Karl Jaspers

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Karl Jaspers
Filosofia do século XX
Karl Jaspers-BA.jpg
Nome completo Karl Theodor Jaspers
Escola/Tradição: Existencialismo, Neokantismo
Data de nascimento: 23 de fevereiro de 1883
Local: Oldemburgo, Ducado de Oldemburgo, Alemanha
Data de falecimento 26 de fevereiro de 1969 (86 anos)
Local: Basileia, Suíça
Principais interesses: Psiquiatria, Teologia, Filosofia da História
Trabalhos notáveis Era Axial, cunhou o termo Filosofia da existência, Dasein e Existência
Influenciado por: Espinoza, Kant, Hegel, Schelling, Weber, Kierkegaard, Nietzsche
Influências: Heidegger, Sartre, Camus, Paul Ricoeur, William A. Earle, Hans-Georg Gadamer, Hannah Arendt, Lacan

Karl Theodor Jaspers (Oldemburgo, 23 de fevereiro de 1883Basileia, 26 de fevereiro de 1969) foi um filósofo e psiquiatra alemão.

Estudou medicina e, depois de trabalhar no hospital psiquiátrico da Universidade de Heidelberg, tornou-se professor de psicologia da Faculdade de Letras dessa instituição. Desligado de seu cargo pelo regime nazista em 1937, foi readmitido em 1945 e, três anos depois, passou a lecionar filosofia na Universidade de Basileia.

O pensamento de Jaspers foi influenciado pelo seu conhecimento em psicopatologia e, em parte, pelo pensamento de Kierkegaard, Nietzsche e Max Weber. Sempre teve interesse em integrar a ciência ao pensamento filosófico na medida em que, para Jaspers, as ciências são por si só insuficientes e necessitam do exame crítico que só pode ser dado pela filosofia. Esta, por sua vez, deve basear-se numa elucidação, a mais completa possível, da existência do homem real, e não da humanidade abstrata. O resultado das reflexões de Jaspers sobre o tema foi a primeira formulação de sua filosofia existencial. Autor do livro de dois volumes: "Psicopatologia Geral" [1], grande marco em sua carreira e na evolução da psicopatologia.

O existencialismo (ou filosofia da existência) constitui, segundo Jaspers, o âmbito no qual se dá todo o saber e todo o descobrimento possível. Por isso a filosofia da existência vem a constituir-se numa metafísica. A existência, em qualquer de seus aspetos, é precisamente o contrário de um "objeto", pois pode ser definida como "o que é para si encaminhada". O problema central é como pensar a existência sem torná-la objeto.

A existência humana é entendida como intimamente vinculada à historicidade e à noção de situação: o existir é um transcender na liberdade, que abre o caminho em meio a um conjunto de situações históricas concretas.

Jaspers preocupou-se em estabelecer as relações entre existência e razão, o que levou-o a investigar em profundidade o conceito de verdade. Para ele, a verdade não é entendida como característica de nenhum enunciado particular: é antes uma espécie de ambiente que envolve todo o conhecimento.

Dentre suas obras, pode-se destacar:

  • 1931 Situação espiritual da nossa época;
  • 1932 Filosofia;
  • 1953 Introdução à filosofia.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • JASPERS, Karl. "As esquerdas revolucionárias nos Estados Unidos". [São Paulo]: Sinal, [19- ]. 71p. (Sinal; v. 1).
  • JASPERS, Karl. Filosofia da existência: conferencias pronunciadas na Academia Alemã de Frankfurt. Rio de Janeiro, RJ: Imago, 1973. xxxi, 114.
  • JASPERS, Karl. Introdução ao pensamento filosófico.  São Paulo, SP: Cultrix.
  • JASPERS, Karl. O médico na era da técnica. Lisboa: Edições 70, 1998. 127p. (Nova biblioteca 70; v. 12). ISBN 9724409902 (broch.).
  • JASPERS, Karl. Psicopatologia geral. São Paulo, SP: Atheneu, [199-]. 2v. ISBN 8573790369 (broch.).
  • JASPERS, Karl. Razão e anti-razão em nosso tempo. Rio de Janeiro, RJ: ISEB, 1958. 87p.

Ver também[editar | editar código-fonte]



Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Karl Jaspers