José Miguel de Barandiaran

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde julho de 2010).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Joxe miel barandiaran.jpg

José Miguel de Barandiarán y Ayerbe (Ataun, Guipúscoa, 31 de dezembro de 1889  — Ataun, 21 de dezembro de 1991) foi um sacerdote, antropólogo, etnógrafo e arqueólogo espanhol autor de numerosas investigações, considerado o "patriarca da cultura basca". Também era conhecido por Joxemiel Barandiaran.

Biografia[editar | editar código-fonte]

José Miguel de Barandiarán y Ayerbe, último de nove filhos de Francisco Antonio Barandiarán e Antonia Ayerbe, nasceu a 31 de Dezembro de 1889 no casario Perune–Zarre de Ataun, em Guipúscoa, na zona rural da província, onde as tradições e superstições estavam muito enraizadas.

Aos 14 anos, influenciado pelos ensinamentos da mãe, inicia os estudos em Baliarrain onde termina os estudos com distinção e ingressa no seminário de Vitória.

Legado[editar | editar código-fonte]

Considerado o patriarca da cultura basca, um grande número de municipios bascos recorda o seu nome em placas toponímicas de muitas ruas: em Biscaia, Baracaldo, Bilbao, Durango, Galdácano, Miravalles, Santurce e Sestao; em Guipúzcoa, Beasain, Rentería, San Sebastián, Zarauz e Zumárraga; e a capital alavesa Vitoria. Em Navarra tem uma praça Pamplona e uma rua no povoado vizinho de Orcoyen. Fora do País Vasco dedicam-lhe uma rua na localidade granadina de Santa Fe, a rua do Padre Barandiarán.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]