Kasba Tadla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marrocos Kasba Tadla
قصبة تادلة , Qaşbat Tādlah
Qasbat Tadlah, Kasba-Tadla, Kasbat-Tadla
 
—  Município  —
Vista parcial da casbá de Kasba Tadla
Vista parcial da casbá de Kasba Tadla
Brasão de armas de Kasba Tadla
Brasão de armas
Kasba Tadla está localizado em: Marrocos
Kasba Tadla
Localização de Kasba Tadla em Marrocos
32° 36' N 6° 16' O
Região Tadla-Azilal
Província Beni Mellal
Fundação 1687
Fundador Moulay Ismail
Área
 - Total 17 km²
Altitude 500 m (1 640 pés)
População (2004)[1] [2]
 - Total 40 898
    • Densidade 2 405,76/km2 
 - Estimativa (2012) 44 579
Código postal 23350
Zoco semanal segunda-feira

Kasba Tadla (em árabe: قصبة تادلة; transl.: Qaşbat Tādlah) ou Tédula, em português, é uma cidade do centro de Marrocos, que faz parte da província de Beni Mellal e da região de Tadla-Azilal. Em 2004 tinha 40 898 habitantes[1] e estimava-se que em 2012 tivesse 44 579 habitantes.[2]

Outros nomes ou grafias são: Qasbat Tadlah, Kasba-Tadla, Kasbat-Tadla. Tadla significa "feixe de trigo", uma evocação à grande riqueza cerealífera da região de Tadla.[3] "Casbá" (castelo) refere-se à grande fortaleza que ainda hoje domina a cidade, mandada construir pelo fundador oficial da cidade, o sultão alauita Moulay Ismail (r. 1672–1727).

Situa-se na zona montanhosa do Médio Atlas, na margem direita do rio Morbeia (Oum Er Rbia) e na estrada Fez-Marraquexe, 270&nbps;km, a sudoeste de Fez, , 230&nbps;km a nordeste de Marraquexe, 210&nbps;km a sudeste de Casablanca e cerca de 35&nbps;km a norte de Beni Mellal.

História[editar | editar código-fonte]

A cidade foi tomada pela tribo berbere dos Banu Ifran no início do século XI. Cerca de 1068 caiu nas mãos dos Almorávidas. Foi depois destruída por membros da tribo árabe dos Banu Hilal.[4] [5]

A cidade renasceu em 1687, quando o sultão Moulay Ismail e o seu filho mandaram construir a fortaleza (casbá) que lhe dá o nome, para proteger a estrada entre Marraquexe, Fez e a capital imperial, Meknès e para controlar a poderosa confederação tribal berbere dos Sanhadja. A casbá, uma das mais imponentes de Marrocos ocupa uma posição estratégica sobre o rio. Tem duas cercas de muralhas com ameias[3] e no seu interior encontra-se o Dar El Makhzen (Palácio do Governo ou do alcaide) e duas mesquitas. Uma delas, a Grande Mesquita, apesar de estar em ruínas, ainda é impressionante, nomeadamente pelo seu minarete em tijolo d estilo almóada. O minarete da mais pequena apresenta semelhanças com a Grande Mesquita de Tiznit, com "poleiros" espetados nas paredes, reminiscentes das mesquitas subsaarianas do Mali e do Níger.[6] Moulay Ismail mandou igualmente construir uma ponte de dez arcos desiguais sobre o Morbeia.[3]

Durante o período colonial francês, a cidade retomou a sua função de cidade-guarnição. É desse período um dos principais monumentos da cidade, erigido em memória dos soldados franceses mortos entre 1912 e 1933, constituído por quatro enormes pilares quadrados. É junto a esse memorial que se realiza um grande zoco (souq, mercado) todas as segundas-feiras.[6] O local é igualmente um miradouro com excelentes vistas para a cidade, as suas vizinhanças e para o lado das montanhas, os cumes que permanecem cobertos de neve até abril ou maio.[3]

Referências

  1. a b Recensement général de la population et de l'habitat 2004 (em francês) www.hcp.ma Royaume du Maroc - Haut-Comissariat au Plan. Visitado em 18 de junho de 2012.
  2. a b Maroc: Les villes les plus grandes avec des statistiques de la population (em francês) gazetteer.de World Gazeteer. Visitado em 18 de junho de 2012.
  3. a b c d Le Guide Vert - Maroc (em francês). Paris: Michelin, 2003. 460 pp. p. 272-273. ISBN 978-2-06-100708-2.
  4. Khaldun, Ibn; Slane, William MacGuckin (trad.). Histoire des Berbères et des dynasties musulmanes de l'Afrique Septentrionale (em francês). Argel: Imprimerie du gouvernement, 1856. vol. III.
  5. Houtsma, Martijn Theodoor "Tadla". (em inglês) First encyclopaedia of Islam: 1913-1936. Brill. 601-603. Predefinição:Isbn. Consultado em 21 de junho de 2012. 
  6. a b Ellingham, Mark; McVeigh, Shaun; Jacobs, Daniel; Brown, Hamish. The Rough Guide to Morocco (em inglês). 7ª. ed. Nova Iorque, Londres, Deli: Rough Guide, Penguin Books, 2004. 824 pp. p. 309. ISBN 9-781843-533139.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Kasba Tadla
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Marrocos, integrado ao Projeto África é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.