Josep Manyanet i Vives

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Josep Manyanet i Vives
Padre Manyanet
Nascimento 7 de janeiro de 1833 em Tremp, Lérida, Espanha
Morte 17 de dezembro de 1901 em Barcelona
Veneração por Igreja Católica
Beatificação 25 de novembro de 1984 por Papa João Paulo II
Canonização 16 de maio de 2004, Roma por Papa João Paulo II
Festa litúrgica 16 de dezembro
Gloriole.svg Portal dos Santos

São José Manyanet y Vives (Josep em catalão, Tremp, Lérida, Espanha, 7 de janeiro de 1833Barcelona, Espanha, 17 de dezembro de 1901) foi um sacerdote católico catalão, que promoveu a construção do Templo Expiatório da Sagrada Família, o monumental e ainda inacabado magnum opus de Antoni Gaudí em Barcelona. Baptizando no dia em que nasceu, ficou órfão de pai aos 20 meses. Aos 5 anos foi dedicado por sua mãe à Virgem de Valldeflors, patrona da sua cidade. Sob influência do sacerdote Valentín Lledós cultivou a sua vocação religiosa; trabalhou para pagar os estudos que fez na escola Pia de Barbastro e seminários diocesanos de Lérida e Seo de Urgel, e em 9 de abril de 1859 foi ordenado sacerdote. Prestou serviço na diocese de Urgell, ocupando diversos cargos eclesiásticos.

Fundou duas congregações religiosas, a Congregação dos Filhos da Sagrada Família e a Congregação de Missionárias Filhas da Sagrada Família de Nazaré para levar a cabo o trabalho pastoral de promover o culto à Sagrada Família de Jesus de Nazaré e fomentar a educação cristã de crianças e jovens. Com tal propósito em mente, em 1875, depois de presenciar dois anos antes a proclamação da I República em Barcelona e voltar à sua terra natal após ter sido perseguido e obrigado a fechar uma das primeiras escolas nascentes (Sant Josep), voltou com a ambiciosa tarefa de fundar escolas dentro e nas proximidades de Barcelona, estendendo assim uma rede de escolas em diversas localidades da Catalunha e no resto de Espanha. Actualmente, as congregações também chamadas "Manyanetianos", têm asilos de órfãos, escolas e liceus em Espanha, Itália, Estados Unidos, Argentina, Colômbia, México, Brasil e Venezuela. Há vários colégios da Congregação dos Filhos da Sagrada Família que têm o seu nome, como o de Reus, o de Barcelona, o de Medellín e o de Alcobendas.

Fundou a revista "Sagrada Familia". Escreveu vários livros para propagar a devoção à Sagrada Família, e para a formação dos religiosos, das famílias e das crianças. Com o mesmo fim inspirou a construção do Templo da Sagrada Família de Barcelona.

Morreu em 1901 em Barcelona aos 68 anos, afectado por grave e dolorosa doença.

Foi declarado beato pelo papa João Paulo II em 25 de novembro de 1984, e canonizado em 16 de maio de 2004, pelo mesmo papa.[1]

A data da sua festa é 16 de dezembro.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Josep Manyanet i Vives

Referências