Klaus Patau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Klaus Patau (19081975), originalmente grafado Klaus Pätau, foi um geneticista humano teuto-americano.

Patau era professor em Madison na Universidade de Wisconsin-Madison, onde pesquisava os genes da mosca Drosophila melanogaster. Em 1960 ele descreveu pela primeira vez a Síndrome de Patau em consequência a Trissomia do cromossomo 13.[1]

A Síndrome de Patau também é conhecida pelo nome de Síndrome Bartholin-Patau, já que o dinamarquês Thomas Bartholin descreveu em 1656 o quadro clínico de crianças apresentando tal deficiência.[2]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.

Referências

  1. K. Patau, D. W. Smith, E. Therman, S. L. Inhorn, H. P. Wagner: Multiple congenital anomaly caused by an extra autosome.The Lancet, 1960, I: 790.
  2. Bartholin-Patau syndrome (Thomas Bartholin), <http://www.whonamedit.com/synd.cfm/1024.html>. Acesso em: 20 de maio de 2008

Ligações externas[editar | editar código-fonte]