Knut (urso-polar)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Knut
Nome de nascimento Knut
Espécies Ursus maritimus (urso-polar)
Sexo Masculino
Nascimento 5 de dezembro de 2006
Berlim,  Alemanha
Morte 19 de março de 2011 (4 anos)
Berlim,  Alemanha
Knut em janeiro de 2011.

Knut (Berlim, 5 de dezembro de 2006 - Berlim, 19 de março de 2011[1] ) foi o primeiro urso-polar a nascer no Jardim Zoológico de Berlim em mais de 30 anos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Knut nasceu com 810 g e foi rejeitado por sua mãe, Tosca, de 21 anos, logo após seu nascimento. Quatro dias depois, seu irmão gêmeo morreu. Dai para frente ele passou a ser tratado pelos funcionários do zoológico, especialmente por Thomas Dörflein, que o amamentava até 12 vezes por dia.[2]

Ganhou notoriedade internacional depois que "ativistas ecológicos" pediram que ele fosse sacrificado ao invés de ser criado por humanos os quais, segundo eles, estariam "mimando" o urso.[3]

Sua primeira saída em público foi no dia 23 de março de 2007, e mais de 500 fotógrafos e equipes de televisão internacionais estavam a sua espera.[4]

Knut foi, ainda, fotografado pela renomada Annie Leibovitz, que é uma das preferidas entre os famosos. Foi capa da revista Vanity Fair alemã e americana de abril de 2007.

No dia 19 de abril de 2007, o zoológico de Berlim recebeu uma mensagem escrita a mão por fax, dizendo que o urso seria assassinado no mesmo dia, mas nada aconteceu.

Em outubro de 2010 ele é trocado de lugar no zoológico de Berlim pois estava sendo mal tratado por outros ursos. Segundo a imprensa britânica, o urso-polar, Knut, está a ser constantemente agredido por parte das três colegas, Tosca, Nancy e Katyuscha, com quem supostamente deveria começar a ter relações sexuais a partir do próximo ano.[5]

Morte[editar | editar código-fonte]

No dia 19 de março de 2011, na frente de visitantes, Knut levantou-se da pedra onde tomava sol e começou a andar em círculos, depois caindo na água. Seu corpo começou a boiar sem movimento, e os funcionários do zoológico constataram que ele estava morto. A autópsia constatou que Knut tinha anomalias cerebrais e morreu de um ataque epiléptico — ele provavelmente herdou a doença de seu pai, o urso Lars, que também era epiléptico.[6] [7] [8] A morte do urso foi registrado em vídeo.[9]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre carnívoros, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.