Joseph de Maistre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Joseph de Maistre (1753-1821), escritor, filósofo, diplomata e advogado natural de Saboia.

Conde Joseph-Marie de Maistre (Saboia, 1 de Abril de 175326 de Fevereiro de 1821) foi um escritor, filósofo, diplomata e advogado. Foi um dos proponentes mais influentes do pensamento contrarrevolucionário ultramontanista no período imediatamente seguinte à Revolução Francesa de 1789.

Era a favor da restauração da monarquia hereditária, que ele via como uma instituição de inspiração divina. Argumentava também a favor da suprema autoridade do Papa, quer em matérias religiosas como também em matérias políticas.

De acordo com Joseph de Maistre, apenas os governos baseados na constituição cristã, implícita nos costumes e instituições de todas as sociedades europeias, mais especialmente nas monarquias católicas europeias, poderiam evitar as desordens e as matanças que se seguem à implementação de programas políticos racionalistas, tais como a então recente Revolução Francesa. Defensor entusiasta da autoridade estabelecida, que a revolução pretendia destruir, defendeu-a em todos os domínios: no Estado, enaltecendo a monarquia; na Igreja, enaltecendo os privilégios do papado; e no mundo, glorificando a providência divina.

É o autor da célebre frase "Toute nation a le gouvernement qu'elle mérite" [1] ("Toda nação tem o governo que merece").

Referências

  1. Joseph de Maistre, Albert Blanc (ed.) Correspondance diplomatique, tome 2. Paris : Michel Lévy frères libraires éditeurs, 1860, p.196.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]




Ícone de esboço Este artigo sobre um advogado(a) é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.