Jozyanne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jozyanne
Informação geral
Nome completo Jozy Anne Lopes de Oliveira
Também conhecido(a) como Jozy
Nascimento 23 de janeiro de 1977 (38 anos)
Origem Fortaleza, Ceará
País  Brasil
Gênero(s) gospel, Pop
Ocupação(ões) Cantora, Compositora
Instrumento(s) Vocal
Extensão vocal Mezzo-Soprano
Período em atividade 1995 - atualmente
Outras ocupações Compositora, backing vocal, Produtora Vocal
Gravadora(s) MK Music (1997 - 2011)
Central Gospel (2012 - atualmente)
Afiliação(ões) Voices, Liz Lanne, Eyshila, Altos Louvores, Fernanda Brum, Silas Malafaia
Página oficial Página Oficial

Jozyanne, (Fortaleza, 23 de janeiro de 1977) nome artístico de Jozy Anne Lopes de Oliveira é uma cantora brasileira de gênero gospel contemporânea e ex-integrante do extinto Grupo Voices.[1] Jozyanne já foi indicada ao Grammy Latino na categoria de "Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa" com o álbum Eu Tenho a Promessa[2] , porém, perdendo para o álbum Depois da Guerra da banda de rock cristão Oficina G3[3] ; sendo também premiada com três discos de ouro pelos álbuns: Eu Tenho a Promessa, Herança e Meu Milagre.[4]


Biografia[editar | editar código-fonte]

Escolhida por Deus para desenvolver um ministério de louvor, Jozyanne possui um timbre de voz suave, mas marcante, que emociona a todos que a ouvem cantar. Não só por sua belíssima voz, mas também pela interpretação singular que apresenta, a cantora transmite de maneira única o que a alma quer dizer em forma de canto. Sempre inovando, ela é capaz de interpretar com fidelidade vocal tanto a mais sacra das canções, assim como o pop. Seu trabalho pode ser definido como uma junção dos mais variados estilos musicais existentes, do pentecostal, a adoração até o pop, o que transfere a sua música: talento, versatilidade e capacidade musical. Jozyanne nasceu em uma família evangélica e voltada para música. Seu pai era maestro e músico e sua mãe cantora, ela tem um irmão chamado Josué Lopes, que é produtor musical. Com três anos de idade já cantava com banda. Participou também do coral infantil da Assembléia de Deus em Cordovil, junto com Liz Lanne e Eyshila. Aos sete anos, Jozyanne gravou três faixas no álbum de estúdio Vivo Está, sendo este disco de sua mãe. Na adolescência, a cantora conquistou o primeiro lugar no Programa de Auditório El Shadai, promovido pela Rádio 93 FM.[carece de fontes?]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Alguns anos depois, Jozyanne lançou seu primeiro CD solo. Passado algum tempo, fez parte do grupo Altos Louvores. Mais tarde, na época da formação do grupo Voices, Jozyanne foi convidada pela amiga Eyshila para participar do back-vocal do primeiro projeto do grupo.

Foi quando Marina de Oliveira a convidou para participar como integrante do Voices. Paralelamente, Jozyanne lançou seu primeiro CD solo.

"Antes do meu primeiro CD, eu cantava nas igrejas com play-back de outras cantoras. Quando meu CD foi lançado eu pude ver a promessa que Deus havia feito quando eu era tãopequenininha sendo cumprida", comenta emocionada. 

Jozyanne lançou seu primeiro CD em 2001, UM NOVO CORAÇÃO. Em 2003, veio SOM DO CÉU, depois em 2005, Jozyanne lançou ESPERO EM TI, seu terceiro CD pela MK com a produção de Ludmila Ferber. Para Jozyanne, o interessante é que cada produtor deu seu toque pessoal, mas respeitou o seu gosto musical. Aliás, o estilo de Ludmila e Rogerinho são bem diferentes, o que deu ao álbum maior riqueza sonora. Tudo aliado ao timbre agudo, porém “doce” da cantora, que superou todas as expectativas.

Também em 2005, decidiu não renovar contrato com o grupo Voices, com quem permaneceu durante oito anos. Escolheu focar no ministério que exerce em sua igreja, ao lado de seu marido, pastor Odilton Angelo, e ainda dar mais atenção ao projeto como solista. A saída do grupo Voices – do qual foi uma das fundadoras – não foi traumática, e sim, inesperada. A cantora recebeu direcionamento de Deus para seguir outro caminho – e com Ele não se discute. As amigas (Fernanda Brum, Liz Lanne, Eyshila e Marina de Oliveira) lamentaram, claro, mas apoiaram Jozyanne.

A notícia movimentou o segmento, mas principalmente a sua vida, gerando mudanças radicais e ousadia para prosseguir.

Em 2007, foi lançado seu quarto álbum intitulado Eu Quero ir pra Lá. A melhor época de sua carreira, começou a acontecer pra cantora a partir desse CD, seu primeiro álbum com uma estrutura ao vivo (a cantora levou a Igreja pra dentro do estúdio) com uma pegada mais pentecostal que os anteriores da cantora. Mas o Gol foi marcado mesmo quando a cantora largou o comodismo dos grandes produtores consagrados da música gospel – que ela já vinha trabalhado com vários – e resolveu produzir o disco em família, com o seu irmão saxofonista Josué Lopez. O resultado foi disco de ouro em tempo recorde para a cantora, canção entre as mais tocadas nas rádios e Igrejas do Brasil e Indicação ao Grammy. Neste trabalho, Jozyanne permanece à sua raíz pentecostal, mas o produtor diversificou competentemente em seus arranjos.

O quinto CD da cantora Jozyanne pela MK Music, EU TENHO A PROMESSA, chegou às lojas em fevereiro de 2009, após gerar grande expectativa. Desde o dia de sua gravação na Assembléia de Deus da Penha no Méier, Rio de Janeiro (RJ), os comentários sobre aquela noite marcante começaram a ganhar força. A entrada da música de trabalho nas rádios só comprovou a expectativa gerada: "Abra Os Meus Olhos" ficou entre as mais pedidas em diversas emissoras desde que começou a tocar, em dezembro de 2008.

Reflexo da dedicação da cantora e do excelente trabalho realizado por Josué Lopes (irmão de Jozyanne) e Rafael Castilhol. Os dois produtores acertaram em cheio, fazendo um trabalho com a cara e o estilo de Jozyanne, que traduziu em música a unção de Deus derramada durante a gravação. Um disco com temas fortes, arranjos ricos, ousados e  modernos.

Em 2010 veio a realização de um grande sonho na vida de Jozy, a gravação do seu primeiro DVD, "Herança Ao Vivo", pela gravadora MK Music, no teatro Raul Cortez, O lançamento do DVD aconteceu em 2011. A produção do álbum é do seu irmão, Josué Lopes, que também já havia produzido o bem sucedido "Eu Tenho a Promessa", e "Herança", disco de ouro em 2011.

Uma herança eterna, que não enferruja, não corrói, não se extingue. Uma herança espiritual, recebida pela cantora Jozyanne de seus pais, desde o dia de seu nascimento, através de todo o ensinamento que teve acesso ao longo de sua vida. Esse tesouro que ganhou e assimilou é repassado para todos que ouvem as canções e ministrações da cantora no álbum Herança, pela MK Music.A produção do álbum mais uma vez é do irmão de Jozy, Josué Lopes, que já havia produzido o bem-sucedido Eu Tenho a Promessa, indicado ao Grammy Latino 2009. O repertório de Herança foi muito bem selecionado, e traz 12 faixas compostas por nomes como: Anderson Freire, Vania Santos, Wanda Santos, Gislaine e Mylena, Aretuza, André Freire e Kelly Cristina (As Andorinhas de Cristo).

O Teatro Municipal Raul Cortez, em Duque de Caxias (RJ), foi palco para a realização do primeiro DVD da Jozyanne No palco do teatro, Jozyanne, ao lado do marido, o Pr. Odilton Angelo, e das filhas Isabella e Manuella, recebeu de Marina de Oliveira o seu primeiro Disco de Ouro pelo CD Eu Tenho a Promessa.

Acompanhada por uma banda de primeira e produção do seu irmão Josué Lopes, Jozyanne começou com a canção ‘A Glória de Deus’, seguida dos sucessos ‘Eu quero ir pra lá’ e ‘História de fé’. Entre as músicas, a cantora ministrou palavras de gratidão e esperança para o público presente, que acompanhou Jozy em todas as canções. Entre os convidados estavam Eyshila, Betânia (Ellas), Andréa Fontes, Léa Mendonça, Adilson e Dirceu, da Banda Giom e Lilian Azevedi. Ela aproveitou para mostrar algumas músicas que estarão no seu próxim o disco, como a faixa título ‘Herança’, ‘Se abrirá o Céu’ e ‘Não temas’.

Durante a gravação, Jozyanne relembrou o início e a trajetória do seu ministério. Um dos momentos mais emocionantes foi a interpretação da música ‘Via Dolorosa’, em português, inglês e espanhol, que Jozyanne cantava quando fazia parte do grupo Altos Louvores. Para terminar, a inédita ‘Santo’ acompanhada do coral Renova Soul, o sucesso ‘Abra os meus olhos’ e ‘Alegria’.

Quando tudo ia bem, após o lançamento do seu primeiro DVD, a cantora surpreendeu a todos ao anunciar sua saída da gravadora que a tinha lançado, e que carregava o status de ser a maior gravadora gospel do Brasil, para integrar o cast da gravadora Central Gospel Music. Mais uma vez especulações acerca da decisão da cantora foram feitas, questionamentos se ela continuaria em visibilidade sem a estrutura da MK MUSIC e mais uma vez a cantora mostrou sobrevivência.

Já em setembro de 2011, a cantora assinou contrato com a gravadora Central Gospel. Para Jozyanne, fazer parte da gravadora foi um presente de Deus: 

“A Central é uma empresa que, acima de qualquer coisa, tem à frente uma autoridade espiritual que eu sempre respeitei que é o meu pastor Silas Malafaia. Trabalhar com ele é um privilégio, enfatiza.

Com o selo da nova gravadora Jozyanne lançou o álbum “Meu Milagre”, produzido novamente por seu irmão, Josué Lopez, em parceria com Rafael Castilhol. E em pouco tempo o álbum recebeu o Disco de Ouro. Esse trabalho vem alcançando muitas vidas por todo o Brasil. O CD foi um sucesso e a faixa título do mesmo figurou entre as mais tocadas nas rádios, e encabeçou por diversos meses o primeiro lugar entre as mais tocadas, segundo o Ranking da Billboard Brasil.

Nesse pouco tempo em sua nova casa, Jozyanne também participou de um projeto especial da gravadora, o CD “Adoração Vitória em Cristo”, álbum comemorativo em homenagem aos 30 anos de ministério do pastor Silas Malafaia, no qual alguns cantores da gravadora participam. Entre eles, Eyshila, Nani Azevedo, Jotta A e Raquel Mello. A tônica desse projeto foi valorizar a importância que o amor e a compaixão têm na vida do verdadeiro adorador. Toda a renda obtida com a venda do álbum, incluindo os direitos artísticos dos cantores que participaram, está sendo revertida para os projetos sociais da Associação Vitória em Cristo (AVEC), liderada pelo pastor Silas Malafaia.

O CD "Meu Milagre", foi lançado pela Central Gospel Music e recebeu disco de ouro em 2012[5] O CD vem fazendo muito sucesso e alcançando muitas vidas por todo o Brasil. Em pouco tempo de lançamento, o álbum já conquistou a marca de Disco de Ouro. Jozyanne também participou de um projeto especial da gravadora, o CD Adoração Vitória em Cristo, álbum comemorativo em homenagem aos 30 anos de ministério do pastor Silas Malafaia, no qual alguns cantores da gravadora participam. A tônica desse projeto foi valorizar a importância que o amor e a compaixão têm na vida do verdadeiro adorador. Toda a renda obtida com a venda do álbum, incluindo os direitos artísticos dos cantores que participaram, será revertida para os projetos sociais da Associação Vitória em Cristo (AVEC), liderada pelo pastor Silas.

Em 2014, o novo álbum da cantora Jozyanne acaba de ser lançado, intitulado “Esperança” e gravado Ao Vivo. É o segundo pela gravadora Central Gospel Music. Nesse novo álbum, Jozyanne expressa confiança em Deus com canções de adoração e celebração

Esperança – Ao vivo, este é o nome do novo CD de Jozyanne pela Central Gospel Music. O disco, que nasceu entre muitas lágrimas, por vezes alegres e também dolorosas, é fruto de um período extremamente delicado vivido pela cantora quando foi diagnosticada com uma doença auto-agressiva, chamada Lúpus. O álbum foi criado para aqueles que, assim como ela, mantiveram sua fé, mesmo em meio às adversidades, e jamais perderam a esperança. “Não é um CD triste, muito pelo contrário, é de quebrantamento na presença de Deus e de celebração”, conta Jozyanne.

O álbum produzido pelo seu irmão e produtor, Josué Lopez, possui 13 faixas com composições de Gislaine e Mylena, Júnior Maciel, Josias Teixeira, Tony Ricardo e Vânia Santos, e duas canções escritas pela própria cantora. Além das inéditas, tem também as regravações das músicas Rendição, de Amaury Bertoqui gravada por Bruna Olly e uma versão: Teus Olhos revelam, de Marcos Witt. Onde Jozyanne gravou também no CD AVEC 30 ANOS comemorativo do ministério do pastor Silas Malafaia.

Entre os destaques do novo repertório está o louvor Se eu não conseguir falar. Nele, Jozyanne resume os sentimentos mais intensos vividos durante um período crítico da sua vida. Outra música que merece ser destacada é Ao som do Teu louvor. A orquestra, acompanhada do solo de uma harpa, compõe a trilha sonora da épica canção.

Com mais de 25 profissionais envolvidos na produção e participação especial de um coral com cerca de 800 vozes, Esperança marca um novo tempo para Jozyanne. Quem vive entre sonhos e dificuldades, dificilmente deixará de se emocionar com esse trabalho.

Os destaques pras 11 canções do disco – que foram distribuídas em 13 faixas – fica pra ''Sobreviver'' da dupla Gislayne e Mylena – a faixa título. ''Se eu não conseguir Falar'', também de Gislaine e Mylena, escolhida como faixa de trabalho, de caráter mais intimista, mas ''Até te encontrar'' composição de Tony Ricardo que promete ser bastante executada nas igrejas pentecostais, por ser aquele pentecostal clássico. 

''Ao Som do Teu Louvor'' outro clássico pentecostal, composta por Junior Maciel e Josias Teixeira, que carrega uma trilha inicial nomeada ''Trilha de Saul'' com um emocionante solo de harpa, ''Rendição'', canção do Ministerio Hebrom, que ganhou na voz da cantora sua terceira e melhor regravação, e a conhecida ''Teus Olhos Revelam'' do cantor e compositor Marcos Witt, canção que a cantora já tinha gravado recentemente no CD AVEC 30 Anos, que ganhou um clímax a mais com a gravação ao vivo.

Doença grave[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2013, um diagnóstico médico surpreendeu Jozyanne. Após receber a notícia de que estava com Lúpus (uma doença sem cura), ela se submeteou a um tratamento desgastante - que se assemelha à quimioterapia. Segundo a cantora, logo que a enfermidade foi diagnosticada, ela recebeu órdens médicas, exigindo que parasse de trabalhar por três meses.

"Nesse período eu não podia sair de casa, receber visitas e não poderia ter nenhum tipo de esforço porque estava com a imunidade muito baixa e precisei fazer um tratamento chamado de imunossupressão, que é um processo semelhante ao da quimioterapia", contou.

Apesar dos fortes efeitos do tratamento, Jozyanne destacou também o carinho igrejas, pastores e admiradores do seu ministério que se levantaram em oração por sua vida.

"Cheguei a ter alguns efeitos desse tratamento: cabelo caiu, reações na pele, cheguei a pesar 100 quilos por causa do corticoide. Foi um tratamento muito intenso. Então enquanto era tratada, a igreja, os pastores e o Brasil inteiro se levantaram em oração pela minha vida", disse. Com o CD "Esperança" recém-lançado, Jozyanne explicou que este trabalho é fruto do aprendizado que estes tempos difíceis lhe trouxeram.

"No meio de tudo que estava acontecendo, em vez de questionar a Deus o motivo pelo qual estava passando por tudo aquilo, resolvi gerar o meu novo CD ‘Esperança’. Daquele tempo de deserto e de luta pude tirar uma lição, de que mesmo que a situação seja adversa, mesmo que as coisas não estejam exatamente do jeito que a gente quer ou planejou, mesmo assim Deus está no controle", destacou. A cantora ainda explicou que este novo CD tem a intenção de motivar pessoas a persistirem, apesar das dificuldades.

"A mensagem que eu quero passar para as pessoas por meio desse álbum é que elas não devem desistir ou abandonar o Senhor por vivenciarem situações adversas", lembrou. Jozyanne ainda irá retornar ao médico para mais exames, porém afirmou que já tem conseguido trabalhar normalmente.

"Ainda vou retornar ao médico para fazer o último exame, porque a doença em si não tem cura, mas para Deus não existe nada impossível. Mesmo assim, o meu trabalho já voltou totalmente ao normal, meu CD está aí e é uma bênção; tem sido conforto para muitas pessoas, e isso é o mais importante", frisou.

A cantora postou em sua Fan Page no facebook, uma nota, informando a seus fãs e a imprensa que estaria se reservando de cumprir algumas agendas já marcadas, por conta de uma doença. A saúde de Jozyanne foi melhorando gradativamente. Que pôde dia após dia viver o seu milagre, e servindo de inspiração para todos. [6]

Extensão Vocal[editar | editar código-fonte]

Jozyanne é comumente chamada de sopraníssimo por aqueles que ainda não conhecem sua voz mais a fundo. Isto devido ao peso de seu timbre e constante utilização de seu registro grave. Na verdade, este mezzo-soprano explora bastante sua voz de peito; seja na região grave, média ou aguda.

Mesmo com notas baixas boas e uma voz escura, Jozyanne demonstra que sua classificação vocal real é a de meio-soprano, na sua região média e aguda, que são de tessitura aparentemente idêntica ao de um meio-soprano de voz mais encorpada, assim como o brilho de sua voz.

Realmente, sua voz é bem peculiar, mas é legal, principalmente por uma característica que Jozyanne transmite com seu "vozeirão": imponência. Ela possui uma grande voz que consegue nos transmitir uma incrível emoção, com seus belos hinos e interpretação tocante. É a chamada cantora com "lágrima na voz". Ou seja, do sentimento da canção pelo seu modo de cantá-la. Quem ouve faixas como "Se eu Não Conseguir Falar"; "Chame por Ele"; "Entrega"; pode notar que ela realmente vive suas músicas e nos repassa tais sentimentos por meio de cada nota emitida, o que é intrínseco a qualquer artista, em especial do segmento gospel, como ela é.

Falando de seu alcance vocal, na região grave, a tessitura aparente dela se estende até o Fá sustenido 3, embora seus Fá, Mi e Ré 3 tenham uma solidez apropriada. Talvez muitos pensem que as notas mais baixas dela sejam fracas por terem um aspecto áspero, mas tal característica ao timbre dela, que é um pouco rouco (nada exagerado). Isto porque mesmo ao vivo, ela emite sua nota mais grave de forma bem audível, como vê-se em sua performance de "História de Fé". Todavia, é perceptível que notas como o  Mi 3 e/ou Ré 3 já são o limite de qualidade de seus graves, mas não incluídos em sua tessitura.

Algo interessante a se discorrer é a transformação que a voz dela sofreu desde a infância até os dias atuais, em sua fase adulta. Como é comum nas mulheres, o timbre não se alterou tanto, apenas ganhando mais peso. Desta forma, a mudança ocorrida com Jozyanne foi mínima, o que leva a crer que seu alcance agudo Jovem é o mesmo que ela possui atualmente.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Videografia[editar | editar código-fonte]

  • 2010: DVD Herança - Ao Vivo

Indicação[editar | editar código-fonte]

Grammy Latino

Ano Categoria Resultado
2009 "Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa - Eu Tenho a Promessa" Indicada

Referências

  1. Instituto Cultural Cravo Albin. Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira - Voices. Visitado em 24 de abril de 2015.
  2. Grammy Latino 2009: confira os evangélicos que estarão na premiação Gospel +.com (18 de setembro de 2009). Visitado em 24 de abril de 2015.
  3. Bate-papo UOL. Bate-papo com Oficina G3 - Arquivo. Visitado em 24 de março de 2012.
  4. Jozyanne ABPD. Visitado em 24 de abril de 2015.
  5. Meu Milagre, CD de Jozyanne' Som Livre. Página visitada em 29 de setembro de 2012
  6. Cantora Josyanne sofre de doença rara O Fuxico Gospel. Visitado em julho de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma cantora é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.