Kool Herc

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kool Herc
Kool Herc.jpg
Informação geral
Nome completo Clive Campbell
Nascimento 16 de Abril de 1955
Origem Kingston
País  Jamaica
Gênero(s) Hip hop
Período em atividade 1967 - presente

Clive Campbell (16 de abril de 1955), também conhecido como Kool Herc e DJ Kool Herc, é um DJ jamaicano, considerado o fundador e pai da Cultura hip hop em razão do fato de que suas festas (block parties) no bairro do Bronx em Nova Iorque terem estabelecido o formato e congregarem os elementos daquilo que depois viria a ser conhecido como Cultura Hip Hop. Sua reprodução de discos de funk, especialmente James Brown, foi uma alternativa paralela tanto para a cultura das gangues violentas do Bronx como para a popularidade emergente da música disco durante a década de 1970. Em resposta a reação dos dançarinos do país, Campbell começou a isolar a parte instrumental do disco - o "break" - e mudar de um break para outro constantemente.

Usando dois turntables dos toca-discos dos aparelhos dos DJs, o estilo de Campbell levou ao uso de duas cópias do mesmo registro para prorrogar o break. Este breakbeat, que usava hard funk, rock, e percussões latinas, formou a base da música hip hop. As comunicações e exortações de Kool Herc levaram os dançarinos a procurarem um acompanhamento sincopado e com rimas faladas, que hoje é conhecido como rap. É creditado como o inventor dos termos b-boy e b-girl para os dançarinos de breakdance. O estilo de Campbell foi rapidamente utilizado por artistas como Afrika Bambaataa e Grandmaster Flash.

Biografia[editar | editar código-fonte]

1520 Sedgwick Avenue[editar | editar código-fonte]

Frente do prédio 1520 Sedgwick Avenue, onde Herc tocou em suas primeiras festas.

Clive foi o primeiro dos seis filhos de Keith e Nettie Campbell, tendo nascido em Kingston, Jamaica, no dia 16 de abril de 1955. Enquantro crescia, ouvia nas festas do bairro o barulho dos populares sistemas de sons, conhecidos como dancehalls.[1] Mudou-se para Bronx, Nova Iorque em novembro de 1967. A criação da Cross Bronx Expressway por Robert Moses (concluída em 1963, mas a construção adicional continuou até 1972) tinha retirado milhares de habitantes do Bronx, principalmente das comunidades deslocadas da área principal, e levou ao uma "fuga branca" de pessoas de pele clara por serem desvalorizadas na região.[2] Muitos proprietários de terra recorreram a incêndios, a fim de recuperar o dinheiro através de apólices de seguros. Uma nova cultura violenta de gangues de rua surgiu em 1968, e se espalhou crescentemente por todo o Bronx em 1973.[3]

Campbell frequentou o Alfred E. Smith Career e o Technical Education High School no Bronx, onde sua altura, estatura e o comportamento na quadra levaram a seus companheiros o apelidarem de "Hércules". Ele começou a fazer grafite com um crew chamado Ex-Vandals, onde usou pela primeira vez o nome de Kool Herc.[4] Herc tentou convencer seu pai a comprar uma cópia de "Sex Machine", canção de James Brown, a qual posteriormente seria alvo de uma das suas primeiras mixagens.[5] Ele e sua irmã, Cindy, começaram a organizar festas de escola no 1520 Sedgwick Avenue, edifício da propriedade de sua família.[6] Seu primeiro sistema de som consistia em dois toca-discos e um amplificador de guitarra.[5] Com a afiliação dos clubes com a presença das gangues de rua, os DJs começavam a tocar discos cada vez mais antigos e com aspirações diferentes, e os comerciais de rádio solicitavam o restauro da comunidade antes do surgimento das gangues. Neste tempo, Herc já começava a realizar festas para um público preparado, ou seja, quem não participava de gangues.[5] [7] [8]

Referências

  1. Chang, pp. 68–72
  2. Shapiro, p. iv
  3. Chang, pp. 48–65. Chang dá a sugestão dá uma conexão deste fato com os assassinatos de Martin Luther King, Jr. e Bobby Hutton, e o declínio do grupo Black Panther.
  4. Ogg, p. 13
  5. a b c Shapiro, pp. 212–213
  6. Roug, Louise. "Hip-hop may save Bronx homes", Los Angeles Times, February 24, 2008. Link retrieved September 9, 2008.
  7. Ogg, p. 14, p. 18.
  8. Toop, p. 65
Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.