Kim Hunter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo sobre atores não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Kim Hunter
KH2.jpg
Nome completo Janet Cole
Nascimento 12 de novembro de 1922
Detroit, Michigan
 Estados Unidos
Nacionalidade Estadunidense
Morte 11 de setembro de 2002 (79 anos)
Nova Iorque, Nova Iorque
 Estados Unidos
Cônjuge Robert Emmett (1951 - 2000)
William Baldwin (1944 - 1946)
Atividade 1943 – 2001
Oscares da Academia
Melhor atriz (coadjuvante/secundária)/secundária
1952 - A Streetcar Named Desire
Prêmios Globo de Ouro
Golden Globe icon.svg Melhor atriz (coadjuvante/secundária)/secundária em cinema
1952 - A Streetcar Named Desire
IMDb: (inglês)


Kim Hunter, pseudônimo de Janet Cole (Detroit, Michigan, 12 de novembro de 1922Nova Iorque, Nova Iorque, 11 de setembro de 2002) foi uma atriz estadunidense de cinema, teatro e televisão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Kim Hunter nasceu como Janet Cole em Detroit, em 12 de novembro de 1922. Seus pais eram Donald Cole e Grace Lind. Ela cursou o ensino médio no Miami Beach High School.

Carreira[editar | editar código-fonte]

O primeiro papel de Hunter no cinema foi no film noir A Sétima Vítima em 1943. Obteve grande destaque ao interpretar Stella Kowalski na produção original da Broadway de A Streetcar Named Desire em 1947 (br: Uma rua chamada Pecado / pt: Um eléctrico chamado Desejo) e repetir o papel na versão cinematográfica, pela qual receberia o Oscar e o Globo de Ouro como melhor atriz coadjuvante/secundária.

Todavia, sua carreira seria abalada quando foi incluída na lista negra de Hollywood por toda a década de 1950, sob acusação de pertencer ao Partido Comunista dos Estados Unidos da América durante o período do macartismo. Em 1956, ela estrelou ao lado de Bette Davis no filme Storm Center, sobre o assunto.

Em 1957, apareceu com Mickey Rooney na transmissão ao vivo da peça dramática The Comedian, escrita por Rod Serling e dirigida por John Frankenheimer. Ao iniciar a década de 1960, Hunter passaria para a TV e ficaria conhecida com suas participações especiais em seriados médicos. Em 1962, ela apareceu num episódio da série da NBC The Eleventh Hour. No ano seguinte, num episódio do seriado da ABC Breaking Point. Em 1965 fez duas participações especiais no seriado da NBC Dr. Kildare. Retornaria ao cinema em um grande papel no final da mesma década, quando deu vida a doutora Zira, a chimpanzé cientista da trilogia Planet of the Apes. Atuou ainda no teatro na peça The Swimmer, ao lado de Burt Reynolds.

Em 1973, Hunter interpretou o papel de uma médica presa por oferecer aborto a suas pacientes no seriado da ABC Griff. Na época, a questão ainda estava sendo analisada pela Suprema Corte. Em 1974, Hunter estrelou no controverso filme da NBC Born Innocent como mãe da personagem principal, vivida por Linda Blair. Na cena mais relembrada do filme, a personagem de Blair é estuprada pelas colegas enquanto toma banho na escola. O filme acabou sendo responsabilizado por um estupro semelhante de uma menina de nove anos, mas o caso foi arquivado pela Suprema Corte da Califórnia. Na mesma época, Hunter apareceu em vários capítulos do programa de rádio Radio Mystery Theater da CBS. Em 1977, Hunter apareceu num episódio da série de western da NBC The Oregon Trail.

Na década de 1980, Hunter apareceu em várias telenovelas, a mais famosa delas sendo The Edge of Night, pela qual recebeu uma indicação ao Emmy de melhor atriz do gênero. Um de seus últimos papéis de destaque foi em Midnight in the Garden of Good and Evil (br: Meia-noite no jardim do bem e do mal), filme dirigido por Clint Eastwood e estrelado por John Cusack, Jude Law e Kevin Spacey, em 1997.

Morte e legado[editar | editar código-fonte]

Kim Hunter morreu de ataque cardíaco em Nova Iorque aos 79 anos de idade. Por sua contribuição ao cinema, ela possui duas estrelas na Calçada da Fama de Hollywood: uma na Vine Street, no número 1617, e outra localizada na mesma rua, no número 1715.

Filmografia selecionada[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedida por:
Josephine Hull
por Harvey
Oscar de melhor atriz (coadjuvante/secundária)
por A Streetcar Named Desire

1952
Sucedida por:
Gloria Grahame
por The Bad and the Beautiful
Precedida por:
Josephine Hull
por Harvey
Globo de Ouro de melhor atriz (coadjuvante/secundária) em cinema
por A Streetcar Named Desire

1952
Sucedida por:
Katy Jurado
por High Noon