Paolo Guerrero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de José Paolo Guerrero)
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde agosto de 2012). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Paolo Guerrero
Informações pessoais
Nome completo José Paolo Guerrero Gonzales
Data de nasc. 1 de janeiro de 1984 (30 anos)
Local de nasc. Lima,  Peru
Altura 1,85 m[1]
Destro
Apelido El Depredador
Informações profissionais
Clube atual Brasil Corinthians
Número 9
Posição Atacante
Clubes de juventude
19922002
20022003
Peru Alianza Lima
Alemanha Bayern de Munique
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
20022006
20042006
20062012
2012
Alemanha Bayern de Munique II
Alemanha Bayern de Munique
Alemanha Hamburgo
Brasil Corinthians
0070 000(49)
0044 000(13)
0183 000(51)
0109 000(42)
Seleção nacional3
2001 Flag of Peru.svg Peru 0055 000(21)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 6 de dezembro de 2014.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 16 de setembro de 2014.

José Paolo Guerrero Gonzales (Lima, 1 de janeiro de 1984) é um futebolista peruano que atua como atacante. Atualmente, joga pelo Corinthians. O jogador é um ídolo e ícone do futebol peruano, suas principais características são posicionamento na área, cabeceio, controle de bola, precisão nas finalizações e reações rápidas.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Guerrero começou a jogar futebol nas categorias de base do clube peruano Alianza Lima, onde marcou mais de 200 gols pela equipe infanto-juvenil (15 a 16 anos). Em 2002, Guerrero assinou um contrato com o gigante bávaro, Bayern de Munique. Durante 2003-04, Guerrero jogou na Regionalliga Süd. Ele jogou 23 jogos e marcou 21 gols. Durante a temporada 2004-05, ele se juntou ao compatriota Claudio Pizarro na equipe principal do Bayern. Em junho de 2006, foi anunciado que Guerrero havia se transferido para o Hamburger SV e assinado um contrato com o clube até 2010. [1] Pelo Hamburgo ele marcou o gol da vitória contra o seu ex-clube, o Bayern de Munique, mas não comemorou por causa de seu passado com o clube e o carinho que ele ainda sentia pelo Bayern. O resultado tirou a chance do Bayern de jogar a Liga dos Campeões na temporada 2007-08.

Hamburgo[editar | editar código-fonte]

Paolo Guerrero no Hamburgo, em 2008.

Guerrero chegou ao Hamburgo em 2006, vindo do Bayern de Munique. Sua primeira temporada foi marcada por uma lesão que o tirou de metade da temporada, isso e sua baixa produtividade, o fizeram atuar como substituto. Perto do final dessa temporada, ele marcou três gols, fazendo em sua temporada de estreia um total de cinco gols em 20 jogos. Na temporada 2007-08, sua segunda em Hamburgo, Guerrero jogou 29 dos 34 jogos na Bundesliga , marcando nove gols e realizando quatro assistências, bem como tornar-se um acionador de partida incontestável e uma parte vital do Hamburgo. Ele ficou em terceiro lugar na tabela de artilheiros, atrás apenas de Rafael van der Vaart (12 gols) e Ivica Olić (14 gols). Na Taça UEFA e Qualificação jogou nove jogos, marcando cinco gols e realizando três assistências. Seu primeiro hat-trick em sua carreira profissional foi contra o Karlsruher SC, no último jogo da Bundesliga, marcando os segundo, terceiro, e quarto gols em uma vitória por 7-0. Esta vitória garantiu-lhes o quarto lugar e uma Taça UEFA local para a próxima temporada. Até o início da temporada 2008-09, Guerrero tornou-se atacante primeira escolha para o Hamburger SV. O treinador Martin Jol chegou ao ponto de dizer que era bom Guerrero não pegar nenhum resfriado, durante a temporada.

Corinthians[editar | editar código-fonte]

Em 11 de julho de 2012, Guerrero foi procurado pelo Corinthians, cotado para substituir Liédson.[2] [3] Em 13 de julho de 2012 o atacante acerta por três anos com o clube paulista para a disputa do Brasileirão 2012 e Copa do Mundo de Clubes 2012, em um valor estimado de R$ 7,5 milhões[4]

Foi apresentado no dia 16 de julho de 2012, e recebeu a camisa 9.[5]

Cquote1.svg Sempre que entro em campo é para ganhar. Se estou aqui no Corinthians é para isso. Quero ganhar, fazer gols.[6] Cquote2.svg
Paolo Guerrero.

Em 25 de julho de 2012, fez sua estreia em uma partida contra a equipe do Cruzeiro pelo Brasileirão 2012, onde entrou no lugar de Emerson Sheik no segundo tempo, o Corinthians venceu por 2 a 0.[7] Sua contratação e sua estreia pelo Timão virou manchete em seu país, atraindo a atenção da mídia peruana em São Paulo, pelo fato do jogador ser um idolo notável no pais.[8] [9] [10] [11] Em 30 de julho de 2012 fez seu segundo jogo foi contra o Bahia, o técnico Tite tirou Romarinho e o colocou em campo, aos 15 minutos, o resultado foi de 0 a 0.[12] Desde que chegou ao Corinthians, Guerrero não vinha tendo uma sequencia boa com a equipe alvinegra. Na 26ª rodada atuou pelo time alvinegro contra o Botafogo e marcou seu primeiro gol pelo time. Porém Guerrero cresceu nas últimas rodadas do campeonato brasileiro marcando vários gols o que garantiu sua vaga na equipe principal.

Guerrero ao atuar pelo Corinthians durante a final da
Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2012.

Em 27 de novembro de 2012, dias antes do embarque corintiano ao Japão, para a disputa da Campeonato Mundial, o atleta foi homenageado pelo consulado peruano no Brasil em "reconhecimento por seus méritos atléticos e por seu profissionalismo ao mostrar todos os altos valores do esporte do Peru no Brasil, sendo considerado titular em grande maioria de jogos disputados".[13]

Em 12 de dezembro de 2012, na semifinal da Copa do Mundo de Clubes contra o Al-Ahly do Egito, Guerrero marcou, de cabeça, o único gol da partida que levou o Corinthians a final.

Em 16 de dezembro de 2012, na final da Copa do Mundo de Clubes contra o Chelsea, Guerrero marcou, de cabeça, o único gol da partida que levou o Corinthians a ser vencedor. Neste mesmo torneio recebeu o prêmio Bola de Bronze pelas suas belas atuações nos dois jogos. Guerrero torna-se agora mais um ídolo da história corintiana.[14] Guerrero hoje,é um dos estrangeiros mais importantes da história do time paulista

Guerrero é o maior artilheiro da arena corinthians com 9 gols em 15 jogos

Foi eleito melhor atacante do campeonato brasileiro de 2014 ao lado de Diego tardelli, conquistando a Bola de Prata da ESPN.

Jogos pelo Corinthians[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador, pelo Corinthians.

Seleção do Peru[editar | editar código-fonte]

A carreira Paolo Guerrero com a Seleção do Peru começou nos Jogos Bolivarianos de 2001 quando conquistou a medalha de ouro. Nas eliminatórias para a copa da Alemanha 2006, ele conseguiu marcar duas vezes para o lado nacional. Seu primeiro gol foi o da vitória contra o Chile no Estádio Nacional de Lima. O segundo foi um gol no primeiro minuto do jogo seguinte, contra o Equador no mesmo local - embora os equatorianos tenham lutado para garantir o empate por 2-2 fora de casa. No entanto, Guerrero foi excluído dos primeiros dois jogos do Peru nas eliminatórias da copa de 2010 FIFA World Cup, devido a lesão. Um novo golpe para o Peru foi estabelecido pela FIFA , quando Guerrero foi suspenso por 6 jogos por insultar o árbitro durante o jogo Uruguai vs Peru em junho de 2008. A suspensão começou com o jogo Peru x Venezuela, em setembro.

Após campanha desastrosa do Peru nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, José del Solar foi substituído pelo uruguaio gerente Sergio Markarian e Guerrero foi convocado para a Copa América de 2011. Na linha de ataque com Pizarro, Guerrero jogou como atacante da equipe na competição e marcou cinco vezes: sendo um a cada partida nos jogos contra Uruguai e México, seguido por um hat-trick contra a Venezuela no jogo de disputa de terceiro lugar, que o Peru venceu por 4-1. Ele se tornou artilheiro do torneio.

Gols pela Seleção[editar | editar código-fonte]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Atualizado até 6 de dezembro de 2014

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional
Competições
continentais²
Outros
torneios³
Total
Jogos Golos Jogos Golos Jogos Golos Jogos Golos Jogos Golos
Alemanha Bayern de Munique II¹ 2002-03 18 8 18 8
2003-04 24 21 1 0 25 21
2004-05 11 7 3 4 14 11
2005-06 13 9 13 9
Total 66 45 4 4 70 49
Alemanha Bayern de Munique 2004-05 13 6 1 0 6 1 20 7
2005-06 14 4 3 1 7 1 24 6
Total 27 10 4 1 13 2 44 13
Alemanha Hamburgo 2006-07 20 5 2 0 7 0 29 5
2007-08 29 9 3 0 9 5 41 14
2008-09 31 9 5 1 12 4 48 14
2009-10 6 4 1 0 6 3 13 7
2010-11 25 4 2 1 27 5
2011-12 23 6 2 0 0 0 25 6
Total 134 37 15 2 34 12 183 51
Brasil Corinthians 2012 15 6 2 2 17 8
2013 18 5 3 0 9 5 17 8 46 18
2014 29 12 5 3 13 1 46 16
Total 60 23 8 3 11 7 30 9 109 42
Total na carreira 287 115 31 10 58 21 30 9 406 155

¹Jogos e gols da Terceira Divisão
²Estão incluídos jogos e gols da Copa Libertadores, Recopa Sul-Americana, UEFA Europa League e Liga dos Campeões da UEFA
³Estão incluídos jogos e gols pelo Campeonato Paulista, Copa do Mundo de Clubes da FIFA, Torneios Amistosos e Amistosos

Seleção[editar | editar código-fonte]

Participações em Copa América[editar | editar código-fonte]

Copa América Equipe Sede Resultado Partidas Gols
Copa América 2007 Flag of Peru.svg Peru Venezuela Quartas de final 4 1
Copa América 2011 Flag of Peru.svg Peru Argentina Terceiro Lugar 5 5

Participações em Eliminatórias[editar | editar código-fonte]

Eliminatórias Equipe Resultado Partidas Gols
Eliminatórias Sulamericanas 2006 Flag of Peru.svg Peru 8 2
Eliminatórias Sulamericanas 2010 Flag of Peru.svg Peru 10º 6 0
Eliminatórias Sulamericanas 2014 Flag of Peru.svg Peru 9 3

Títulos[editar | editar código-fonte]

Guerrero (com a bandeira do Peru) e o Corinthians comemoram a conquista da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2012
Alemanha Bayern de Munique
Alemanha Hamburgo
Brasil Corinthians
Peru Seleção Peruana

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Peru Seleção peruana

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Alemanha Bayern de Munique

Regionalliga Süd: 2003-04 (21 gols)

Brasil Corinthians
Peru Seleção Peruana

Honrarias[editar | editar código-fonte]

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

  • Melhor jogador peruano na Copa América de 2007
  • Melhor jogador peruano de 2011
  • Seleção da Copa América de 2011
  • Copa do Mundo de Clubes da FIFA: Bola de Bronze e Melhor jogador de ataque - 2012[15]
  • Segundo jogador mais popular das Américas de 2012 pelo IFFHS
  • Seleção das Américas de 2012 pela revista El País
  • Segundo melhor jogador das Américas de 2012 pela revista El País
  • Eleito O Cara do Paulistão: 2013 [16]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Bandeira de PeruSoccer icon Este artigo sobre futebolistas peruanos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.