Keith Jarrett

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Keith Jarrett
Informação geral
Nascimento 8 de Maio de 1945
País  Estados Unidos
Gênero(s) Jazz
Instrumento(s) Piano

Keith Jarrett (Allentown, 8 de maio de 1945) é um compositor e pianista estadunidense. As suas técnicas de improvisação conjugam o jazz a outros generos e estilos, como a música erudita, o blues, o gospel e outros.[1]

Solos em piano[editar | editar código-fonte]

  • Solo Concerts (Bremen/Lausanne) (1973), gravado originalmente num conjunto de três discos LP.
  • The Köln Concert (1975), um dos mais vendidos álbuns de jazz de todos os tempos.
  • Sun Bear Concerts (1976), cinco gravações integrais de apresentações no Japão, lançadas originalmente numa coleção de dez LPs.
  • Concerts (Bregenz/München) (1981)
  • Paris Concert (1988)
  • Vienna Concert (1991), o qual Jarrett disse ser a sua melhor gravação.
  • La Scala (1995)

The Standards Trio[editar | editar código-fonte]

Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde novembro de 2007). Ajude e colabore com a tradução.
  • Changes (janeiro 1983; de estúdio)
  • Standards, Vol. 1 (janeiro de 1983; de estúdio)
  • Standards, Vol. 2 (janeiro de 1983; de estúdio)
  • Standards Live (julho de 1985; ao vivo)
  • Still Live (julho de 1986; ao vivo)


Outros trabalhos[editar | editar código-fonte]

Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.

Jarrett também toca cravo, clavicórdio, órgão, saxofone soprano, bateria e outros instrumentos musicais

Ele tocava saxofone e percussão no American Quartet, embora as suas gravações após a separação do grupo raramente tenham apresentado outros instrumentos. Nos últimos vinte anos, a maioria das suas gravações têm sido com piano acústico. Ele diz estar arrependido por ter escolhido abandonar outros instrumentos, em particular o saxofone. Em alguns dos seus muitos álbuns anteriores, demonstrou a sua versatilidade com instrumentos.

Existem diversas compilações e coleções cobrindo vários aspectos da carreira de Jarrett:

  • Foundations, a two-CD compilation of early work, from The Jazz Messengers and Charles Lloyd to the trio with Haden and Motian
  • The Impulse Years, 1973-1974, the álbuns Fort Yawuh, Treasure Island, Death and the Flower and Backhand, with outtakes
  • Mysteries: The Impulse Years, 1975-1976, the álbuns Shades, Mysteries, Byablue and Bop-Be, with outtakes
  • Silence (1977), a CD reissue of the Byablue and Bop-Be álbuns, with three tracks omitted to fit on a single CD
  • Works, an ECM compilation, covering the years 1972-1981.
    rarum, a two-CD ECM compilation, chosen by Jarrett himself, and intended to highlight aspects of his ECM catalogue (Spirits, Book of Ways, the organ improvisations) which he felt had been neglected, as well as the more well-known work with the European quartet, the standards trio, and solo.

Após parar de tocar com Miles Davis, Jarrett raramente trabalhou como músico convidado, mas apareceu em alguns álbuns de outros músicos, tais como:

Em 15 de abril de 1978, Jarrett foi o músico convidado do programa norte-americano Saturday Night Live. A sua música também apareceu noutros programas, incluindo a série Família Soprano.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.