José Roberto Magalhães Teixeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
José Roberto Magalhães Teixeira
Prefeito de Campinas Bandeiracampinas.jpg
Mandato 1983-1988
Antecessor(a) José Nassif Mokarzel
Sucessor(a) Jacó Bittar
Prefeito de Campinas Bandeiracampinas.jpg
Mandato 1993-1996
Antecessor(a) Jacó Bittar
Sucessor(a) Edivaldo Orsi
Vida
Nascimento 18 de junho de 1937
Andradas, MG
Morte 29 de fevereiro de 1996 (58 anos)
Campinas, SP
Dados pessoais
Partido PSDB

José Roberto Magalhães Teixeira, conhecido como Grama (Andradas, 18 de junho de 1937Campinas, 29 de fevereiro de 1996), foi um político brasileiro.[1]

Nasceu em Andradas, cidade do sul de Minas Gerais. Era o segundo filho de um total de quatro, de uma família tradicionalmente envolvida na política mineira. Era formado em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

Foi duas vezes prefeito de Campinas (de 1983 a 1988 e de 1993 a 1996), cidade do interior do Estado de São Paulo, e vice-prefeito dessa mesma cidade (1979 a 1982). Foi também deputado federal (1990 a 1992) e suplente de senador, bem como secretário municipal de Cultura e Esportes. Foi um dos fundadores do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), em 1988.

Atingiu relevância ao lançar em Campinas, em 1994, o Programa de Renda Mínima, o qual destinava um complemento em dinheiro à renda de famílias consideradas miseráveis (abaixo da linha da pobreza). Para receber o dinheiro, a família inscrita no programa deveria residir em Campinas há pelo menos dois anos, manter os filhos na escola e com bons resultados nos estudos, receber os funcionários da Assistência Social em suas casas periodicamente e freqüentar cursos profissionalizantes, entre outras obrigações.

Implantou uma linha telefônica para comunicação direta entre comunidade e prefeitura, o 156. Bastava ligar para o 156 para que cada cidadão pudesse deixar sugestões ou críticas para o prefeito. Incluiu flúor na água tratada que chegava às residências, a fim de melhorar a saúde bucal da população.

Foi relator do projeto que regulamentou a Lei de Franquias no Brasil, dentre outros.

Faleceu aos 58 anos, no exercício de seu segundo mandato como prefeito de Campinas.

O anel viário em torno de Campinas recebeu o nome Rodovia José Roberto Magalhães Teixeira em sua homenagem.

Seu segundo filho, Henrique Magalhães Teixeira, percussionista cursado em música pela FMU, atualmente ocupa o cargo de vice-prefeito de Campinas (2014).[2]

Referências

  1. Coleção - José Roberto Magalhães Teixeira página acessada em 31/08/2011
  2. Equipe de Governo - Prefeitura Municipal de Campinas. Prefeitura de Campinas. Página visitada em 04/04/2014.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Fabrini, L. G. & Lourenço, J. M. (2003). Grama - A Biografia de Magalhães Teixeira, Ed. Pontes.


Precedido por
José Nassif Mokarzel
Prefeito de Campinas
Campinas

1983-1988
Sucedido por
Jacó Bittar
Precedido por
Jacó Bittar
Prefeito de Campinas
Campinas

1993-1996
Sucedido por
Edivaldo Orsi
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.