José Mujica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
José Mujica
40º Presidente do Uruguai Uruguai
Mandato 1 de março de 2010
a atualidade
Vice-presidente Danilo Astori
Antecessor(a) Tabaré Vázquez
Ministro da Agricultura Coat of arms of Uruguay.svg
Mandato 1 de março de 2005
a 3 de março de 2008
Antecessor(a) Martín Aguirrezabala
Sucessor(a) Ernesto Agazzi
Presidente Pro tempore do MERCOSULFlag of Mercosur (Portuguese).svg
Mandato 2012
a 2012
Antecessor(a) Dilma Rousseff
Sucessor(a) Nicolás Maduro
Vida
Nascimento 20 de maio de 1935 (78 anos)
Montevidéu
Dados pessoais
Primeira-dama Lucía Topolansky
Partido Frente Amplio
Religião Ateísmo[1]
Profissão Agricultor
Assinatura Assinatura de José Mujica

José Alberto Mujica Cordano, conhecido popularmente como Pepe Mujica[2] (Montevidéu, 20 de maio de 1935), é um agricultor e político uruguaio, atual presidente da República Oriental do Uruguai eleito em 29 de novembro de 2009[3] [4] .

Já foi deputado, ministro da Pecuária, Agricultura e Pesca e, durante a juventude, militou em atividades de guerrilha, como membro do Movimento de Libertação Nacional-Tupamaros[5] .

Mujica é ateu. É casado com a também ex-militante Lucía Topolansky, sua companheira há quase 40 anos. Mujica recebe 12.500 dólares mensais por seu trabalho à frente do país, mas doa 90% de seu salário para ONGs e pessoas carentes. Seu carro é um fusca.

Mora em sua pequena fazenda nos arredores de Montevidéu e para ele o restante que sobra do seu salário (cerca de R$ 2.538,00 aproximadamente 970 €) é o suficiente para se manter.

“Este dinheiro me basta, e tem que bastar porque há outros uruguaios que vivem com bem menos”, diz o presidente.[6]

Mujica teve importante papel no combate à ditadura civil-militar no Uruguai (1973-1985). Na guerrilha, coparticipou de assaltos, sequestros e do episódio conhecido como Tomada de Pando, ocorrido em 8 de outubro de 1969, quando os tupamaros tomaram a delegacia de polícia, o quartel do corpo de bombeiros, a central telefônica e vários bancos da cidade de Pando, situada a 32 quilômetros de Montevidéu.[7] [8] Mujica passou 14 anos na prisão, de onde só saiu no final da ditadura, em 1985.[9]

Pepe Mujica exerceu o cargo de Presidente Pro tempore do MERCOSUL até 12 de julho de 2013 quando foi sucedido pelo estreante venezuelano, Nicolás Maduro.

Juridicamente a Presidência Rotativa Pro tempore do Mercosul é um mandato rotativo de seis meses exercido entre presidentes dos países membros[10] .

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre José Mujica
Precedido por
Tabaré Vazquez
Presidente do Uruguai
2010atualidade
Sucedido por
-
Precedido por
Dilma Rousseff
Presidente Pro tempore do MERCOSUL
2012 — 2013
Sucedido por
Nicolás Maduro
Ícone de esboço Este artigo sobre o Uruguai é um esboço relacionado ao Projeto América do Sul. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.