José Marciano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

José Marciano (Bauru, 1 de abril de 1951), "O Inimitável", ou simplesmente Marciano, é um dos maiores cantores brasileiros de música sertaneja. Dono de uma voz inconfundível, também foi compositor, e junto a outros poetas da música popular responsável por grandes sucessos como "Fio de Cabelo", "Crises de amor", "Paredes Azuis", "Menina escuta meu conselho", entre outros.

Dados Artísticos

Começou cantando ainda criança, com o pai, em festas religiosas. Na adolescência, passou a apresentar-se em programas de rádio e televisão de sua região. Aos 16 anos, conheceu João Mineiro, na região metropolitana de São Paulo. Com ele, formou a dupla João Mineiro & Marciano, e fez grande sucesso entre os anos 1970 e 1990, com músicas como “Ainda ontem chorei de saudade”, “Seu amor ainda é tudo”, “Aline”, “Se eu não puder te esquecer”, entre outras, muitas delas composições suas. A dupla João Mineiro & Marciano vendeu cerca de 10 milhões de discos, tendo 10 conquistado o disco de ouro, 5 conquistado o disco de platina, e 2 o de platina duplo, além de realizar turnê para os Estados Unidos e comandar um programa semanal no SBT, nos anos 1980. Durante a carreira, por ele próprio e por outros artistas sertanejos, teve cerca de 150 composições suas gravadas, entre elas sucessos nacionais como “Crises de amor”, “No mesmo lugar”, “Esta noite como lembrança”, “Paredes azuis” e “A bailarina”. Em 1977, Zico e Zeca gravaram sua música “Vou levar você”, no LP “Minha graciosa”. Em 1979, teve a música “Pensando em voltar”, parceria com Darci Rossi, gravada por Chitãozinho & Xororó, no LP “60 dias apaixonado”. Em 1980, Industrial e Fazendeiro gravaram “Você é mais forte que eu”, sua e de Darci Rossi, no LP “Corrida de ouro – vol. 3”. Em 1982, teve a música “Por trinta dias”, parceria com Darci Rossi, gravada pela dupla Cezar & Paulinho, no LP “Coração marcado”. No mesmo ano, outra parceria sua com Darci Rossi, “Podes me negar”, foi gravada por Pedro Bento & Zé da Estrada, no LP “Serenata do amor”. Em 1983, sua parceria com Darci Rossi, “Fio de cabelo”, foi gravada pela dupla Chitãozinho & Xororó, e tornou-se um marco ao ser uma das primeiras músicas sertanejas a fazer sucesso no Brasil todo. No mesmo ano, o Trio Parada Dura gravou “Nossas brigas”, parceria sua com Mangabinha e Waldemar de Freitas Assunção, no LP “Luz da minha vida”. Em 1989, teve sua música “Vou tirar você daqui”, parceria com Darci Rossi, gravada por Junio e Júlio, no LP “Junio e Julio vol. 7”. Em 1989, teve sua parceria com Waldemar de Freitas Assunção, “Sozinho na Estrada”, gravada por Milionário e José Rico no LP da trilha sonora do filme “Sonhei com você”, protagonizado por esta mesma dupla. Em 1990, seu principal parceiro em composições, Darci Rossi, gravou uma parceria dele com Marciano, “Vinho Rosé”. Em 1993, separou-se de João Mineiro e iniciou carreira solo. Dessa forma, gravou 10 discos de carreira, e fez sucesso com músicas como “Massachussetts”, de Barry Gibb-Maurice Gibb-Robin Gibb, com versão de Tony, Edy e Waldir dos Santos, “Paixão proibida”, e “Champanhe”. Em 1998, seu sucesso “Miragem”integrou a trilha sonora da novela “Estrela de fogo”, exibida pela Rede Record. Em 2004, foi indicado ao prêmio Grammy Latino, na categoria “Melhor disco de música romântica”, com o CD “Meu ofício é cantar”, gravado ao vivo e lançado pela gravadora Atração. Em 2009, lançou seu primeiro DVD ao vivo, “Marciano Inimitável”, comemorando 15 anos de carreira solo. O disco foi produzido por ele mesmo e teve participações especiais de Rick & Rener, Darci Rossi, Teodoro & Sampaio, Matogrosso & Mathias, Dani & Danilo e Milionário & José Rico. Sua composição “Fio de cabelo”, em parceria com Darci Rossi, desde os anos 1980, é uma das músicas mais regravadas do estilo sertanejo, e tornou-se uma referência do segmento a partir dos anos 2000. Entre mais de 40 nomes que já gravaram a música, estão Bruno & Marrone, Fábio Júnior, Chitãozinho e Xororó, Tinoco & Zé Paulo, Ivan Villela, Zezé di Camargo & Luciano e Leonardo.

Desde 1993 está em carreira solo, e em 1998 lançou o CD Encontros – o primeiro da sua carreira solo.Onde teve a participação de grandes cantores como: Matogrosso, Perla, Sergio Reis, Chitãozinho & Xororó, Alam & Aladim.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Para muitos amantes da musica sertaneja, a dupla João Mineiro e Marciano representou uma época romântica da musica sertaneja, emplacando sucessos como SEU AMOR AINDA E TUDO e AINDA ONTEM CHOREI DE SAUDADE, de composição de Moacyr Franco. Juntamente com João Mineiro tinham o apelido de OS INIMITAVEIS, pelas suas vozes diferenciadas. Se a música sertaneja hoje tem uma express'ao relevante no panorama musical, com certeza deve muito a Marciano e seu parceiro, os quais ainda s'ao reverenciados pelos artistas da classe sertaneja.