Joy (linguagem de programação)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Joy é uma linguagem de programação que foi criada em 2001 na Universidade de Melbourne, na Austrália por Manfred Von Thun.

A linguagem de programação Joy é uma linguagem funcional. Considerando que todas as linguagens de programação funcionais são baseados na aplicação das funções aos argumentos, a Joy é baseada na composição de funções ao invés do cálculo lambda. Todas funções tomam uma pilha como argumento e produzem uma pilha como o valor. A Joy tem uma álgebra muito simples, é dinâmica e seus programas são facilmente manipulados à mão e por outros programas. É também uma linguagem muito parecida com a linguagem Forth.

O seguinte programa calcula o fatorial de 5:

 5 [1]  [*]  primrec

Primeiro empilha o número 5 e então empilha os dois programas citados. Neste momento a pilha contém 3 elementos. Então o primrec é executado. Retira os dois elementos para fora da pilha e guarda em outra parte. Então o primrec testa se o elemento superior da pilha, inicialmente o 5 é igual a 0. Se for, retira para fora e executa mais uma das citações [1] que deixa 1 na pilha como resultado. Senão empilha uma copia decrescida do elemento. Usa-se a outra citação [*], para multiplicar o que agora é um fatorial sobre a pilha pelo segundo elemento na pilha. Quando tudo é feito, a pilha mostra o resultado 120 que é o fatorial de 5.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]