Juremir Machado da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Juremir Machado da Silva
(foto: Rodrigo Canela/CPFL Cultura, 2009)
Nome completo Juremir Machado da Silva
Nascimento 29 de janeiro de 1962 (52 anos)[1]
Santana do Livramento (RS)
Nacionalidade  Brasil
Ocupação escritor, tradutor, jornalista e professor universitário

Juremir Machado da Silva (Santana do Livramento, 29 de janeiro de 1962) é um escritor, tradutor, jornalista e professor universitário brasileiro.

Foi coordenador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da PUC-RS.[2] até abril de 2014.

Biografia[editar | editar código-fonte]

É doutor em Sociologia pela Universidade de Paris V: René Descartes. foi orientado por Michel Maffesoli.[3] Em Paris, de 1993 a 1995, foi colunista e correspondente do jornal Zero Hora.[4] Atualmente, é professor do curso de Jornalismo da Faculdade de Comunicação Social da PUC-RS e coordenador do programa de pós-graduação em Comunicação da mesma universidade. Também assina uma coluna diária e mantém um blog no jornal Correio do Povo de Porto Alegre, Rio Grande do Sul,além de ser debatedor dos programas Bom Dia,Rio Grande no Ar e Ganhando o Jogo e apresentar o programa Esfera Pública na Rádio Guaíba e TV Record.[5]

Juremir escreveu um romance histórico sobre Getúlio Vargas.[6]

Livros[editar | editar código-fonte]

  • 1964 - Golpe midiático civil militar (2014)
  • Jango: A Vida e A Morte No Exílio (2013)[7]
  • Vozes da Legalidade - Política e imaginário na Era do Rádio (2011)[8]
  • 1930: águas da revolução (2010)[9]
  • Aprender a (vi)ver (2006)
  • Mal dito (2005)
  • Tradução de Metamorfoses da cultura liberal, de Gilles Lipovetsky (2004)
  • A genealogia do virtual (2004)
  • Getúlio (2004)
  • Organizador de Mídia.br (2003)
  • Flores do mal (2003)
  • Ela nem me disse adeus (2003)
  • Tradução de O bonde, de Claude Simon (2003)
  • As tecnologias do imaginário (2002)
  • Nau frágil (2003)
  • Adios, baby (2003)
  • A miséria do jornalismo brasileiro (2000)
  • Para navegar no Século XXI (1999)
  • Fronteiras (1999)
  • Visões de uma certa Europa (1998)
  • Viagem ao extremo sul da solidão (1997)
  • Anjos da perdição (1996)
  • Cai a noite sobre palomas (1995)

Prêmio[editar | editar código-fonte]

  • Prêmio Luiz Beltrão 2001 na categoria Liderança emergente.[10]

Referências

  1. Um 'escritor maldito'.... Visitado em 27/12/2011.
  2. Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social - Equipe. Visitado em 27/12/2011.
  3. Silva, Juremir Machado da. (dezembro 2004). "Interfaces: Michel Maffesoli, teórico da Comunicação" (em português). Revista FAMECOS (25): 43-48. ISSN 1980-3729.
  4. Silva, Juremir Machado da. (outubro 2007). "Entrevista: Juremir Machado da Silva (PUC-RS)" (em português). Rastros - Revista do Núcleo de Estudos de Comunicação VIII (8): 91-95. Joinville, SC: Associação Educacional Luterana BOM JESUS/IELUSC. ISSN 1517-9524.
  5. Biografia Revista Press. Visitado em 25/03/2011.
  6. [1]
  7. Silva, Juremir Machado da. Jango: A Vida e A Morte No Exílio. Porto Alegre: L&pm, 2013. ISBN 978-85-254-2916-2.
  8. Silva, Juremir Machado da. Vozes da Legalidade - Política e imaginário na Era do Rádio. Porto Alegre: Sulina, 2011. ISBN 978-85-205-0607-3.
  9. Silva, Juremir Machado da. 1930: águas da revolução. Rio de Janeiro: Record, 2010. 265 pp. ISBN 85-0109169-3.
  10. [2]