Kardam da Bulgária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kardam da Bulgária
do Império Búlgaro
Governo
Reinado 777- 803
Antecessor Telerig
Sucessor Krum
Vida
Nome completo Кардам
Nascimento 735
Morte 803 (68 anos)

Kardam (em búlgaro: Кардам) foi o cã búlgaro entre 777 e 803.

História[editar | editar código-fonte]

O nome de Kardam aparece pela primeira vez nas fontes bizantinas em 791, quando o imperador bizantino Constantino VI embarcou em uma expedição retaliatória contra a Bulgária, que vinha invadindo o vale do Estrimão desde 789. Kardam se antecipou à invasão bizantina, deu-lhes combate perto de Adrianópolis, na Trácia bizantina e os derrotou.

Em 792, Constantino VI liderou outra campanha contra os bizantinos e acampou em Marcela (perto de Karnobat), fortificando sua posição. Kardam chegou com seu exército em 20 de julho e ocupou o terreno elevado vizinho. Depois de algum tempo em que ambas as forças se mediram, Constantino finalmente deu ouvidos aos conselhos otimistas de um "falso profeta" e ordenou o ataque. Porém, os bizantinos saíram de formação e foram novamente derrotados e postos para correr, deixando para Kardam a tenda imperial e os servos do imperador (vide Batalha de Marcela). Quando retornou a Constantinopla, Constantino VI assinou um tratado de paz e passou a pagar um tributo anual para a Bulgária.

Já em 796 a corte imperial relutava no pagamento e Kardam achou por bem exigir o tributo ameaçando devastar a Trácia se não recebesse. De acordo com o cronista Teófanes, o Confessor, Constantino VI fez pouco da demanda enviando esterco ao invés de ouro como sendo um "tributo adequado" e prometendo liderar uma nova campanha contra o já idoso Kardam em Marcellae. Uma vez mais o imperador marchou para o norte e uma vez mais encontrou Kardam perto de Adrianópolis. Os exércitos se encararam por dezessete dias sem se enfrentarem, provavelmente por conta de negociações que estavam sendo realizadas entre os imperadores. No fim, o combate foi evitado e nova paz foi firmada nos mesmos termos de 792.

O reinado de Kardam representa a restauração da ordem na Bulgária, que havia sofrido com uma sucessão rápida de cãs e havia sofrido muito nas mãos dos bizantinos no final do século VIII. Kardam não apenas conseguiu resistir aos avanços de Constantino VI - que tentatava seguir os passos de seu avô e homônimo Constantino V Coprônimo, que tinha tido muito mais sucesso -, mas só o que ele conseguiu foi precipitar uma crise na corte bizantina, onde os repetidos fracassos de Constantino VI minaram a posição do imperador até que ele foi deposto por sua mãe, a imperatriz Irene em 797. Kardam provavelmente não sobreviveu muito mais além do que o seu adversário e não se ouve mais sobre ele depois de 796. Sabe-se que ele já não estava vivo em 803.

A compilação do século XVII dos búlgaros do Volga, Ja'far Tarikh, uma obra cuja autenticidade é disputada, apresenta Karadžam (Kardam) como sendo o irmão de Azan Totka (Toktu) e neto de Suvar (Sevar). A mesma fonte apresenta seu sucessor Korym (Krum) como sendo seu sobrinho. Se estas afirmações forem corretas, a ascensão de Kardam significa a restauração final do clã Dulo, que manteria o trono sob controle até a morte de Romano em 997.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Kardam da Bulgária
Nascimento: 735 Morte: 803
Precedido por:
Telerig
Cã búlgaro
777–803
Sucedido por:
Krum

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Mosko Moskov, Imennik na bălgarskite hanove (novo tălkuvane), Sofia 1988.
  • Jordan Andreev, Ivan Lazarov, Plamen Pavlov, Koj koj e v srednovekovna Bălgarija, Sofia 1999.
  • (fonte primária), Bahši Iman, Džagfar Tarihy, vol. III, Orenburg 1997.