Khobz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Khobz, khoubz ou khubz (língua árabe: خبز‎), é a palavra árabe geral para pão, mas muitas pessoas utilizam esta palavra como sinónimo de pita, o “pão-envelope” usado para rechear com alimentos, numa espécie de sanduiche, popular desde a Grécia e da península Arábica até Marrocos. [1] No entanto, pelo menos no Magreb, também se usam as palavras berbere "kesra" e "agroum" (ou "aghroume") da língua tashelhit, assim como “pain”, em língua francesa como termos gerais para pão, qualquer que seja a sua forma ou modo de fabrico. [2]

De acordo com um livro de cozinha do século X, de ibn Sayyar al-Warraq, o pão no mundo árabe era cozido num "tannuur" (o antepassado do "tandoor") e ainda no século XXI, nas zonas rurais, o pão é cozido em fornos de lenha, muitas vezes comunitários.

O pão árabe pode ser feito com farinha de trigo branca, semolina, trigo integral ou mesmo farelo, centeio ou cevada, e normalmente leva um pouco de levedura, muitas vezes ativada em água morna com açúcar. Por vezes, condimentos aromáticos, como anis ou cominho em grão, são misturados na massa.

Abaixo uma pequena lista de variedades de pão típicos da Argélia:

  • Khobz edddar – pão caseiro
  • Khobz araby – pita
  • Khobz ettadjine
  • Khobz el koucha
  • Kesra rakhsis
  • Kesra matlouh
  • Kesra m'bessa

e de Marrocos:

  • Khobz - o pão branco, parecido com pão francês
  • Khobz dyal Zraa' – pão de trigo de Marrocos
  • Khobz dyal Smida – pão de semolina
  • Khobz Belboula – pão de cevada
  • Khobz Mzaweq – pão decorado
  • Harcha – pão-folha de semolina
  • Batbout ou mkhamer – pita

E consegue-se inclusivamente uma receita de pão berber ("khobz f’tir") da Tunísia em português: misturar semolina, sal e água morna até fazer uma bola e formar bolhas de ar; separar em bolas pequenas, estender fino, dobrar e estender de novo para ficar folheado e assar numa frigideira com azeite. [3]

Referências