Karel Schwarzenberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Karel Schwarzenberg
Karel Schwarzenberg
Presidente do Conselho da União Europeia
Período de governo Janeiro - Maio de 2009
Antecessor(a) Bernard Kouchner
Sucessor(a) Jan Kohout
Vida
Nascimento 10 de Dezembro de 1937 (77 anos)
Praga, República Checa
Dados pessoais
Partido Partido Verde (não-membro)
APD (extinto)
US-DEU (senador)
Profissão Político

Karel Schwarzenberg (Praga, 10 de dezembro de 1937 -) é um político checo.

O seu nome completo é Johannes Nepomuk Karl Josef Norbert Antonius Friedrich von Schwarzenberg Wratislaw Mena. Ele é um Scion e atual chefe da Câmara dos Schwarzenberg, sendo o filho mais velho do Príncipe Carlos VI de Schwarzenberg e da Princesa Antónia von Fürstenberg. O seu título completo é Sua Alteza Sereníssima, o Príncipe de Schwarzenberg, Conde de Sulz Principesco Landgrave em Klettgau, e Duque de Krumlov.[1]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Schwarzenberg e os seus pais emigraram para a Áustria devido ao golpe de Estado de 1948 pelos comunistas. Ele estudou Direito nas universidades de Viena, Munique e Graz.

Em 22 de Abril de 1967, Schwarzenberg casou com a Condessa Terezia Hardegg em Seefeld, na Áustria. O casamento terminou em divórcio em 1988. Casaram novamente pela segunda vez em 25 de julho de 2008. O casal tem três filhos:

  • Anders Johann Nepomuk, Prinz zu Schwarzenberg (n. 12 de dezembro de 1967)
  • Anna Karolina, Prinzessin zu Schwarzenberg (n. 16 de dezembro de 1968)
  • Karl Philipp, Prinz zu Schwarzenberg (n. 12 de maio de 1979) (Adoptada pelo austríaco industrialista e político Thomas Prinzhorn até 25 de novembro de 1987 e registada em Viena a 16 de maio de 1988. A 20 de março de 1990 começou a usar o apelido Prinzhorn.)

Karel Schwarzenberg tem cidadania checa e suíça.

Carreira[editar | editar código-fonte]

O Príncipe Schwarzenberg é um velho amigo de Václav Havel, e membro da fundação Fórum 2000. De 1984 a 1990 foi presidente do Comité de Helsínquia para os Direitos do Homem.

Entre Julho de 1990 e Julho de 1992, trabalhou como Chanceler da Presidente da Checoslováquia Václav Havel. Atualmente ele é Senador do Senado Checo e Ministro dos Negócios Estrangeiros desde 9 de janeiro de 2007. A sua nomeação pelo Partido Verde causou uma pequena controvérsia quando o presidente Václav Klaus afirmou que ele tinha fortes ligações com a Áustria e, portanto, não seria capaz de defender os interesses nacionais.

A 8 de julho de 2008, ele e a Secretária de Estado Norte-Americana Condoleezza Rice assinaram um acordo sobre o programa antimíssil dos Estados Unidos.

No primeiro semestre de 2009, Schwarzenberg assumiu a Presidência do Conselho da União Europeia.

Prémios[editar | editar código-fonte]

Em 1989, ele recebeu, juntamente com Lech Wałęsa, depois Presidente da República da Polónia, o Prémio dos Direitos Humanos do Conselho da Europa.

Em 2003, ele recebeu a Ordem de Tomáš Garrigue Masaryk 3.ª Classe da República Checa. Ele também é Cavaleiro da Ordem do Velocino de Ouro (filial austríaca) desde 1991.

Em 2005, ele recebeu a Insígnia de Honra em Prata com Sash dos serviços para a República da Áustria.

Em 2008, ele recebeu a Grande Cruz da Cruz de Mérito Federal - Bundesverdienstkreuz - da República Federal da Alemanha.

Schwarzenberg também participa regularmente na Comissão Trilateral e nas reuniões de Bilderberg.

Referências

  1. Na República Checa, a utilização do apelido nobre é proibido pela lei n.º 61/1918 Sb

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Karel Schwarzenberg
Precedido por
Bernard Kouchner
França
Presidente do Conselho da União Europeia
Janeiro de 2009 - Maio de 2009
Sucedido por
Jan Kohout
República Checa
Continuação do mandato