola de jogar e após ser submetido a três cirurgias no quadril decidiu parar de jogar profissionalmente. Atualmente reside nos Estados Unidos, onde fundou um Centro de Treinamento e foi convidado pela Associação Norte-Americana para lapidar os destaques da categoria sub-19 e sub-21, além de outros projetos.[1]

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • 2002- Campeão do Grande Slam (Kagenfurt, Áustria) [3]
  • 2002- Campeão do Grande Slam (Marseille,  França)[3]
  • 2000- Campeão do Grande Slam (Chicago,  Estados Unidos)[3]
  • 1997- Vice-campeão do Grande Slam (Rio de Janeiro,  Brasil)[3]
  • 2002- 3º lugar do Aberto (Espinho,  Portugal)[3]
  • 2002- Campeão do Aberto (Montreal,  Canadá)[3]
  • 2002- Vice-campeão do Aberto (Stavanger,  Noruega)[3]
  • 2001- Vice-campeão do Aberto (Vitória,  Brasil)[3]
  • 2001- Vice-campeão do Aberto (Ostende,  Bélgica)[3]
  • 2001- Campeão do Aberto (Espinho,  Portugal)[3]
  • 2001- Vice-campeão do Aberto (Lignano,  Itália)[3]
  • 2000- Campeão do Aberto (Ostende,  Bélgica)[3]
  • 2000- Campeão do Aberto (Kagenfurt, Áustria)[3]
  • 2000- Vice-campeão do Aberto (Espinho,  Portugal)[3]
  • 2000- 3º lugar do Aberto (Marseille,  França)[3]
  • 2000- 3º lugar do Aberto (Stavanger,  Noruega)[3]
  • 2000- Campeão do Aberto (Toronto,  Canadá)[3]
  • 2000- 3º lugar do Aberto (Guaruja,  Brasil)[3]
  • 1999- Vice-campeão do Aberto (Vitória,  Brasil)[3]
  • 1999- Campeão do Aberto (Ostende,  Bélgica)[3]
  • 1999- Campeão do Aberto (Espinho,  Portugal)[3]
  • 1999- Campeão do Aberto (Kagenfurt, Áustria)[3]
  • 1999- Campeão do Aberto (Lignano,  Itália)[3]
  • 1999- Campeão do Aberto (Stavanger,  Noruega)[3]
  • 1999- 3º lugar do Aberto (Moscou,  Rússia)[3]
  • 1999- Vice-campeão do Aberto (Toronto,  Canadá)[3]
  • 1999- Campeão do Aberto (Mar Del Plata,  Argentina)[3]
  • 1998- Campeão do Aberto (Alanya,  Turquia)[3]
  • 1998- Campeão do Aberto (Tenerife,  Espanha)[3]
  • 1998- Campeão do Aberto (Espinho,  Portugal)[3]
  • 1998- Campeão do Aberto (Kagenfurt, Áustria)[3]
  • 1998- 3º lugar do Aberto (Lignano,  Itália)[3]
  • 1998- Vice-campeão do Aberto (Toronto,  Canadá)[3]
  • 1998- Vice-campeão do Aberto (Rio de Janeiro,  Brasil)[3]
  • 1998- 3º lugar do Aberto (Mar Del Plata,  Argentina)[3]
  • 1992-93- Vice-campeão do Aberto (Rio de Janeiro,  Brasil)[3]


Premiações Individuais[editar | editar código-fonte]

  • 2001- Rei da Praia-Brasil [6]
  • 1997-Melhor Jogador do Mundo pela FIVB da Década de 90[7]
  • 1998- Melhor Jogador Ofensivo pela AVP [8]
  • 1997- Melhor Jogador Ofensivo pela AVP [8]
  • 1997- Rei da Praia-EUA [7]
  • 1997- MVP pela AVP[8]
  • 1996- Melhor Jogador Ofensivo pela AVP [8]
  • 1995- Melhor Jogador Ofensivo pela AVP [8]
  • 1993- Revelação do ano pela AVP[8]


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Olympic pictogram Volleyball.png Este artigo sobre um(a) voleibolista, integrado ao Projeto Desporto, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.