Killer Instinct

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Killer Instinct
Desenvolvedora Rare
Publicadora(s) Midway
Rareware
Nintendo
Produtor Mark Betteridge
Chris Tilston
Martin Hollis
Robert Harrison
Steve Patrick
Designer Chris Stamper
Pete Cox
Chris Tilston
Mark Betteridge
Kevin Bayliss
Ken Lobb
Compositor(es) Robin Beanland
Graeme Norgate
Plataforma(s) Arcade, SNES, Game Boy, Xbox One
Série Killer Instinct
Data(s) de lançamento Arcade
28 de julho de 1994
SNES
30 de agosto de 1995
Game Boy
1995
Gênero(s) Luta
Modos de jogo Um jogador, multijogador
Classificação Inadequado para menores de 13 anos i ESRB (América do Norte)

[1]

Mídia Arcade, cartucho, distribuição digital
Hardware
Gabinete Ereto
CPU R4600
Som Digital Compression System (DCS)
Vídeo Horizontal, Raster, resolução padrão CRT Color
Último
Último
Killer Instinct 2
Próximo
Próximo

Killer Instinct é um jogo de luta para arcades desenvolvido pela Rare, lançado em 1994. Ele teve uma versão para o Super Nintendo, lançada em 1995 e para o Game Boy. Apresentando cenários renderizados com uma sensação 3D sem precedentes e animações incríveis. O jogo possui um sistema de golpes combinados (Combos) e vários personagens distintos, como os clássicos Mortal Kombat e Street Fighter. Conta com 11 personagens jogáveis (sendo um deles secreto) e uma fase para cada personagem.

A perfeita movimentação dos personagens se deve ao fato de que a Rareware, desenvolvedora do jogo, utilizou de uma técnica conhecida como Motion Capture, que captura os movimentos feitos por atores e os envia aos computadores para que a renderização dos mesmos pudesse ser feita em imagens digitais.

Aclamado pela crítica, Killer Instinct foi seguido pelo jogo de arcade Killer Instinct 2, mais tarde portado para o Nintendo 64, como Killer Instinct Gold. Em 2013 a franquia renasceu com o lançamento de Killer Instinct (2013), disponível para Xbox One. Além disse o jogo original está incluído com o jogo 2013, sob o título de 'Killer Instinct Classic'.

História[editar | editar código-fonte]

A história de Killer Instinct começa num passado distante, onde ocorre no mundo uma guerra de proporções titânicas. Dois lordes da guerra travavam uma batalha terrível entre si, onde muitas pessoas eram mortas, exércitos eram destroçados e o mundo era colocado a prêmio. Decididos a acabar com isso, um grupo de heróis enfrenta bravamente os dois lordes inimigos, e criam um feitiço que sela os dois titãs no limbo. Temporariamente, a paz voltou a reinar. Do passado, passamos a um futuro caótico e não tão distante da nossa era. A poluição tomou conta do meio ambiente, os governos caíram; agora o mundo é controlado por mega-corporações que se enfrentam e se destróem pelas riquezas do planeta.

Nesse contexto, sobressai-se uma mega-corporação: Ultratech. Ao invés de entrar em conflitos diretos com outras corporações, a Ultratech se mantém vendendo armas avançadas para as corporações se destruírem. Mas a Ultratech não domina o mundo apenas através da venda de armas, mas também através da mídia: sua divisão de entretenimento produz o maior fenômeno televisivo do planeta: o torneio Killer Instinct, que ainda serve como campo de testes para as armas da Ultratech. Nesse torneio, promete-se aos vencedores tudo o que eles quiserem, mas nem sempre garante que a promessa será cumprida. Enquanto os perdedores sofrem um destino cruel nas mãos da empresa.

Acontecimentos[editar | editar código-fonte]

A história de Killer Instinct 2 já menciona muitas coisas que aconteceram na história deste jogo, são elas:

  • Sabrewulf foi derrotado no torneio, embora não seja dito quem o derrotou(mas muitos acreditam que tenha sido o monstro Riptor). Como punição, foi capturado pela Ultratech, para virar cobaia de seus experimentos.
  • Combo enfrentou Riptor e perdeu um olho neste combate. Mas com seus braços revestidos de titânio, Combo venceu decisivamente Riptor (e provavelmente o matou).
  • Riptor morre, porém deixa uma surpresa desagradavel ele tinha deixado ovos e seus filhotes começam a destruir a cidade e a devorar os humanos, como mostra seu final neste jogo.
  • Cinder e Glacius se enfrentaram no torneio. Tecnicamente, fogo destrói gelo, mas não é o que ocorre aqui: Cinder viu o quanto Glacius sofreu nas mãos da Ultratech, ele então deixa Glacius fugir, roubar a tecnologia da Ultratech pra reparar sua nave e fugir da Terra. Após isso, Cinder deixa a Ultratech. Com a polícia em sua cola, mas poderes flamejantes adquiridos, ele vai para longe da civilização
  • Thunder enfrenta Spinal e o destrói. O chefe indígena também descobre que seu irmão Eagle, foi morto no último torneio (possivelmente por Spinal). Thunder se entristece mas ao mesmo tempo sabe que agora seu irmão poderá descansar em paz.
Nota: a Rare faz uma brincadeira no final de Thunder, com um esqueleto parecido com Spinal saindo do túmulo de Eagle, porém não se sabe ao certo, se isso é exatamente uma brincadeira, justamente porque na história, spinal perde suas memórias, e ao final da história de spinal, meio que gozada, ele vira um astro de hollywood e aparece deitada numa cadeira de sol no stage do thunder, o que apela mais como se fosse uma brincadeira, mas, exatamente por isso não se sabe ao certo.
  • Jago entra em combate com Fulgore. A máquina assassina da Ultratech, por mais avançada e completa que fosse, é destruída por Jago, o que deixa a Ultratech nem um pouco feliz com ele.

Entretanto, a surpresa: a Ultratech conseguiu retirar do vácuo um destes lordes, a criatura de duas cabeças denominada Eyedol. E mesmo a Ultratech mostrou-se incapaz de conter o poder e a fúria do monstro. Orchid enfrenta Eyedol em combate. Apesar da fúria e do poder do lorde da guerra, a espiã surpreendentemente mata Eyedol, pondo um fim em seu reino de terror. Mas isso teve um preço: a morte de Eyedol gera uma quantidade massiva de energia, que faz com que todo o prédio da Ultratech (e consequentemente quem estivesse dentro do mesmo) e a cidade inteira sejam jogados 2000 anos no passado. A partir deste fato começa a história de Killer Instinct 2

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Killer Instinct pode ser jogado de diversos modos:

  • Single (1 Player Game): O jogador jogará contra os adversários. Deve-se escolher um personagem e vencer todos os outros personagens. Para derrotá-los, o jogador deverá reduzir a barra de vida duas vezes. Ao remover a primeira barra de vida, acontece uma breve pausa para permitir que os combatentes retornem as suas posições iniciais. Se o jogador for derrotado, poderá continuar, escolhendo um outro personagem ou o mesmo que começou. O jogador também pode escolher entre sete níveis de dificuldade.
  • 2 Player Game: Ao invés de passar pelo torneio Killer Instinct, Dois jogadores escolhem seus personagens e lutam assim como em qualquer outro jogo de luta.
  • Practic: O jogador deverá escolher um personagem, e lutar contra o rival, que ficará imóvel. Este método é o jeito mais fácil de praticar os Hits e os Combos.
  • Tournament Game: Trata-se de um torneio, com dois ou mais jogadores. Os jogadores competem entre si para ver qual é o com mais vitórias. O jogador que ganha, continua a jogar contra outro jogador (se houver mais de dois jogadores) e o que perde terá que esperar a troca de vezes.

Características[editar | editar código-fonte]

  • Dificuldade: existem sete níveis de dificuldade. No nível mais baixo não se luta contra o Eyedol.
  • Cenários: cada personagem possui um cenário. Nos cenários de edifícios altos, é possível derrubar o adversário. Existem também dois cenários secretos.
  • Trilha Sonora: cada personagem tinha sua trilha sonora nas suas fases, porém eram as trilhas sonoras de Orchid,Thunder,Glacius,Cinder e Jago. As mais agitadas(Orchid e Cinder), engraçadas(Thunder),cômicas (Jago) e misteriosas(Glacius).
  • Opções: o jogador pode escolher a dificuldade, pode escolher os personagens de forma aleatória, pode tirar o tempo de luta e pode escolher dar mais facilmente um Combo Breaker (maneira de parar um combo do rival).
  • Botões: o jogador utiliza seis botões de controle. Há três botões de socos: L (soco fraco), Y (soco médio) e X (soco forte) e três botões de chutes: R (chute fraco), B (chute médio) e A (chute forte). Pode-se configurar os botões.
  • Cores: O jogador pode escolher a cor da roupa dos lutadores. Para isso é só pressionar o botão "para cima" ou "para baixo".
  • Eyedol: não pode fazer nenhuma fatalidade, Humilliation ou Ultimate Combo. Os outros jogadores não podem fazer estas técnicas nele, com exceção do Ultra Combo, o qual ele também pode realizar.
  • Barras de Vida: a vida dos jogadores é marcada por uma barra de luz na parte superior da tela.
  • Gritos: diferente do Mortal Kombat, os personagens deste jogo tinham gritos únicos cada personagem, nenhum deles tinha a mesma voz, o que agradou muito aos fãs.
  • Defesa: Todos os lutadores têm a capacidade de impedir os ataques adversários.
  • Tempo: as lutam duram 99 segundos. Se o tempo terminar antes da luta chegar ao término, o jogador que tiver mais saúde vence. O curioso é que o jogador que perde desse modo faz uma expressão de raiva e vira o corpo para trás da câmera. O jogador pode lutar sem tempo, se assim preferir.

Personagens[editar | editar código-fonte]

De acordo com a revista GamePro, "Killer Instinct é lembrado por ter lutadores e lutas coloridas. KI conta com um velociraptor Riptor , um esqueleto empunhando uma espada e um escudo denominado Spinal a criatura de gelo Glacius, e diversos outros personagens memoráveis."[2] Em 2012, Topless Robot descreveu que Killer Instinct "contou com o elenco de lutadores mais variados e surpreendentes dos jogos de luta, incluindo o indígena nativo norte americano Chief Thunder, Cinder o criminoso de fogo, o assassino cyborg Fulgore e o monge Tibetano Jago entre outros personagens."[3]

Legado[editar | editar código-fonte]

A sequência intitulada Killer Instinct 2 foi lançado em 1996. Como o primeiro jogo da franquia, ele também foi portado para um console doméstico, desta vez para o Nintendo 64, nomeado como Killer Instinct Gold.

Um novo Killer Instinct, publicado pela Microsoft e desenvolvido pela Double Helix Games, com ajuda da Rare, foi lançado como para o Xbox One em 2013. A versão Ultra Edition do jogo inclui o Killer Instinct clássico portado do jogo original de arcade.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Na primeira versão de arcade do jogo, os movimentos "Danger" (Perigosos) foram chamados de "No Mercy" (Sem Misericórdia). Isto foi mudado em todos os outros lançamentos mais tarde para o arcade e para o SNES.
  • Nas versões mais antigas de arcade, havia um erro nos movimentos de teletransporte de Fulgore e Glacius, quando usava-se estes ataques na borda de níveis em telhados, o gráfico dos jogadores encolhia cerca de metade do seu tamanho normal.
  • Sobre Spinal, nunca foi revelado como ele era em sua verdadeira forma(humana).
  • Se o jogador derrotar Eyedol com um personagem, vai ser mostrada a história do mesmo (a história só é mostrada a partir do nível quatro de dificuldade).

Referências

  1. ESRB. Visitado em 6 de janeiro de 2014.
  2. GamePro Staff (2010-05-31). The 18 Best Fighting Games, Feature Story from GamePro Web.archive.org. Visitado em 2013-12-18.
  3. Jason F.C. Clarke, Ten Video Games that Should Have Gotten Toys, Topless Robot, December 3, 201

Ligações externas[editar | editar código-fonte]