Kings of Leon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde janeiro de 2013).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Kings of Leon
Kings of leon.JPG
Matthew Followill à esquerda e Caleb Followill à direita
Informação geral
Origem Nashville, Tennessee
País  Estados Unidos
Gênero(s) Rock alternativo
Rock de garagem (começo)
Southern rock (começo)[1]
Período em atividade 2000 – atualmente
Gravadora(s) Sony BMG, RCA, Columbia
Página oficial www.kingsofleon.com
Integrantes Nathan Followill
Caleb Followill
Jared Followill
Matthew Followill

Kings of Leon é uma banda de rock formada em 2000 em Nashville, Tennessee, Estados Unidos.

História[editar | editar código-fonte]

Formada pelos irmãos Caleb Followill (guitarra e vocal), Jared Followill (baixo), Nathan Followill (bateria) e pelo primo deles Matthew Followill (guitarra) a banda lançou em 2002 o seu primeiro EP, intitulado Holy Roller Novocaine, atraindo então a atenção da crítica inglesa.[2]

Durante toda a infância e começo da adolescência tiveram uma educação muito rígida, estudavam em casa e não lhes era permitido assistir televisão ou ouvir música secular.[3]

Enquanto seu pai ainda fazia parte da associação religiosa, os seus filhos faziam parte da banda da igreja, Leon Followill era um pastor viajante que percorria o sul dos Estados Unidos para pregar nas mais diferentes Igrejas e levava consigo seus filhos.

Youth and Young Manhood (2003)[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2003, foi lançado o disco Youth and Young Manhood, primeiro da banda, alcançando sucesso em todo o mundo, principalmente na Inglaterra. O álbum foi eleito pela imprensa inglesa entre os 10 melhores discos de estréia dos últimos 10 anos. Canções como Red Morning Light, Happy Alone, California Waiting e Molly's Chambers são os destaques do álbum.

Aha Shake Heartbreak (2004)[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 2004, foi lançado o segundo álbum da banda, este intitulado Aha Shake Heartbreak (lançamento em novembro de 2004 no Reino Unido, em fevereiro de 2005 nos Estados Unidos e em abril no restante do mundo). Precedido pelo single The Bucket que saiu em outubro, o álbum reafirmou a presença da banda no cenário internacional, vendendo mais de 500 mil cópias na Inglaterra em um ano e ganhando disco duplo de platina no Reino Unido. Destaques para King Of The Rodeo, Slow Night, So Long, Pistol of Fire, The Bucket e Four Kicks.

Durante esse tempo eles se tornaram uma das bandas prediletas de grandes nomes do 'Rock', foram escolhidos por Bono Vox para abrir cerca de 20 shows do U2 em sua turnê pelos Estados Unidos em 2005. Em 2005 também o 'Kings' precedeu o show dos Strokes no TIM Festival em 2005 (Rio, Curitiba e SP). Em 2006 saíram em turnê com o Pearl Jam e o Bob Dylan abrindo seus respectivos shows, assim como foram anunciados pela Chrissie Hynde do The Pretenders como uma de suas bandas favoritas.

Because of The Times (2007)[editar | editar código-fonte]

Kings of Leon apresentando-se no Leeds Festival, em Leeds, no Reino Unido em agosto de 2007

Em abril de 2007, é lançado o mais esperado álbum da banda com o título Because of The Times - em alusão a uma conferência americana de mesmo nome, é uma reunião de bispos e pastores protestantes, em que ocorrem vários eventos relacionados à igreja e à fé cristã e que os três irmãos costumavam frequentar todos os anos quando crianças acompanhando o seu pai e ex-ministro pentecostal Leon Followill. Lançado simultaneamente após o single On Call - que conta também com a ótima My Third House. Em julho de 2007, foi lançado o single Fans que também conta com a nova música Woo Hoo. Entretanto não há previsão para o lançamento do álbum no Brasil.

No álbum é perceptível a evolução da banda e a vasta criatividade que eles consolidaram. Após o lançamento, o álbum liderou por várias semanas as paradas britânicas e atingiu o 25º lugar nos Estados Unidos, um feito considerável para eles que até então eram aclamados na terra dos Beatles e pouco conhecidos em seu país natal. Entraram simultaneamente nas paradas da Austrália, Nova Zelândia e Irlanda.

Os destaques do álbum: Knocked Up, faixa de 7 minutos que abre o álbum e a música preferida dos membros da banda. Charmer com os gritos de Caleb Followill, On Call com sua introdução experimental e uma linha impecável no baixo. McFearless apelidada pela banda de "McFantastic", o Rock Arena de Black Thumbnail, os experimentos vocais de My Party em que Caleb Followill utiliza dois microfones, o reggae Ragoo, a dançante Fans uma balada com forte influência do booggie (ritmo dançante dos anos 70) em homenagem a seus fâs britânicos e a última música do álbum Arizona, faixa com influência soul na qual após o 2º refrão Matthew Followill toca triângulo.

Para a crítica, este é o melhor álbum da banda até o momento, que apresenta canções com letras reflexivas e ao mesmo tempo expõe de forma definitiva a originalidade e criatividade da banda para compor.

Caleb Followill

Only by the Night (2008)[editar | editar código-fonte]

Intitulado Only by the Night, é o quarto álbum da banda, lançado dia 19 de Setembro de 2008, na Irlanda, Alemanha e Austrália, e em 22 e 23 de setembro, no Reino Unido e Estados Unidos respectivamente, e agora, com lançamento mundial - incluindo Brasil.

O álbum mais aclamado da banda, com recordes de venda e que conquistou o público norte-americano, que tinha algum receio pela banda que era proveniente da terra do Tio Sam e tinha um estilo um tanto quanto sulista.

Eleito o melhor álbum de 2008 por diversos órgão especializados, presente em diversas categorias em premiações musicais pelo mundo e indicado à três Grammys.

No 52º Grammy Awards, realizando em Los Angeles, nos Estados Unidos,o KOL foi indicado a 4 prêmios: ganhou melhor performance de rock ("Use Somebody") e melhor canção de rock (também "Use Somebody"), perdeu canção do ano e ainda ganhou como gravação do ano.[4]

O álbum mostra a evolução da banda, assim como novas influências, talvez Only By The Night seja o álbum que mais fuja do estilo southern rock da banda, evoluindo para algo próximo ao post-grunge (ou grunge como declarado pelos próprios), e ao indie, talvez proveniente da paixão da banda pelo cenário do Reino Unido. Destaque para as faixas "Sex On Fire", "Use Somebody", "Crawl" e "Closer".

Em 10 de novembro de 2009, o Kings of Leon lançou seu primeiro DVD intitulado Live at the O2 London, England.[5]

Come Around Sundown (2010)[editar | editar código-fonte]

O quinto álbum da banda, intitulado Come Around Sundown, foi lançado em 18 de outubro de 2010 no Reino Unido e em 19 de outubro nos Estados Unidos.[6] O disco foi gravado nas cidades de Nashville e em Nova Iorque entre fevereiro e junho de 2010. Após o lançamento de Come Around Sundownna Austrália, a banda liberou todas as faixas do CD no seu site oficial.[7]

Em junho de 2010, o Kings of Leon saiu em turnê pela América do Norte e na Europa, visitando mais de 50 cidades.[8]

Mechanical Bull (2013)[editar | editar código-fonte]

Após quase três anos em turnê, o Kings of Leon anunciaram um novo álbum de estúdio, que seria lançado em 2013.[9] O disco, intitulado Mechanical Bull, foi oficialmente lançado no dia 24 de setembro.[10]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde Janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
  • "Leon" é o nome do pai e do avô paterno dos três irmãos e do primo, "Kings of Leon" é uma homenagem ao avô dos Followill.
  • Caleb quando jovem apelidou o primo de Pistol Of Fire por causa da obsessão dele por armas.
  • Christopher "Nacho" Followill, outro primo dos irmãos, trabalha para a banda como guitar tech, sendo o responsável pelos cuidados às guitarras de Caleb e Matthew.
  • O título do álbum Youth and Young Manhood foi retirado da árvore de família de Moisés.
  • Caleb é um cozinheiro muito talentoso.
  • Todos os membros da banda são chamados pelo seu segundo nome.
  • Taper Jean Girl faz parte da trilha sonora do filme Paranóia.
  • Eles gostam de Arcade Fire, The New Pornographers e Tegan and Sara.
  • Todos escutam Pixies e Modest Mouse.
  • Jared trabalhou em um McDonald’s
  • As músicas do Kings of Leon pode ser ouvida nos filmes: Cloverfield, Paranoia, Ligado em Você e Talladega Nights.
  • O Documentário sobre a banda Talihina Sky: The Story Of Kings Of Leon foi indicado a 54º edição do Grammy Awards de 2012.[11]

Em outras mídias[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2011, um filme de 87 minutos, dirigidos por Stephen C. Mitchell, é lançado. O longa é uma documentário sobre os shows da banda e foi mostrado no Festival de TriBeCa de 2011, chamado Talihina Sky, nome de uma canção antiga do Kings of Leon. O filme então estreou no deadCENTER Film Festival em Oklahoma City, Oklahoma, em 8 de junho de 2011.[12]

A estréia na europa foi no Festival de Cinema de Edimburgo em 25 de junho.[13] O filme foi logo depois lançado no Reino Unido.[14] A RCA Records lançou o filme em Blu-ray Disc e DVD em 1 de novembro de 2011.[15]

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Membros de turnê
  • Nacho Followill
  • Chris Coleman

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Ano Álbum Gravadora
2003 Youth and Young Manhood RCA
2004 Aha Shake Heartbreak RCA
2007 Because of The Times RCA
2008 Only by the Night RCA
2010 Come Around Sundown RCA.
2013 Mechanical Bull RCA.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Flag of the United States.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical dos Estados Unidos, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.