Jumping Jacks

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jumping Jacks
Malucos do Ar (BR)
 Estados Unidos
1952 • Preto e branco • 108 min 
Direção Norman Taurog
Produção Hal B. Wallis
Roteiro Brian Marlow
Robert Lees
Elenco Dean Martin
Jerry Lewis
Mona Freeman
Don DeFore
Robert Strauss
Gênero Comédia
Idioma Inglês
Música Joseph J. Lilley
Figurino Edith Head
Cinematografia Daniel L. Fapp
Edição Stanley E. Johnson
Estúdio Paramount Pictures
Distribuição Paramount Pictures
Página no IMDb (em inglês)

Jumping Jacks (no Brasil, Malucos do Ar) é um filme de comédia de 1952 dirigido por Norman Taurog e protagonizado pela dupla Martin e Lewis.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Chick Allen (Dean Martin) e Hap Smith (Jerry Lewis) são comediantes e que fazem apresentações musicais juntos. Isso acaba quando, inesperadamente, Chick é convocado para o Serviço militar como paraquedista. Hap é dispensado por ser meio surdo.

Assim, Hap continuou a fazer as suas apresentações mas com outro parceiro, a cantora chamada Betty Carter (Mona Freeman). Enquanto Hap está a animar o público civil, Chick procura fazer o mesmo com os soldados. Mas o General, percebendo a má qualidade das apresentações, ameaça parar com os shows. Desanimado, Chick ficou sabendo do sucesso das apresentações de Hap e resolveu pedir-lhe ajuda, mandando a ele um telegrama, sem assinatura.

Hap vai ao endereço posto na carta e para a sua surpresa, ele acaba encontrando Chick e os outros soldados. Chick, depois lhe conta que foi ele que lhe mandou o telegrama lhe pedindo ajuda, pois queria continuar com os shows e com isso até ser promovido.

Após várias lábias e insistências, Hap decide a ajudar o seu amigo e na próxima apresentação para o General, Hap estaria participando junto fazendo um soldado atrapalhado. Após ver a apresentação, o General fica finalmente satisfeito e aprova a continuação dos espetáculos mas como vai continuar a assisti-los, Hap é obrigado a continuar se passando por soldado pois não podem saber que um civil está no campo.

Chick escolhe uma nova identidade para Hap que seria a do soldado Dogface Nolan. Dogface (Richard Erdman) fica escondido e para sua sorte um novo sargento assume o treinamento e não nota a troca de identidades. Se Hap fosse descoberto, Chick e os outros soldados seriam suspensos do serviço militar e ele poderia ser acusado de espionagem.

Vários problemas se sucedem pois além de não ser treinado e meio surdo, Hap é distraído e atrapalhado. Nos palcos ele fazia a mesma coisa, mas como o público não sabia que ele era assim, o número acabava sendo um sucesso. Mesmo com as suas trapalhadas, Hap se torna o homem de confiança do sargento, o que para sua sorte evita que ele salte de paraquedas: Hap tinha medo de altura e nessa hora sempre aprontava um pandemônio.

Chick várias vezes o contraria e não o deixa ir embora, pois teme que o sargento descubra a troca e o puna. Mas em uma das fugas de Hap, ele acaba fazendo uma trapalhada pior do que poderia ter feito em todos aqueles dias como soldado e sem querer, acaba virando um herói.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Dean Martin: Chick Allen
  • Jerry Lewis: Hap Smith
  • Mona Freeman: Betsy Carter
  • Don DeFore: Tenente Kelsey
  • Robert Strauss: Sargento McClusky
  • Richard Erdman: Soldado "Dogface" Dolan
  • Ray Teal: General W.W. Timmons
  • Marcy McGuire: Julia Loring
  • Danny Arnold: Soldado Evans

Informações[editar | editar código-fonte]

As filmagens foram de Dezembro de 1951 até Janeiro de 1952.

Os atores Bob Hope e Danny Kaye chegaram a ser sondados para o papel principal, mas recusaram por já terem feito filmes sobre o exército.

A história original do filme foi escrita por Robert Lees e Fred Reginaldo, durante a Segunda Guerra Mundial.

Foi relançado como coleção junto com o filme Sailor Beware também da dupla Martin e Lewis em 1957 e novamente em 1958, mas com outro filme da dupla, Scared Stiff.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]