Kaburé Esporte Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kaburé
Nome Kaburé Esporte Clube
Mascote Coruja
Fundação 5 de janeiro de 1985 (29 anos)
Estádio Não tem
Localização Colinas do Tocantins (TO)
Brasil Brasil
Mando de jogo em Bigodão
Capacidade (mando) 5.000
Presidente Brasil Edes Caitano da Silva
Treinador Brasil Fábio Canela
Ranking nacional 225º (9 pontos)[1]
Website www.kabureesporteclube.com[1]
Kit left arm.png Kit body thinwhitesides.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
titular
Kit left arm.png Kit body thinredsides.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo

O Kaburé Esporte Clube é um clube brasileiro de futebol, sediado na cidade de Colinas do Tocantins, no estado do Tocantins.

História[editar | editar código-fonte]

O Kaburé foi fundado no dia 5 de janeiro de 1985.[2] Estiveram presentes na reunião de fundação do clube: Ewaldo Borges de Resende, José Eustáquio Pires, Eduardo de Assis Albuquerque, Juscelino Ferreira da Silva, Paulo Cesar Capel, João Branco de Moraes Sobrinho, Pedro Alves Chaves, José Carlos Ximenes Leão, José Gaspar Silva Morais, José Cândido, José Alves de Lima, José Nascimento Neto, José Messias, Inaldo G. Guimarães Filho, Claudson Santana Batista, Antônio Pereira dos Anjos, Nelson Alves Castro, Luiz Bispo Dias Noleto, Hamilton Fernandes Naves, Raimundo Costa, Ajuri Fernandes da Silva, Plínio Cesar Gracia, Roberto Batista, Wilson de Assis Sobrinho, Rubens Fernandes Marçal e Lucimar de Souza França. O primeiro presidente da história do Kaburé foi Ewaldo Borges de Resende.

Em 1989, o Kaburé foi campeão da primeira competição estadual amadora a ser realizada no Tocantins: a Copa Tocantins. Treinada por Wilson Tapuio, a equipe campeã era formada por: Gentil, Martins, Rubão, Rubinho e Lucimar; Babal, Giordany e Juscelino; Wilsinho, Mundeco e Sandro. Em 1991, sob o comando de Carlucio Divino, o Kaburé foi bicampeão da competição. A equipe bicampeã: Edinaldo, Elinho, Paixão, Rubinho e Martins; Juscelino, Babal e Giordany; Wilsinho, Paulo Dias e Josa.

Em dezembro de 1993, com o profissionalismo já tendo atingido o futebol tocantinense, o Kaburé conquistou a Copa Tocantins e obteve o direito de ser o primeiro representante do Tocantins na Copa do Brasil. A equipe, treinada por Amarildo, foi campeã vencendo o Intercap na prorrogação e estava assim formada: Marcinho, Luiano, Paixão, Alex e Vanderlei; Babalzinho, Gilberto e Luizinho; Taguá, Paulão e Juscelino.

Na Copa do Brasil de 1994, o Kaburé passou pelo América Mineiro na primeira fase, sendo eliminado pelo Comercial de Campo Grande na segunda. Ao conquistar novamente a Copa Tocantins no mesmo ano, garantiu nova participação na competição nacional.

Em 1995, o Kaburé eliminou o Maranhão na primeira fase e se despediu da segunda fase da Copa do Brasil com duas derrotas (0x1 e 0x8) para o Flamengo. No ano seguinte, conquistou mais uma vez a Copa Tocantins, vencendo o Tocantinópolis na final. Ainda em 1996, o clube realizou a melhor campanha de sua história no Campeonato Tocantinense, sagrando-se vice-campeão ao perder a decisão nos pênaltis para o Gurupi.

Em 1997, o Kaburé não passou da primeira fase da Copa do Brasil: empatou o primeiro jogo com a então vice-campeã brasileira Portuguesa em 1x1 e foi goleado no segundo por 8x0.[3]

Em 2007, após dez anos sem disputar o campeonato estadual, terminou na quinta colocação da competição e só não se classificou para as semifinais por ter escalado o jogador Cassius de forma irregular. A vaga acabou ficando com o Gurupi, que havia sido derrotado nos pênaltis pelo Kaburé por 6 x 5.[4] Após uma péssima campanha em 2009, o Kaburé foi rebaixado para a Segunda Divisão do Tocantinense.[5] .

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

(1989, 1991, 1993, 1994, 1996)


Desempenho em competições oficiais[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro (Série C)
Ano 1995 1996
Pos. 87º 49º


Copa do Brasil
Ano 1994 1995 1996 1997
Pos. 15º 16º 35º


Campeonato Tocantinense
Ano 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999
Pos.
Ano 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009
Pos.


Legenda:
     Vice-campeão
     Rebaixado à divisão inferior


Símbolos[editar | editar código-fonte]

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1989
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1990
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1991
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1992
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1992

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 16 de maio de 2010[6]

Goleiros
Jogador
Brasil Diego
Brasil Oneide
Brasil Pablo
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Clebão Z
Brasil Douglas Z
Brasil Chicão Z
Brasil Janderson Z
Brasil Aguiar LD
Brasil Daniel LD
Brasil Fabinho LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil André Luiz V
Brasil Cleuber V
Brasil Lucas V
Brasil Jhon Whayne M
Brasil Moura M
Brasil Rafael Bernardes M
Atacantes
Jogador
Brasil Edmar
Brasil Rodolfo
Brasil Tiaguinho
Brasil Vitinho
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Rogério Jansen T

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. RNC - Ranking Nacional dos Clubes Confederação Brasileira de Futebol, acessado em 15 de maio de 2010
  2. Kaburé faz aniversário nesta segunda e completa 24 anos Alô Esporte, acessado em 16 de maio de 2010
  3. ESCOBAR, Alex & MIGUERES, Marcelo. 20 Anos da Copa do Brasil: de Kaburé a Cícero Ramalho. Viana & Mosley Editora, Rio de Janeiro, 2009.
  4. Kaburé inicia Preparação para Estadual 2008 Federação Tocantinense de Futebol, acessado em 16 de maio de 2010
  5. Kaburé apanha e cai para a Segundona do Tocantinense Alô Esporte, acessado em 16 de maio de 2010
  6. Elenco profissional Site oficial do Kaburé. Página visitada em 16/05/2010.
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.