Knocked Up

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Knocked Up
Um Azar do Caraças (PT)
Ligeiramente Grávidos (BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos
2007 • cor • 129 min 
Direção Judd Apatow
Produção Judd Apatow
Shauna Robertson
Seth Rogen
Evan Goldberg
Roteiro Judd Apatow
Elenco Seth Rogen
Katherine Heigl
Paul Rudd
Leslie Mann
Jay Baruchel
Jonah Hill
Charlyne Yi
Jason Segel
Martin Starr
Gênero Comédia dramática
Comédia romântica
Idioma Inglês
Música Loudon Wainwright III
Joe Henry
Cinematografia Eric Alan Edwards
Edição Craig Alpert
Brent White
Estúdio Apatow Productions
Distribuição Universal Pictures
Lançamento Estados Unidos 1 de junho de 2007
Brasil 21 de setembro de 2007
Portugal 18 de outubro de 2007
Orçamento US$30 milhões[1]
Receita US$219,076,518[1]
Cronologia
Último
Último
This Is 40
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Knocked Up (Ligeiramente Grávidos, no Brasil, e Um Azar do Caraças, em Portugal) é um filme de comédia dramática e comédia romântica estadunidense de 2007 co-produzido, escrito e dirigido por Judd Apatow. O filme é estrelado por Seth Rogen, Katherine Heigl, Paul Rudd e Leslie Mann. Segue-se as repercussões de um caso de uma noite entre um bêbado preguiçoso e uma personalidade da mídia recém-promovida, que resulta em uma gravidez indesejada. A sequência spin-off, This Is 40, foi lançado em 2012.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Duas pessoas completamente diferentes passam a noitada em uma boate e lá se conhecem. Bebados, Ben e Alison passam a noite na casa de Alison e tenham uma noite intensa. Sem ter usado camisinha Ben engravida Alison e apos oito semanas ela o procura para avisar que está grávida, e agora vão ter que fazer de tudo antes do bebê nascer. Com tudo isso rola uma grande confusão. Ben e Pete resolvem fugir para Las Vegas, e se divertem muito, mas durante uma apresentação do Cirque Du Soleil, Ben sente uma falta imensa por Alison. Ben e Pete resolvem voltar, e nisso eles chegam quase no dia do aniversário da filha mais velha de Pete e Ben leva um fora de Alison. Com esse fora levado, Ben decide arrumar um emprego, ter um apartamento e decide, também a ler os livros de bebê. Uma noite quando Debbie e Pete resolvem viajar durante 2 dias, Alison na mesma noite, entra em trabalho de parto. Rapidamente liga para o médico, mas ele não está na cidade, Alison fica desesperada e liga para Ben. E então nessa noite começa uma grande confusão.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Eles mesmos (creditados)[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Vários dos principais membros do elenco retornar de outros projetos de Judd Apatow anteriores: Seth Rogen, Martin Starr, Jason Segel, e James Franco que atuaram na série de televisão cult de curta duração Freaks and Geeks que Apatow produziu. Desde o sitcom criado por Apatow Undeclared (que também contou com Rogen, Segel e Starr) no elenco ainda tem Jay Baruchel e Loudon Wainwright III. Paul Feig, que co-criou Freaks and Geeks e estrelou Heavyweights]] que Apatow escreveu, também faz uma breve aparição como o garoto com a fantasia de Baseball. Steve Carell, que faz uma participação especial como ele mesmo, fez o papel principal em The 40-Year-Old Virgin de Apatow, que também estrelou Rogen e Rudd, bem como apareceram em Anchorman: The Legend of Ron Burgundy produzido por Apatow. Finalmente, Leslie Mann, que também apareceu em The 40-Year-Old Virgin, é casada com Apatow e suas duas filhas fazem seus filhos no filme.

Anne Hathaway foi lançado originalmente no papel de Alison no filme, mas desistiu devido a razões criativas[2] que Apatow atribuí a discordância de Hathaway com planos de usar imagens reais de uma mulher dando à luz.[3] Jennifer Love Hewitt e Kate Bosworth fizeram testes para o papel depois de Hathaway abandonar o projeto, mas acabaram perdendo para Katherine Heigl.

Bennett Miller, o diretor de Capote, aparece em um bônus de DVD do documentário paródia chamado de "Diretor do Diretor", no qual ele supostamente está sendo contratado pelo estúdio para supervisionar o trabalho de Apatow, mas só interfere com ele, o que levou os dois em uma briga.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme estreou em # 2 nas bilheterias dos EUA, arrecadando $30,690,990 em sua semana de estreia, atrás de Pirates of the Caribbean: At World's End no segundo fim de semaana. O filme arrecadou $148,768,917 no mercado interno e $70,307,601 em territórios estrangeiros, totalizando $219,076,518. O filme também passou oito semanas no topo dos dez de bilheteria, a maior sequência entre as aberturas de maio-junho de 2007.[4] Uma empresa especializada em rastreamento de respostas à publicidade que abrange vários tipos de mídia atribuí o inesperado sucesso financeiro do filme para o uso de anúncios de rádio e televisão em combinação.[5]

Resposta da crítica[editar | editar código-fonte]

Knocked Up foi aclamado pela crítica em seu lançamento. O filme tem uma classificação de 91% "fresco" e uma classificação média de 7,7 no Rotten Tomatoes, baseado em 235 comentários. O site informou o consenso crítico como "Knocked Up é um olhar hilariante, comovente e refrescante para os rigores do namoro e criação dos filhos, com um roteiro por vezes atrevido, ainda mais experiente que é habilmente atuado e dirigido."[6] Ele também tem uma pontuação de 85 (de 100) no Metacritic com base em 38 comentários, o que indica "aclamação universal".[7]

Alegação de violação de direitos autorais[editar | editar código-fonte]

Autora canadense Rebecca Eckler escreveu na revista Maclean's sobre as semelhanças entre o filme e seu livro, Knocked Up: Confessions of a Hip Mother-to-Be, que foi lançado nos EUA em março de 2005. Ela perseguiu uma ação legal contra Apatow e Universal Pictures. com base na violação de direitos autorais.[8] [9] Em uma declaração pública, Apatow disse: "Qualquer um que lê o livro e vê o filme saberá imediatamente que eles são duas histórias muito diferentes sobre uma experiência comum".[10]

Outra autora canadense, Patricia Pearson, também afirmou publicamente semelhanças entre o filme e seu romance, Playing House. Ela se recusou a processar e declarou que a ação de Eckler era frívola.[11]

Música[editar | editar código-fonte]

Strange Weirdos: Music From and Inspired by the Film Knocked Up, um álbum de trilha sonora original foi composta para o filme por cantor e escritor de música folclórica e Loudon Wainwright III e Joe Henry. No entanto, a canção principal do filme "Daughter" foi escrito por Peter Blegvad.

Além de faixas de Wainwright, havia cerca de 40 canções apresentadas no filme que não foram incluídas na trilha sonora oficial da Concord Records.[12]

Algumas das canções apresentadas no Knocked Up são:

Home vídeo[editar | editar código-fonte]

Várias versões em DVD da Região 1 foram libertados separados em 25 de setembro de 2007. Havia a versão cinema restrito (128 minutos), uma versão "sem censura e desprotegido" (133 minutos) (fullscreen e widescreen disponível de forma independente), uma edição de colecionador disco duplo "estendida e sem classificação", e uma versão HD DVD "sem classificação e desprotegidos". Em 7 de novembro de 2008, Knocked Up foi lançado em Blu-ray após a descontinuação do HD DVD, junto com outras comédias de Apatow The 40-Year-Old Virgin e Forgetting Sarah Marshall.

This Is 40[editar | editar código-fonte]

Variety informou em janeiro de 2011 que Paul Rudd e Leslie Mann iria, reprisar seus papéis de Knocked Up para um novo filme escrito e dirigido por Apatow, intitulado This Is 40.[13] Apatow tinha afirmado que não seria nem uma sequência ou prequela de Knocked Up, mas um spin-off, com foco em Pete e Debbie, o casal interpretado por Rudd e Mann.[14] O filme foi rodado no verão de 2011,[14] e foi lançado em 21 de dezembro de 2012.[15]

Referências

  1. a b Knocked Up Box Office Mojo. Visitado em 2011-06-21.
  2. 'Grey's' Star Heigl Gets 'Knocked Up',http://www.youtube.com/watch?v=HeIxVH_epvI . Zap2it.com. April 18, 2006. Retrieved April 11, 2007.
  3. Judd Apatow's Family Values. The New York Times. May 27, 2007. Retrieved June 3, 2007.
  4. Commentary: Hollywood turnover[ligação inativa] THR.com. "Among last year's May and June openers, only "Knocked Up" lasted in the top 10 for eight weeks."
  5. Radio Advertising Helps Wake Up Sleeper Knocked Up, an August 2007 press release by Integrated Media Measurements Inc.
  6. Knocked Up (em inglês) no Rotten Tomatoes. Retrieved July 19, 2012.
  7. http://www.metacritic.com/movie/knocked-up
  8. Eckler, Rebecca: "Is That my Baby on the Screen", page 69-71. Maclean's, Volume 120 Number 22, June 11, 2007.
  9. Complaint for Copyright Infringement: Demand for Jury Trial - legal filing with United States District Court, Central District of California, January 3, 2007.
  10. Author says 'Knocked Up' ripped off, Associated Press, CNN, Published June 7, 2007, Retrieved June 9, 2007.[ligação inativa]
  11. Pearson, Patricia. "Knocked over by Knocked Up lawsuit", The Star, June 10, 2007. Página visitada em 2007-09-01.
  12. 'SoundtrackINFO: Knocked Up soundtrack'. Soundtrackinfo.com. September, 2007. Retrieved September 29, 2007.
  13. Kroll, Justin (January 6, 2011) "Rudd, Mann reprise 'Knocked Up' roles for Apatow" Variety. Retrieved 2011-1-7.
  14. a b Sciretta Peter (January 7, 2011) "Judd Apatow Confirms New Film Will Not Be a 'Knocked Up' Sequel or Prequel, But A Spin-Off" /Film. Retrieved 2011-01-07.
  15. Fleming, Mike (May 16, 2011). Snow White Battle Intensifies As Universal Moves Its Pic One Month Before Relativity Rival Deadline.com. Visitado em September 10, 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Knocked Up