Julius Wellhausen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Julius Wellhausen (1844-1918) foi um alemão estudioso bíblico e orientalista, famoso, particularmente, por sua contribuição para o conhecimento acadêmico sobre a origem do Pentateuco/Torá (os primeiros cinco livros da Bíblia). Ele é considerado como um dos originadores da Hipótese Documentária.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Wellhausen nasceu em Hamelin, no reino de Hanôver, como filho de um pastor protestante;[2] estudou teologia na Universidade de Göttingen sob as ordens de Georg Heinrich August Ewald e tornou-se Privatdozent em história do Antigo Testamento em 1870, no mesmo local. Em 1872, Wellhausen foi nomeado professor ordinarius de teologia na Universidade de Greifswald. Abandonou a faculdade em 1882 por motivos de consciência, como declara em sua carta de renúncia:

Tornei-me um teólogo porque me interessava por uma abordagem científica da Bíblia. Só com o passar do tempo fui compreender que um professor de teologia também possui o dever de preparar os estudantes para o ministério pastoral na igreja protestante de forma prática. Compreendi também que eu não era o mais indicado para tal incumbência, mas que, ao contrário, apesar de toda a cautela da minha parte, acabava desqualificando meus ouvintes para seu futuro ofício. Desde então, meu magistério teológico me pesava a consciência.[3]


Wellhausen tornou-se professor extraordinarius em línguas orientais na faculdade de filologia na Halle. Foi considerado como professor ordinarius em Marburg em 1885 e foi transferido para Göttingen em 1892, onde permaneceu até seu falecimento.

Wellhausen é mais conhecido por seu Prolegomena zur Geschichte Israels (Prolegômena da história de Israel), um sumário detalhado das opiniões existentes acerca das origens dos seis primeiros livros do Antigo Testamento. A contribuição de Wellhausen foi inserir o desenvolvimento destes livros num contexto histórico e social. O argumento resultante, chamado Hipótese Documentária, permaneceu como modelo dominante entre os acadêmicos bíblicos até o final do século XX.

Prolegomena zur Geschichte Israels e a Hipótese Documentária[editar | editar código-fonte]

Wellhausen ficou famoso por suas investigações críticas na história do Antigo Testamento e na composição do Hexateuco. Provavelmente, ele é mais conhecido por seu Prolegomena zur Geschichte Israels de 1883 (publicado primeiramente em 1878 como Geschichte Israels), no qual aprimorou o pensamento numa formulação definitiva da Hipótese Documentária, argumentando que a Torá, ou o Pentateuco, teve sua origem de uma redação composta de quatro textos originais independentes datados de vários séculos depois de Moisés (o autor tradicional). A hipótese de Wellhausen permaneceu como modelo dominante para os estudos do Pentateuco até o final do século xx, quando começou a ser objetada por estudiosos que observavam ainda mais redações na Torá, atribuindo-as a períodos ainda mais tardios do que os propostos por Wellhausen.

Notas

  1. http://www.aishdas.org/toratemet/en_cardozo.html e http://www.leaderu.com/orgs/probe/docs/moses.html
  2. Clements, R.E. A Century of Old Testament Study (Cambridge: Lutterworth Press, 1994), 7.
  3. Cited in Robert J. Oden Jr.,"The Bible Without Theology", Harper and Row, 1987.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um teólogo cristão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.