Julius Caesar (obra)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Frontispício da primeira página de Júlio César, do First Folio, publicado em 1623

Júlio César (Julius Caesar, no original inglês) é uma tragédia de William Shakespeare, provavelmente escrita em 1599. Retrata a conspiração contra o ditador romano Júlio César, seu assassinato e suas consequências. É uma das diversas peças romanas que ele escreveu, baseada na verdadeira história romana, que incluem também Coriolano e Antônio e Cleópatra.

Embora o título da peça seja Júlio César, César não é a personagem central de sua ação; ele aparece em apenas três cenas, e é morto no início do terceiro ato. O protagonista da peça é Marco Júnio Bruto, por fornecer um psicodrama e um conflito íntimo entre sua honra, seu patriotismo e sua amizade.

A obra reflete a ansiedade geral da Inglaterra sobre a sucessão de liderança. Na altura de sua criação e da primeira performance, a Rainha Elizabeth, uma grande governante, estava idosa e recusaram indicar um sucessor, levando preocupação de que uma guerra civil semelhante ao de Roma poderia acontecer após sua morte.

Data e texto[editar | editar código-fonte]

Júlio César foi primeiramente publicada no First Folio, em 1623, mas a peça foi mencionada por Thomas Platter em um diário seu, em Setembro de 1599. E a obra não é mencionada na lista das peças de Shakespeare publicado por Francis Meres em 1598. Com base nestes dois pontos, assim como na série de alusões contemporâneas de que a peça é semelhante à Hamlet no que diz seu vocabulário, sugere-se que foi escrita em 1599.

Ícone de esboço Este artigo sobre teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.