Kochi (cidade)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kochi
高知市 (Kōchi-shi)
País  Japão
Província Kochi
Área
 - Total 309 22 km²
População (2011)
 - Total 340 515
    • Densidade 1 100/km2 
Sítio http://www.city.kochi.kochi.jp/

Kochi (高知市 Kōchi-shi) é uma cidade japonesa localizada na província de Kochi.

Em 2011 a cidade tinha uma população estimada em 340 515 habitantes e uma densidade populacional de 1 100 h/km². Tem uma área total de 309,22 km².

Recebeu o estatuto de cidade em 1 de Abril de 1889.

O prato típico da cidade é o tataki (カツオたたき?), um pedaço de Bonito levemente grelhado.[1]

Geografia[editar | editar código-fonte]

A área de Kochi tem três distintas regiões geográficas. A maior parte da cidade está à beira da Baía de Urado, em uma estreita planície aluvial cortada por vários rios, sendo os mais famosos os de Kagamigawa e Kokubugawa. A planície é cercada por montanhas ao norte e e uma série de colinas ao sul e ao oeste.

As montanhas ao norte formam a parte menos densamente populosa da cidade, somente sendo habitada ao longo dos estreitos vales dos rios. O ponto mais alto de Kochi é Kuishiyama, com 1176 metros de altura.

Ao sul do centro da cidade, a Baía de Urado corta as colinas e deságua no Oceano Pacífico. O terreno em torno da baía e uma pequena faixa do litoral formam a terceira região da cidade. Essa área, apesar de mais montanhosa e menos densa que a planície, é um dos principais locais de habitação e indústrias ligadas ao porto.[2]

História[editar | editar código-fonte]

O Castelo de Kochi

A planície onde hoje se encontra o centro da cidade foi originalmente estabelecida como uma vila em torno do do castelo (Castelo de Kochi) dos senhores feudais da antiga Província de Tosa. A localização do castelo foi escolhida pelo senhor feudal Yamauchi Kazutoyo, em 1601. A cidade acabou recebendo o mesmo nome que o do castelo. Como centro administrativo do feudo, e da província que a sucedeu, a cidade cresceu rapidamente e se tornou o maior assentamento da região.

Durante a época da Restauração Meiji, Kochi tornou-se famosa como um centro da ideologia pró-imperial, e, mais tarde, pelos movimentos pela democracia e direitos humanos.

O serviço de bonde elétrico começou na cidade em 2 de maio de 1904, e a cidade foi conectada ao rede ferroviária nacional em 12 de novembro de 1951.

Em 1º de abril de 1998, a cidade foi designada como a primeira cidade núcleo (中核市?) de Shikoku.

Em 1 de janeiro de 2005, as vilas de Kagami e Tosayama, ambas do Distrito de Tosa, fundiram-se com a cidade, e, em 1º de janeiro de 2008, a vila de Haruno, do Distrito de Agawa, também se fundiu com a cidade de Kochi.[3]


Governo[editar | editar código-fonte]

As funções administrativas da cidade de Kochi são geridas por um prefeito eleito e 42 membros da Assembléia local. O atual prefeito, desde 2003, é Seiya Okazaki.

Educação[editar | editar código-fonte]

Em Kochi, há três universidades (Kochi University, Kochi University of Technology e Kochi Women's University) e quatro faculdades de cursos técnicos. A cidade administra diretamente o Colégio Comercial (商業高等学校?) de Kochi, além de outros 15 colégios localizados nos limites da cidade.

Eventos[editar | editar código-fonte]

O festival mais famoso de Kochi é o Yosakoi, que ocorre em agosto. Times de dançarinos apresentam-se ao som de músicas tradicionais e modernas em vários lugares ao redor de Kochi. O número total de participantes chega aos milhares.

Obiyamachi, no centro de Kochi

Turismo[editar | editar código-fonte]

O Castelo de Kochi ainda conserva sua arquitetura de antes da Restauração Meiji e é uma das principais atrações turísticas. Outros lugares famosos no centro da cidade são: a rua comercial de Obiyamachi (帯屋町?), a feira de rua que acontece todo domingo e que chega a quase um kilômetro de comprimento, e a Harimayabashi (はりまや橋?), uma ponte que é citada em uma famosa canção de Kochi sobre o amor proibido de um monge budista.

A montanha de Godaisan (五台山?) possui um parque público com uma bela vista para a cidade, além de abrigar a parada nº 31 da Peregrinação aos 88 Templos de Shikoku, o templo Chikurin-ji (竹林寺?), bem como o Jardim Botânico de Makino.

Harimaya-bashi

Em relação aos museus, destaca-se o Kochi Art Museum, cuja coleção principal é composta de trabalhos expressionistas relacionados a Kochi.

Na boca da Baía de Urado, os resquícios do Castelo de Urado (um assentamento antigo na província) podem ser vistos em Katsurahama (桂浜?), uma famosa praia que abriga um aquário e a estátua do héroi de Kochi, Sakamoto Ryoma. Em suas proximidades localiza-se o Museu Memorial de Sakamoto Ryoma. [4]

Transporte[editar | editar código-fonte]

Tosadentetsu 910 Lisboa 606 kfc sanbashi.jpg
Tosadentetsu 533 lisboa.jpg
Bondes históricos estrangeiros em uso corrente (à direita, ex-CCFL 910 e ex-CCFL 533).

O meio de transporte mais usado em Kochi é o serviço de bonde elétrico de empresa 土佐電気鉄道. Nas suas três linhas, que servem os eixos norte-sul e leste-oeste da cidade, circulam, entre outros mais modernos, veículos históricos — muitos provenientes de outras cidades, ostentando a pintura original, alguns com publicidade (incluindo carros oriundos de Lisboa, nomeadamente o ex-CCFL 533, com libré Coca-Cola, e o ex-CCFL 910, recarroçado mas mantendo a libré Pingo Doce).

A cidade possui ainda uma extensa rede de ônibus.

Kochi localiza-se na linha Dosan da JR de Shikoku, que conecta a cidade à região norte de Shikoku, além de, através de baldeações com a linha Tosa Kuroshio, conectar às regiões leste e oeste da província de Kochi. A estação central da JR em Kochi é a Estação de Kochi.

Kochi também é servida por suas rodovias, que conectam a cidade ao sistema rodoviário nacional.

O Aeroporto Ryoma de Kochi, localizado em Nankoku, serve a cidade de Kochi.[2]

Nativos famosos de Kochi[editar | editar código-fonte]

  • Nakahama Manjiro (1827 – 1898) foi um dos primeiros japoneses a visitar os Estados Unidos e um importante tradutor durante a Abertura do Japão.
  • Okada Izo (1832 – 1865) foi um samurai do fim do Período Edo, conhecido por ser um dos quatro assassinos mais respeitados do período Bakumatsu.
  • Sakamoto Ryoma (1836 – 1867) foi um líder do movimento para derrubar o Xogunato Tokugawa durante o período Bakumatsu.
  • Itagaki Taisuke (1837 – 1919) foi um político e um líder do Movimento pelos Direitos das Pessoas e da Liberdade, que se tornou no primeiro partido político do Japão.
  • Tsutomu Seki (nasceu em 1930) é um astrônomo que descobriu vários cometas e asteróides.
  • Nobuo Uematsu (nasceu em 1959) é um compositor de músicas para video game, conhecido por criar a maioria das trilhas sonoras dos títulos da série Final Fantasy.
  • Ryoko Hirosue (nasceu em 1980) é uma atriz, mais conhecida no Ocidente por seus papéis no filme Wasabi, de Luc Besson, e em Departures, filme japonês ganhador do prêmio da Academia.
  • Aaron Zagory (nasceu em 1985) é um ex-jogador de futebol americano colegial dos Estados Unidos, e que jogou pela Universidade de Stanford em 2006 e 2008.

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Flag of Japan.svg   Este artigo é um esboço sobre Geografia da província de Kochi. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Província de Kochi
Cidades
Aki | Kami | Kochi (Capital)| Konan | Muroto | Nankoku | Shimanto | Sukumo | Susaki | Tosa | Tosashimizu
Distritos
Agawa | Aki | Hata | Nagaoka | Takaoka | Tosa