Kamo no Chomei

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kamo no Chōmei, desenhado por Kikuchi Yōsai

Kamo no Chomei ( 鸭长明? , 1153 ou 1155-1216)[1] [2] foi um escritor, poeta (no waka forma), e ensaísta japonês. [3] Ele testemunhou uma série de desastres naturais e sociais, e, depois de ter perdido o apoio político, foi preterido para a promoção dentro do santuário Shinto associado com a sua família, ele decidiu virar as costas para a sociedade, tomar votos budistas, e tornou-se um eremita vivendo fora da capital.

Isto foi um pouco incomum para a época, quando aqueles que viraram as costas para o mundo geralmente se uniam a mosteiros. Junto com o poeta-sacerdote Saigyo ele é representante dos reclusos literários de seu tempo, e seu célebre ensaio Hōjōki ("Relatos da minha cabana") é representante do gênero conhecido como "literatura reclusa"(soan bungaku).

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Kamo no Chōmei shū (鴨長明集?)
  • Hôjôki (方丈記?)
  • Mumyōshō (無名抄?)
  • Hosshinshū (発心集?)

Referências

  1. Kamo, Yanase (1967:141-142)
  2. Nihon Koten Bungaku Daijiten Henshū Iinkai (1986:398-399)
  3. Bob Woodley. Chapter 3--Medieval--Kamo No Chomei NO (1153-1216) (em en). 'Japanese Author'. Washburn University. Página visitada em 14 de agosto 2013.
  • Kamo, Chōmei; Yanase, Kazuo (ed.). 'Hōjōki'. [S.l.]: Kadokawa Bunko, 1967.
  • Kamo no Chomei. Hojoki: Visions of a Torn World. Trans. Yasuhiko. Moriguchi and David. Jenkins. Berkeley: Stone Bridge Press, 1996.
  • Kamo no Chomei. The Ten Foot Square Hut and Tales of Heike. Trans. A.L. Sadler. Charles E. Tuttle Company: Tokyo, 1972.
  • Pandey, Rajyashree. "Writing and Renunciation in Medieval Japan: The Works of the Poet-Priest Kam no Chomei."The University of Michigan Press, 1998.
  • Shirane, Haruo. "Traditional Japanese Literature: An Anthology Beginnings to 1600." Columbia University Press, New York 2007.
  • Yoshida, Luiza Nana. Inja Bungaku – Considerações sobre a literatura dos retirados da Era Chûsei. In: Estudos Japoneses, n. 17, São Paulo, 1997, p. 119-127.
  • Yoshida, Luiza Nana. O fluir do rio em Hôjôki. In: Estudos Japoneses, n. 21, São Paulo, 2001, p. 23-34.
  • Yoshida, Luiza Nana. A história de Kamo no Chômei e a História – de 1155 a 1180. In: Estudos Japoneses, n. 23, São Paulo, 2003, p. 49-61.
  • Wakisaka, Geny. Hôjôki: ensaio de um budista em retiro, notas e comentários. In: Estudos Japoneses, número/volume 4, São Paulo, 1984, p. 17-37.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um poeta ou uma poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.