Kepler-20

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kepler-20
Comparação de tamanho entre Kepler-20e, Vênus, a Terra e Kepler-20f.
Comparação de tamanho entre Kepler-20e, Vênus, a Terra e Kepler-20f.
Dados observacionais (J2000)
Constelação Lyra
Asc. reta 19h 10m 47,5s[1]
Declinação 42° 20′ 19,3″[1]
Magnitude aparente 12,51[1]
Características
Tipo espectral G8[1]
Astrometria
Mov. próprio (AR) -4,2 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -26,3 mas/a[1]
Distância ~950 anos-luz
290 ± 30[2] pc
Detalhes
Massa 0.912 ± 0,035[2] M
Raio 0,944 +0,06−0,095[2] R
Luminosidade 5466 ± 93[2] L
Metalicidade [Fe/H] 0,02 ± 0,04[2]
Idade 8,8 +4,7−2,7 bilhões[2] de anos
Outras denominações
KOI-070, KIC-6850504, 2MASS J19104752+4220194, GSC 03129-01902.[1]

Kepler-20 é uma estrela parecida com o Sol localizada na constelação de Lyra, a 950 anos-luz da Terra. Em dezembro de 2011, foi anunciado que é orbitada por cinco exoplanetas, incluindo Kepler-20e e Kepler-20f, os primeiros planetas conhecidos do tamanho da Terra. Os outros planetas do sistema são gigantes gasosos do tamanho de Netuno, próximos da estrela.

Características[editar | editar código-fonte]

Kepler-20 é uma estrela de classe G8 parecida com o Sol, tendo 94% do raio solar e 91% da massa solar. Sua temperatura de 5 466 K é um pouco menor que a do Sol. Por enquanto, ainda não foi determinado se ela é da sequência principal. A abundância de elementos que não são hidrogênio e hélio, a metalicidade, é aproximadamente igual à do Sol. Sua idade pode ser maior que a do Sol, porém a margem de erro nesse aspecto é muito grande.[2]

A magnitude aparente de Kepler-20 é de 12,51,[1] e portanto a estrela não pode ser vista a olho nu. Um telescópio com uma abertura de pelo menos 15 cm é necessário para vê-la.[3]

Sistema planetário[editar | editar código-fonte]

A descoberta dos cinco planetas do sistema Kepler-20 foi anunciada em 20 de dezembro de 2011. Desses planetas, Kepler-20e é um pouco menor que Vênus e possui 0,87 vezes o raio da Terra, enquanto Kepler-20f é um pouco maior que a Terra e tem 1,03 vezes seu raio, tornando-os os primeiros planetas do tamanho da Terra conhecidos.[4] São os menores exoplanetas descobertos até agora. Suas temperaturas superficiais são de 760ºC e 430°C respectivamente. Esse calor extremo decorre de sua proximidade com a estrela e os torna inaptos para a vida. A descoberta fez parte do projeto do telescópio espacial Kepler, que busca planetas semelhantes à Terra.[5] [6]

Os outros planetas do sistema, Kepler-20b, Kepler-20c e Kepler-20d, são gigantes gasosos do tamanho de Netuno. A ordem dos planetas no sistema, pela sua distância a Kepler-20, é b-e-c-f-d. Todos eles possuem órbitas menores que a de Mercúrio.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h SIMBAD query result. SIMBAD. Página visitada em 09/01/2012.
  2. a b c d e f g h Notes for star Kepler-20. Extrasolar Planets Encyclopaedia. Página visitada em 09/01/2012.
  3. Sherrod, P. Clay; Koed, Thomas L. (2003), A Complete Manual of Amateur Astronomy: Tools and Techniques for Astronomical Observations, Courier Dover Publications, p. 9, ISBN 0486428206, http://books.google.com/books?id=4zjv84hHNPcC&pg=PA9 
  4. Johnson, Michele (20 de dezembro de 2011). NASA Discovers First Earth-size Planets Beyond Our Solar System. NASA. Página visitada em 20 de dezembro de 2011.
  5. Nasa encontra dois planetas do tamanho da Terra. Folha Ciência, acessado em 20 de dezembro de 2012.
  6. Astrônomos encontram dois planetas do tamanho da Terra. Portal G1, acessado em 20 de dezembro de 2012.