Kay Aldridge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kay Aldridge
Nome completo Katharine Gratten Aldridge
Outros nomes Katharine Aldridge
Katherine Aldridge
Nascimento 9 de julho de 1917
Tallahassee, Flórida, EUA
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Morte 12 de janeiro de 1995
Rockport, Maine, EUA
Ocupação atriz
modelo
Cônjuge Arthur Cameron (14 fevereiro 1945 - 1954)
Richard Derby Tucker (1956 - 1979)
Harry Nasland (? - 1988)
Atividade 1937–1945
IMDb: (inglês)

Kay Aldridge (9 de julho de 191712 de janeiro de 1995) foi uma atriz e modelo estadunidense, que se tornou mais conhecida por personificar, nos anos 1940, a típica "donzela em apuros" que caracterizava um dos ingredientes básicos dos seriados estadunidenses, a heroína bonita e vulnerável a ser salva pelo herói.[1] Atuou em 25 filmes entre 1937 e 1945.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida Katharine Gratten Aldridge em Tallahassee, Flórida, tornou-se modelo figurando em capas de revistas estadunidenses tais como Life, Ladies' Home Journal, Redbook e Look nos anos 1930. A artista contemporãnea Anne Taintor[3] usou anúncios caracterízando Aldridge como base para muitas de suas peças. Sua carreira cinematográfica teve início ao fazer um personagem não creditado, um modelo em Vogues of 1938[4] ao lado de Warner Baxter e Joan Bennett. Em seguida, teve alguns papéis meramente decorativos sob o nome Katherine Aldridge. Foi relatado que ela esteve entre as atrizes que fizeram o teste para o papel de Scarlett O'Hara em Gone with the Wind.

Os papéis em que se tornou conhecida tiveram início em 1942, com o seriado Perils of Nyoka, pela Republic Pictures. Então creditada como Kay Aldridge, ela personificou Nyoka Gordon, heroína que confrontava vilões hostis enquanto procurava por seu pai, que se perdera em uma expedição na África. Seguiram-se outros seriados, tais como Daredevils of the West em 1943 e Haunted Harbor em 1944. Aldridge se retirou do cinema em 1945.[2] [5]

Seu último filme foi The Phantom of 42nd Street, em 1945,[6] ao lado de Dave O’Brien.

Aldridge foi casada três vezes: com Arthur Cameron de 1945 a 1954, com quem teve quatro filhos; com Richard Derby Tucker de 1956 até a morte dele, em 1979; e com Harry Nasland até a morte dele, em 1988. Em seus últimos anos viveu em Camden, no Maine, e foi uma anfitriã localmente renomada, muitas vezes recebendo 10 ou mais pessoas para o jantar e alegrando-os com histórias e risadas. Ela era excepcionalmente graciosa, muitas vezes convidando viajantes do centro de Camden a sua casa para ver a vista espetacular de Penobscot Bay e Curtis Island.

Aldridge morreu de ataque cardíaco enquanto estava ao telefone em Rockport, Maine, contando uma piada para seu genro, um diplomata italiano.[5]

Filmografia parcial[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Merrill T McCord, Perils of Kay Aldridge: life of the serial queen, pub. Alhambra Publishers, (1979, Washington, D.C)

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. CLINE, Nick C. In the Nick of Time: Motion Picture Sound Serials. In: MATTOS, A. C. Gomes de. A Outra Face de Hollywood: Filme B, Rio de Janeiro: Rocco, 2003, ISBN 85-325-1496-0
  2. a b Kay Aldridge (em inglês) no Internet Movie Database
  3. Anne Taintor
  4. Vogas de New York no IMDB
  5. a b "Kay Aldridge, 77, Actress Until 1945", The New York Times, January 21, 1995, http://query.nytimes.com/gst/fullpage.html?res=990CE1DE1E3AF932A15752C0A963958260 
  6. Fantasma da Rua 42 no IMDB

Ligações externas[editar | editar código-fonte]