Kobi Lichtenstein

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Mestre Kobi Lichtenstein (nascido Yaakov Lichtenstein, Rehovot, Israel, 1964) é o responsável por divulgar, ensinar e formar instrutores de Krav Magá na América do Sul pela Federação Sul Americana de Krav Maga

Biografia[editar | editar código-fonte]

Natural de Rehovot, Israel, Kobi Lichtenstein iniciou-se no Krav Magá aos três anos de idade, como aluno de seu criador, Imi Lichtenfeld, sendo um de seus mais graduados ativistas no mundo.

Já na primeira palavra do texto o Sr Yaakov (KOBI) se intitula "Mestre".

 

FATOS DA PESQUISA: o capítulo sobre a graduação do Krava magá, explicamos detalhadamente, o significado do título de "Mestre", e o presidente dessa federação não preenche nenhum dos requisitos. Quem lhe ortogrou o sexto dan ? Quem conferiu a ele o grau de Mestre? Nós não encontramos nenhuma organização que admite ter emitido tal graduação, e tampouco recebemos do próprio Sr. Yaakov algum comentário a respeito do tema.

 Essa foto vocês podem conferir no próprio site da Federação. http://www.kravmaga.com.br/?id=mestre-kobi

 vejam e façam seu julgamento.

CITAÇÃO: Conferem a foto da página superior da página.

FATOS DA PESQUISA: Não podemos questionar a veracidade da foto nem e nem temos a intenção de faze – ló. No entanto, há algo errado nessa imagem observem como meu pai esta vestindo várias camadas de roupas quentes de inverno usando até um gorro grosso para proteger sua cabeça contra o frio, enquanto o Sr. Yaakov veste apenas uma camiseta de malha fina. Em Israel, as temperaturas caem abaixo de zero, e várias regiões do pais sofrem com fortes nevascas. Nenhuma pessoa aquentaria ficar apenas de camiseta no gelado inverno israelense.

E mais, o autor constrói sua história pessoal ao longo do site, e coloca diversas fotos na sua página virtual. Mas, se o Sr. Yaakov realmente é "um aluno especial de meu pai" desde os três anos de idade, como ele proclama ser, por que não vimos nenhuma foto dele junto com meu pai? Alguma imagem de algum treinamento conjunto, ou pelo menos usando kimono?

CITAÇÃO: Bem abaixo da foto está escrito que o Sr. Yaakov "foi adotado pelo meu pai"...

ATOAS DA PESQUISA: Ora conversamos com a Sra. IIana, Esposa do meu pai, e ela nunca tinha ouvido que ganhou mais um filho adotivo...Perguntamos aos alunos mais veteranos de meu pai, seus amigos, colegas, ninguém jamais ouviu falar em um filho adotado .

Ligamos para o filho da Sra. IIana, que atualmente mora na Suécia, mas também ele nunca ficou sabendo que meu pai adotou uma outra criança. Entrevistamos até a mãe do Sr. Yaakov, mas ela negou que seu filho foi adotado por outras pessoas. Do pai (biológico...) do presidente ouvimos o mesmo comentário.

Ademais, o processo de adoção de crianças em Israel é um dos mais complicados do mundo, por causa de problemas relacionado a religião judaica, e a quantidade de burocracia e papelada que acompanham cada processo deste é assustadora.. Entramos em contato com todas as autoridades que cuidam de processos de adoção e investigamos, mas a resposta sempre foi à mesma-- O Sr. Yaakov jamais foi adotado por alguém.

CITAÇÃO: ' O Sr. Yaakov começa seus treinamentos com meu pai aos três anos de idade".

 

FATOS DA PESQUISA: Localizamos três pessoas que afirmaram ter visto o Sr. Yaakov quando ainda era criança pequena, são eles:

1-Vitor aluno faixa preta de Imi, treinou e aprendeu na academia de Tel-Aviv : "Eu lembro uma vez que o Yaron trouxe para aula também sua irmã e irmão caçula, que era um bebê ainda, e eles ficaram brincando um pouco no canto do tatame. É essa criança que vocês está falando?"

A mesma resposta recebemos do Sr. Avener, também aluno faixa preta de Imi.

E também de Shlomo, outro aluno da turma de faixas pretas de Tel-Aviv.

Esses eram os únicos comentários sobre o assunto. Nenhum dos alunos veteranos nunca conheceu o tal Sr. Yaakov, e nós não encontramos, os nenhuma prova que alguma vez ele participou alguma vez dos treinos de sábado com Imi e suas alunos mais graduados.

"Com seis anos de idade ganhou publicidade na imprensa".

 

FATOS DA PESQUISA: Entrando em contato com todos os jornais em Israel, e com ajuda da mais avançada tecnologia fomos capazes de pesquisar mais de quarenta anos de arquivos impressos, da da televisão e da rádio, mas o nome que estávamos procurando--Yaakov Tzvi Lichtenstein- simplesmente não apareceu. A criança mais nova que apareça em alguma reportagem sobre Krav - Magá, feita em 1982, foi quem é hoje o Sensei Rotem. Pedimos ao Senhor

Yaakov que nos enviasse cópias das reportagens daquela época nas quais foi citado, ou pelo menos datas e nomes dos jornais onde os artigos foram publicados, ou qualquer outra informação sobre o tema. /evidentemente que não recebemos nenhuma resposta.

 

CITAÇÃO: Já no segundo parágrafo: "Com quinze anos começou a lecionar...".

 

FATOS DA PESQUISA: Entrevistamos vários alunos e veteranos faixas pretas da escola /Bukan, que lembrem que o Sr Yaakov começou seus treinamentos quando ainda era jovem, aos quinze anos de idade, na academia de seu irmão mais velho, no "Clube Galit".

Os alunos de Yaron Lichtenstein , que hoje já são faixas pretas ou mais, recordam bem o rapaz, que apesar de ser irmão caçula do professor, era "o menos habilidoso da turma". Ouvimos as mesmas afirmações de todos os alunos antigos da Bukan: do Boaz, Tal, Ran, os gêmeos Eyal e /eitan, Shmilik Katz, Polo, Kobi nimerovsik, Menashe,Weitsman e muitos outros daquele velho grupo, todos asseguraram que o Sr. Yaakov (Kobi) não era instrutor com quinze anos de idade, e que possuía apenas o grau de faixa laranja. Ademais, o seu certificado de instrutor (do qual temos a cópia) ele recebeu somente quando tinha vinte anos, e em Israel ninguém pode dar aulas sem o certificado adequado.

"O Sr Yaakov ingressou para o grupo especial treinado por Imi".

 

FATOS DA PESQUISA: Em outras publicações do Sr Yaakov, ele conta sobre aquele grupo integrado por "treze pessoas". Esta história, completamente imaginária e inventada, começou a ser divulgada por ele quando chegou ao Brasil, com o intuito de construir a sua própria história pessoal. Em Israel não encontramos nada que apóie essa história-não entre os alunos de Imi e nem alguém de seus conhecidos colegas. No entanto, depois de ler o conteúdo de todo o site, devemos elogiar a criatividade e imaginação de seu criador...

 

CITAÇÃO: "Depois de servir três anos no exército Israelense, recebeu diploma de faixa preta da Associação de Krav - Magá em Israel"

 

FATOS DA PESQUISA: Finalmente, uma meia verdade. O Sr Yakov realmente recebeu a no ano de 1984. Mas prestem bem atenção para o estilo de escrever do Sr Yaakov quando diserta sobre o diploma--"Recebeu diploma da associação de Krav - Magá em Israel", com enfase aqui na palavra "Israel"--ele não escreveu da "associação de Krav - Maga Israelense" (IKMA). Ademais, nos país todo não achou uma pessoa que já tinha visto o falado diploma.

E outro ponto interessante. No documento número 7, na página 257, que foi tirado do site oficial do Sr Avikzar, vemos claramente que o Sr Yaakov, as faixas marrom e preta do próprio Sr Avikzar. Portanto o Sr Yaakov não possui diploma de nenhuma associação de Krava magá, mas sim de associação do Eli, que é uma organização e arte denominada "KRAVA MAGEN ISRAELITA", (uma observação aqui, Krav magá NÃO É Krava magen, uma coisa não tem nada a ver com a outra.)

Talvez esse seja o motivo pelo qual o diploma do Sr Yaakov nunca foi visto, uma vez que tal exposição revelaria a verdade sobre a origem e qualificação do Sr Yaakov (Kobi) como faixa preta em "Krava magem".

Questão (que o Sr Kobi recusou-se a responder) que se levanta é a seguinte: por que o Sr Yaakov, como aluno especial de Imi e seu filho adotivo, e membro de um secreto e escolhido grupo, não recebeu a faixa preta do Imi mas do Eli Avikzar ????

 

 

Será que ele nunca aprendeu com Imi ?

 

Faremos também um pequeno cálculo matemático. No início da página ao autor menciona que no ano de 1967, e em seguida recebeu sua faixa preta no ano de 1984. Agora, o Sr Yaakov alega ter "movimentos corporais exepicionais e qualidades incomparáveis", e apesar de tudo isso teve que aguarda dezessete anos para receber sua faixa preta?????

Ninguém espera tanto tempo para sua faixa preta, e tão pouca o filho adotivo de Imi, o criador do Krav magá.

podemos ver outra prova que no Krav magá não se espera dezessete anos até receber a faixa preta no site do Eli Avikzar, onde consta que todos os primeiros DEZ alunos do Imi, e os únicos que receberam dele a faixa preta, esperavam nove anos até ganhar a desejada graduação. Hoje em dia o tempo médio de espera é de seis a oito anos.

 

CITAÇÃO: "O Sr Yaakov estudou em cursos de terapia corporal e nutrição para atletas no Instituto Wingate"

 

FATOS DA PESQUISA: O nome do Sr Yaakov não aparece no computador , em nehum arquivo do Instituto Wingate, como graduado nesses cursos. Ademais, para ingressar nos programas do Instituto, como qualquer outra universidade, é necessário primeiro completar o ensino médio, de preferncia com notas altas. É preciso também passar nas provas do "Bagut" ( vestibular Israelense).

O Sr Yaakov cursou o ensino médio numa escola técnica e não passou pelo exame do "Bagrut" e, portanto, não existe a possibilidade de que estudou no Instituto Wingate ou em qualuqer outra instituição de ensino superiro em Israel. embora seja possível que ele tenha presenciado algumas palestras aberta ao público, mas devemos lembrar que desde 1996 suas visitas a Israel, não passam de alguns dias cada vez, impossibilitando uma aprendizagem profunda.

Também sobre esse tema pedimos para ver certificado e documentação, mas não recebemos nenhuma resposta. Agora realizaremos um pequeno cálculo. E examinaremos alguns números e datas:

O Sr Yaakov nasceu no dia trinta e um de julho de 1964.

Começou seu serviço militar no mês de Novembro de 1982.

 

foi dispensado do exército no mês de 1985.

De acordo com os dados da polícia da fronteira em Israel, que por motivos de segurança registram e arquivam cada saída ou entrada de Israel, o Sr Yaakov mudou-se de Israel para o Brasil no mês de março de 1986. Dados iguais, aliás, também encontramos no computador do ministério da fazenda em Israel, que também acompanha os movimentos nos aeroporto, mas com finalidades diferentes, como pagamento de impostos etc.

Então, quando o Sr Yaakov teria tempo de cursar o Instituto Wingate?

E os cursos mencionados por ele tem duração de quatro anos nessa universidade, mesmo sendo o melhor aluno de todos os tempos, ainda demoraria quatro não para se formar. Além disso, o Institudo wingate é uma instituição acadêmica altamente respeitada e ele emite diplomas para cada aluno que frequentou. Onde estão então os diplomas do Sr Yaakov????

Todosos sites virtuais sobre Krav magá apresentam pelo menos parte dos certificados de seus criadores e donos Todos tirando o site do Sr Yaakov. E pior, ele recusou-se a apresentar algum diploma mesmo depois de ser solicitado. Não queremos dizer que não haja diplomas, mas não o vimos. Normalmente as pessoas ficariam felizes em mostra seus diplomas- só ele não aceitou. Isso é muito importante.

 

CITAÇÃO: O Sr Yaakov "era responsável pelo ensino do Krav magá em toda região Centro Sul de Israel, tendo milhões de alunos".

 

FATOS DA PESQUISA:

Onde fica exatamente essa região Centro-Sul que nenhum israelense jamais ouviu falar, e onde precisamente moram os MILHÕES de israelenses, que sem saber se tornaram alunos do Sr Yaakov ? De novo não conseguimos escapar de mais um cálculo matemático. Para ensinar milhões de alunos, exige-se haver milhareres de instrutores. Uma pessoa só , por mais que tentasse, não seria capaz .

( em todo Estado de Israel vivem CINCO MILHÕES DE JUDEUS. A Região sulista do país, que se estende da cidade de Beer-Sheva até a cidade de Eilat no extremo Sul, é a menos habitada do país.

trta-se de um grande deserto, com apenas algumas cidades pequenas e isoladas, como Shderot, Dimona, /yeruhanm, /arad, Ein-Guedi e Sdom. A maior cidade do sul do país é chamda de Beer-Sheva seu número de habitantes não passa de CEM MIL. Assim qualquer cálculo possível mostra que em toda região sul de Israel vivem cerca de DUZENTAS E CINQUENTA MIL pessoas. Onde estão todos os milhões de alunos ? Os números da população cresce se considerarmos os habitantes árabes em /israel, mas por motivos de segurança esses são proibidos de aprender Krava magá.)

Então, como explicaria o fato de em toda Israel não acharmos um instrutor (ou aluno) que trabalhou ou ensinou naquela região e sob a supervisão do Sr Yaakov???

Perguntamos centenas de academias , clubes esportivos e centro de artes marciais na região sul do país, mas ninguém nunca ouviu falar nem no Sr Yaakov, e nem de algum lugar chamado "Região Centro Sul". Agora uma outra pergunta-quem lhe cedeu a responsabilidade sobe aquela região? O primeiro ministro de Israel ?

O presidente dos EUA ? algum representante da ONU ?

Imi não deu responsabilidade a ninguém, e tampouco poderia dar, já que em Israel cada um que tenha certificado de instrutor está autorizado a ministrar aulas onde, quando e quando ele quiser.

 

Ademais, como é possível que ele tenha milhões de alunos em Israel, mas no Brasil um país de população TRINTA VEZES MAIOR, ele tenha apenas algumas centenas de alunos ? Com o objetivo de conseguir maiores esclarecimentos, solicitamos as informações das autoridades fiscais de Israel-do imposto de renda, e pedimod para saber se há algum milionário israelense que pagou ao Estado o equivalente a milhões de dólares em impóstos, resultado de seus lucros daqueles milhões de alunos. A resposta é clara-não há registro nem do nome nem da pessoa no computador do ministério da fazenda em Israel. Ficamos só curiosos em saber se os funcionários do imposto de renda de Israel tentarão localizar os "milhões" perdidos...

E mais uma pergunta de matemática-se o Sr Yaakov chegou no Brasil em 1986, quando exatamente teve tempo de arrumar "MILHÕES DE ALUNOS"?

"Ex-combatente da guerra de 1982, participou de inúmeras missões especiais do exército israelense..."

 

FATOS DA PESQUISA:

Aqui faz-se encessário examinar alguns fatos relacionados. A qualificação de um guerreiro no exército israelense demora entre quatorze a dezoito meses, e as vezes até mais que isso. Uma vez que o Sr Yaakov serviu na AERONAUTICA ( e não no exército)e a sua função era a mesma que aprendeu na escola técnica : mecânico alxiliar de aviação. Da leitura de sua ficha pessoal e de conversa com pessoas que o conheceram naquela época, ele passou a maior parte do seu serviço militar NA BASE "Ramat-David" da força aérea no norte do país, perto da cidade de Afula, trabalhando como estgiáreo do mecânico chefe. Ou seja, o Sr Yaakov estava o mais LONGE POSSÍVEL DE QUALQUER FRONT E NUNCA CHEGOU PERTO DE ALGUM CAMPO DE BATALHA.

Para engressar em qualquer unidade de combate ou de elite nas forças armadas israelenses, é necessário ter "perfil" físico máximo, algo que o Sr Yaqakov não tinha. Qualquer combatente nas forças de defesa israelenses também recebe no dia que termina seu serviço um certificado que comprove seu passado como guerreiro no exército israelense, (veja documento anexado na página 285). O documento não é considerado secreto e nós pedimod para o Sr Yaakov mostrar o seu, mas a resposta recebida era o famoso "sem comentários"...o nome do Sr Yaakov também não apareceu nos computadores militares como ex-combatente, e evidentimente que o Sr Yaakov, apesar de isso ser permitido pela lei, não queria nos contar em qual "unidade de elite" exatamente ele serviu...

Não poderia terminar o artigo sem mencionar um outro indivíduo criativo- o fundador da "federação Europeia de Krav maga"; o Sr Rchard Douieb. O documento número 33 mostra mais uma vez como a poeira histórica cobre a verdade, camada após camada, tornando o Sr Yaakov como aluno de Imi (criador do Krava magá)e isso é uma coisa que nunca ocorreu. O mesmo acontece com o Sr Darren Levn, que também não era aluno de Imi, e os Srs Eyal Yanilov eHaim Gideon também não são alunos de Imi, mas de Eli Avikzar.

Em dezembro de 2011, a 6ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro determina a perda de Mestre Kobi na exclusividade do uso da marca Krav Maga[1] [2] . Cabe recurso da decisão judicial.

O registro concedido à autora foi para a área estética. Aduzindo-se que a especificação dos principais produtos e serviços prestados pelo primeiro autor, TOP DEFENSE LTDA., é para serviços de estética pessoal. Independentemente de tal constatação, e ainda que se admitisse que a autora detém a marca KRAV-MAGÁ especificamente para a atividade que pretender fazer crer nos autos. Incabível imaginar que tal se fizesse possível, pelo simples motivo de que tal reconhecimento importaria dizer que a prática da atividade desportiva que se nomina KRAV-MAGÁ somente poderia lecionada, praticada ou explorada pela autora ou por quem dela obtivesse autorização. Seria o mesmo que afirmar que a palavra VOLEI, que nomina um tipo de esporte, ou mesmo qualquer outra prática desportiva, somente poderia ser lecionada com exclusividade por esta ou aquela pessoa. Ressaltando-se que o INPI negou outros pedidos de registros formulados pela autora para a mesma marca, conforme noticiado pelo próprio órgão e constante às fls. 644/646 referido como Doc. 24. Tampouco há que se falar na existência de danos, porque sendo a marca da autora relativa a atividade estética, impossível que houvesse qualquer lesão a sua atividade o fato dos réus manterem estúdio, academia e praticarem a luta/defesa KRAV-MAGÁ. Incabível igualmente falar-se em exclusividade na utilização do nome KRAV-MAGÁ pela autora relativamente a atividade desportiva ou tampouco em lesão a notoriedade que a autora pretender fazer crer existir, porque a autora não detém exclusividade da marca em relação a atividade desportiva. Daí que inexiste qualquer óbice a que os réus mantenham registros de domínio na internet divulgando suas atividades de LUTA/DEFESA KRAV-MAGÁ que em nada viola a marca da autora. Ante ao acima exposto, e o mais que dos autos consta, JULGO EXTINTO O PROCESSO SEM APRECIAÇÃO DO MÉRITO, na forma do artigo 267, VI, segunda figura, com relação ao terceiro autor, JACOB LICHTEINSTEIN e JULGO IMPROCEDENTE o pedido inicial formulado pelos primeiro e segundo autores, TOP DEFENSE LTDA. e FEDERAÇÃO SULAMERICANA DE KRAV-MAGÁ em face de YARON ALEXANDER LICHTEINSTEIN e ROTEM LICHTEINSTEIN. Condeno os autores ao pagamento das custas processuais e honorários advocatícios, que arbitro em 10% (dez por cento) sobre o valor atribuído à causa. P.R.I. Rio de Janeiro, 12 de dezembro de 2011. Maria Isabel P. Gonçalves Juíza de Direito.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Nas próximas postagens vou apresentar visão geral das duas maiores organizações de krav-maga no Brasil, a FSAKM e a Bukan. A idéia é fazer uma comparação entre as duas, para que cada um possa escolher a organização mais adequada a ele.

Número estimado de alunos no Brasil:  3000

Ano de fundação:  2002 ( Antes disso era chamada de ABKM, associação Brasileira de Krav maga, fundada em 1990 )

Presidente:  Sr. Jacob Lichtenstein (“Mestre Kobi”)

Atua em toda a região Sul e Sudeste do país, e mais nos Estados de Goiás, Bahia, Ceará, Pernambuco, Paraíba e no Distrito Federal.

Alegam atividades no Peru, Argentina e México; Mas, segundo fontes locais, não passam de 50 praticantes; sendo um número irrelevante.

De forma geral, esta organização é controlada pela empresa “Top Defense”, cujo sócio-gerente é o próprio Mestre Kobi.

O foco principal da Top Defense  / FSAKM sem dúvidas são as classes média alta e alta. Preços médios de mensalidades no Rio de Janeiro giram em torno de R$200. e em alguns bairros de São Paulo passam dos R$250. Além disso, a FSAKM cobra de cada aluno uma anuidade no valor de R$ 250.                                                                O valor do exame é o mesmo.  Teoricamente o valor da anuidade iria para a federação, mas como esta é controlada por uma empresa privada, tudo acaba no bolso da Top Defense e de seu proprietário. O destino dos valores pagos pelos exames é idêntico. 

Acho importante enfatizar essa ligação entre a Top Defense e a Federação Sul Americana, já que a última é de fato gerenciada como uma empresa privada. Isso, claro, tem vantagens (especialmente para quem a controla) e desvantagens (especialmente para os alunos e instrutores).

A Top Defense (e consequentemente a FSAKM) investe pesadamente em marketing e propaganda. Escritórios especializados são contratados, jornalistas são pagos para produzir e publicar matérias sobre o krav-maga e Mestre Kobi nos jornais e na televisão, atores e celebridades são financiados para promover a causa. Além disso, uma boa parte do bolo é dedicada à propaganda na internet, como "googleads" e outros sistemas parecidos.

Para treinar krav-magá  na FSAKM, o aluno tem que adquirir as roupas especiais, que custam cerca de 300 reais. A roupa é vendida através da outra empresa do Mestre Kobi, a “Krav Mania”. 

Um bom exemplo desse marketing todo seria o evento realizado pela FSAKM no Maio de 2010, aparentemente para lembrar os 100 anos do nascimento do Mestre Imi. De acordo com vários instrutores do Mestre Kobi (e também segundo uma ex-secretária da academia Top Defense no Rio), foram investidos só em propaganda para o evento, nos dois anos que o seguiram, em torno de R$500.000,000 (é isso mesmo, meio milhão de reais). O resultado, na opinião de todos, era insuficiente: para o último dia do evento, realizado na praia de Copacabana, foram convidados representantes da “Guiness Book of Records”, para registrar o “maior treino de defesa pessoal no mundo”. Só que, para alcançar a meta exigida pelo “Guiness”, os alunos que participaram no treino foram obrigados a trazer seus familiares também: pais, irmãos, avos etc...  Além disso, para criar a ilusão de um grande número de participantes, pessoas que estavam na praia por acaso “ganharam” camisas da FSAKM para parecer que estavam participando do evento. De acordo com o livro dos recordes, 2.200 pessoas participaram no evento. Já de acordo com as estimativas dos instrutores da FSAKM, desse número apenas 300 eram de fato alunos de krav-maga. Todos os outros eram familiares obrigados e pedestres desafortunados...

Outro lado interessante da atividade da FSAKM / Top Defense é o pagamento de porcentagem dos lucros, através do sistema da “Pirâmide” para o Mestre Kobi e seus representantes. Isto é: cada instrutor assina contrato com a Top Defense, no qual ele se obriga a pagar 8% de tudo que ganha para esta empresa. Porém em lugares como São Paulo ou Minas Gerais, esses valores já chegam a 12% ou 16%, já que ali o instrutor tem que pagar para a Top Defense, mas também para seu representante local.

No site da FSAKM aparece exposto também o processo de qualificação de instrutores. A ênfase é dada para aulas de marketing e mídia. É possível perceber que o Mestre Kobi exige ter controle e fiscalização total sobre seus instrutores, não deixando nenhum espaço para criatividade independente dos mesmos. Cada instrutor é obrigado, mensalmente, mandar para o Mestre Kobi um relatório completo sobre tudo que aconteceu nas suas aulas:

·        Quantos alunos tem

·        Quantas pessoas vieram visitar a academia

·        Desses, quantos ficaram para fazer aula e quantos não voltaram mais.

·        Que tipo de perguntas fizeram

·        O que o instrutor fez para promover o krav-maga nesse mês

·        O que vai fazer no próximo mês

·        Que técnicas ensinou

E assim por diante......

Outro ponto comparativo é o sistema de aplicação de exames de faixa. Na Federação, os exames são rígidos e incluem testes físicos, teóricos etc. tempo médio para alcançar a faixa preta é de 15-18 anos. Mas sabe-se de praticantes que treinam à mais de 20 anos e ainda não alcançaram a faixa preta.

Referências